Olhar Direto

Terça-feira, 16 de julho de 2019

Notícias / Política MT

Após atacar Jean Wyllys na internet, Medeiros pede que MPF investigue possível venda de mandato

Da Redação - Vinicius Mendes

27 Jan 2019 - 08:38

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Após atacar Jean Wyllys na internet, Medeiros pede que MPF investigue possível venda de mandato
O senador José Medeiros (Podemos), que em poucos dias assumirá o posto de deputado federal, acionou oficialmente, na sexta-feira (25), o Ministério Público Federal (MPF), na pessoa da Procuradora Geral da República (PGR), Raquel Dodge, e a Polícia Federal, para pedir que sejam apurados todos os fatos que levaram a renúncia do deputado federal, Jean Wyllys (Psol), anunciada nesta semana.
 
Após a decisão de Wyllys de deixar o Brasil, Medeiros o chamou de “suaçu”, palavra sinônima ao termo “veado”, nas redes sociais. Ele levanta a possibilidade até de venda de mandato por parte do deputado.
 
Leia mais:
José Medeiros ofende deputado federal Jean Wyllis
 
No documento, Medeiros requere a informação se, de fato, houve ameaças de morte confirmadas a Jean, além de questionamento sobre os “pseudoameaçadores” e se já existe alguma linha de investigação sobre a origem destas mensagens.
 
O senador ainda quer saber se há registros de ocorrências em órgãos de segurança pública nacional e estadual, realizados pelo deputado carioca, e que resultaram em algum início de trabalho de inteligência. O parlamentar ainda busca o detalhamento da relação pessoal de Jean e seu suplente, David Miranda (PSOL), que assumirá o cargo eletivo.
 
O parlamentar do Podemos desconfia de uma suposta intenção da esquerda brasileira de usar e até maximizar a saída de Jean para criar um cenário de perseguição aos seus membros para evidenciar uma realidade, que segundo o senador, seria inverídica sobre o Brasil, somando-se a informações que necessitam de maior atenção sobre o suplente de Jean. Por fim, Medeiros questiona MPF e PF se há alguma apuração para confirmar se o incidente não se trataria de uma possível de venda de mandato.
 
“Imagino que o próprio deputado [Jean] tenha interesse que tudo fique esclarecido. Para isso solicitei nos ofícios que seja feito uma apuração para sabermos se houve algum tipo de transferência de recursos financeiros da parte de David ou de Glen Greenwald, com quem é casado, ou mesmo de qualquer pessoa ligada a eles em benefício do senhor Jean Wyllys. Diante da maneira que este assunto vem sendo abordado, creio que não seria impertinente estes cuidados”, finalizou.
 
Ataque no Twitter
 
O senador em final de mandato e deputado federal eleito por Mato Grosso, José Medeiros (Podemos-MT), ofendeu o deputado federal Jean Wyllis (PSOL-RJ), que foi reeleito, mas anunciou que renunciará ao cargo e irá para fora do Brasil após ter recebido ameaças de morte. Medeiros “comemorou” a saída de Wyllis do país e se referiu ao colega de Congresso como “suaçu”, palavra sinônima ao termo “veado”. Jean Wyllis é do mesmo partido de Mariele Franco, vereadora assassinada no Rio de Janeiro.
 
“A deputada Marta Rocha teve o carro baleado, Bolsonaro foi esfaqueado, aí vem esse suaçu com essa conversinha de malandro, o caso é que percebeu que o mar não estava para peixe...”, disse o senador.

29 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • silvio
    28 Jan 2019 às 10:39

    Um senador como qualquer politico que tem uma visibilidade publica tem que ter postura e saber o que escreve ou fala pois tem consequências, no minimo tem que ter um pouco de inteligencia, um intelecto com conhecimento, mas pelo visto esse cidadão ficou longe disso, realmente falta orientação pedagógica para ele melhorar !!! Vai estudar e se reeducar !!!

  • Joao sem Braço
    28 Jan 2019 às 08:35

    Em venda de mandato o senador tem experiência né...

  • simone maria
    28 Jan 2019 às 08:13

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ivano
    27 Jan 2019 às 23:05

    Boa noite !!! Votei em vc Medeiros e..... Voto denovo!!!! Todos esses comentários. Devem ser uns “suaçu”,... Se vê pelas palavras tipico dessas pessoas.

  • Giancarlo
    27 Jan 2019 às 22:57

    Vergonha desse cidadão representado nosso estado. Pra mim não serve nem como síndico do meu prédio ... Pra mim, despreparado para ser politico, aliás, despreparado para qualquer coisa.

  • Só na observação
    27 Jan 2019 às 22:14

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Bea
    27 Jan 2019 às 20:12

    Kkkk esse ex-senador sem voto quer tomar as atitudes de outros pelas das quais ele está ambientado.

  • Papito
    27 Jan 2019 às 19:51

    Parabéns senador !!! E ao Sr Jean parabéns em honrar o que falou caso o Bonsonaro ganhasse, vai tarde !!!! E aos esquerdistas dos comentários, chupa essa manga !!!

  • adjair moreira dos santos
    27 Jan 2019 às 19:13

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Karlos Lombardi
    27 Jan 2019 às 18:46

    Medeiros, estou contigo e não abro! Lugar desse cidadão é fora no nosso Brasil.

Sitevip Internet