Olhar Direto

Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Notícias / Cidades

Grande Cuiabá tem barragem classificada como de alto risco; em MT são 14

Da Redação - Fabiana Mendes

28 Jan 2019 - 15:50

Foto: Imagem Ilustrativa/Google

Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa

Mato Grosso possui 31 barragens de mineração, sendo que 14 delas têm potencial de médio risco e uma delas é classificada como de alto risco. Os dados constam no relatório mais recente publicado em janeiro deste ano, pela Agência Nacional de Mineração (ANM), sobre situações das barragens de minério em todo país. 

Leia mais:
Sema aponta danos ambientais na região onde houve rompimento de barragem; veja fotos

A situação chama atenção, já que no último dia 25 uma barragem da Vale (que não era considerada de alto risco), localizada na zona rural de Brumadinho (MG), se rompeu e causou 60 mortes até o momento e deixou outras 300 pessoas desaparecidas. 

A barragem BR Ismael está localizada em Poconé (a 102 quilômetros de Cuiabá), e tem como proprietário Ismael Ledovino de Arruda. Ela está classificada em situação de alto risco e possui 450 mil m³ e 14 m², que comportam areia. Além disso, possui dano médio de risco associado. No mesmo município, outras barragens possuem médio risco de dano potencial.  
 
Em Nossa Senhora do Livramento (a 39 km de Cuiabá), uma barragem chamada Bacia de Rejeitos, que pertence a Reginaldo Luiz de Almeida Ferreira e tem 625 mil m³ de rocha aurífera é classificada como risco médio, mas com dano potencial considerado baixo.

Em Pontes e Lacerda (a 443 quilômetros de Cuiabá), a barragem EPP, de propriedade da empresa Mineração Apoena S.A, tem um volume de 4.324.936,11 milhões de m³ de rocha aurífera. Ela possui baixo risco, mas alto risco de dano.
 
Em Cuiabá, a barragem Casa de Pedra, que pertence a Maney Mineração Casa da Pedra possui volume de pouco mais de 15 milhões de m³ de minério de ouro primário. A categoria de risco é baixa, no entanto, o dano potencial é considerado alto.
 
A ANM estabeleceu que cabe ao órgão fiscalizador criar e manter cadastro das barragens sob sua jurisdição, com identificação dos empreendedores, para fins de incorporação ao Sistema Nacional de Informações sobre Segurança de Barragens (SNISB), assim como exigir do empreendedor o cadastramento e a atualização das informações relativas às barragens de sua responsabilidade.
 
Ao Olhar Direto, a Secretaria do Estado e Meio Ambiente (Sema) disse que em novembro do ano passado, das barragens que foram vistoriadas, todas necessitavam de algum tipo de manutenção, porém nenhuma apresentou risco de rompimento.

Rejeitos de usina
 
Conhecido como um dos principais pontos turísticos mato-grossenses, o Rio Tenente Amaral, em Jaciara (a 143 quilômetros de Cuiabá), sofreu com água escura e mau-cheiro, em julho do ano passado, em decorrência de um erro operacional de uma usina, que soltou resíduos de cana-de-açúcar no rio. A poluição causou a morte de peixes e também impediu a entrada de banhistas. 
 
De acordo com o município, uma equipe do Meio Ambiente constatou que houve um erro operacional de uma usina, em uma das lagoas de contenção da vinhaça (resíduo originário da cana-de-açúcar).

Dejetos de usina deixam rio em Jaciara com água escura e mau-cheiro;  veja fotos e vídeos

A mesma foi rompida durante o trabalho de  manutenção e adequação, onde o braço hidráulico da máquina retroescavadeira fez com que rompesse uma das paredes laterais da represa, ocasionando o escoamento de efluentes da vinhaça em direção ao rio. Uma equipe de manutenção realizou a finalização da recuperação total da lagoa de contenção dos resíduos de vinhaça, onde houve a poluição.
 
O órgão Ambiental Municipal tomou as providências cabíveis conforme legislação vigente e emitiu o auto de infração ambiental.



 

25 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gabriel
    01 Fev 2019 às 08:36

    Maney só quer saber de money.

  • RUBENS TADEU REYNAUD
    30 Jan 2019 às 15:10

    Jose Edson tem razao area metro quadrado e volume e metro cubico. E que o pessoal nao sabe nada de matematica.

  • RUBENS TADEU REYNAUD
    30 Jan 2019 às 15:07

    Cuidado a barragem do Manso esta para estourar. E melhor correr. Ah!!!! a tal de Maney e do governador sim. Mas ela e segura nao vai estourar ainda. Penos menos hoje nao.

  • JORGE1
    30 Jan 2019 às 08:53

    Em Cuiabá, a barragem Casa de Pedra, que pertence a Maney Mineração Casa da Pedra possui volume de pouco mais de 15 milhões de m³ de minério de ouro primário. A categoria de risco é baixa, no entanto, o dano potencial é considerado alto. Porque, neste caso a redatora não cita os nomes dos proprietários

  • Zeca
    29 Jan 2019 às 09:10

    Grande Cuiabá? Por que se as barragens estão todas na zona rural de cada município? Procurem saber o que é "conurbação" e aprenderão escrever sem passar vergonha!

  • Carlos Luiz da cunha
    29 Jan 2019 às 08:27

    A lagoa de vinhaça que rompeu aqui em Jaciara não foi por erro operacional. Ela se rompeu porque estava no limite . Essa história aí é para encobrir que houve o crime ambiental da usina porto seguro . A lagoa não foi consertada adequadamente e ainda tem risco de romper. Uma grande falta de respeito para com o vale do São Lourenço, pois até agora a usina não foi punida adequadamente., E há sim o risco de novos acidentes, sem contar o grande número de infrações cometidas pela mesma. Se aplicar as multas que a lei manda, nem vendendo os ferro delas a preço de ouro pagaria!

  • Maria
    29 Jan 2019 às 08:20

    José Edson, no texto ele está se referindo a volume, que é medido em m3, e não a área. Vamos pesquisar antes de escrever?

  • D.O.A
    29 Jan 2019 às 08:02

    Casa de pedra fica perto do morro de sao jeronimo , lugar massa daquele nao merece isso.

  • O povo
    29 Jan 2019 às 01:03

    E SÓ TIRAR OS MORADORES DA ÁREA DE RISCO QUE A SITUAÇÃO ESTÁ RESOLVIDO NÃO ESPERA ACONTECER O ROMPIMENTO DAS BARREIRAS DE CONTENÇÃO

  • Rafael
    28 Jan 2019 às 23:20

    Todos sabem que a maney e do nosso ilustre governador MM. E todos sabem que se der algo ele vai alegar que não sabia

Sitevip Internet