Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de maio de 2019

Notícias / Política BR

Ministra de Bolsonaro é acusada de sequestrar índia de aldeia em Mato Grosso

Da Redação - Wesley Santiago

31 Jan 2019 - 10:45

Foto: Reprodução

Ministra de Bolsonaro é acusada de sequestrar índia de aldeia em Mato Grosso
A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, é acusada de sequestrar uma indígena de uma aldeia no norte de Mato Grosso. As condições em que Kajutiti Lulu Kamayurá, de 20 anos, que é filha adotiva de Damares e tinha seis anos à época, é motivo de polêmica no Xingu. Além disto, a adoção nunca teria sido formalizada legalmente. O fato foi denunciado pela avó biológica da indígena.

Leia mais:
Indígenas protestam em Cuiabá contra violência e retrocesso em direitos
 
A revista Época, responsável por divulgar a denúncia, foi até o Xingu ouvir dos kamayurás a história da menina que foi criada pela avó paterna, Tanumakaru. Eles afirmam que Damares levou a menina irregularmente da tribo. Apesar de não lembrarem de detalhes, todos dizem que a menina deixou a aldeia sob pretexto de fazer um tratamento dentário na cidade e nunca mais voltou.
 
Os indígenas relatam ainda que Damares e Márcia Suzuki, amiga e braço direito da ministra, se apresentaram como missionárias na aldeia. “Chorei, e Lulu estava chorando também por deixar a avó. Márcia levou na marra. Disse que ia mandar de volta, que quando entrasse de férias ia mandar aqui. Cadê?”, disse a avó, que afirma não ter sido informada que a menina não retornaria.
 
Quando a reportagem estava na aldeia, a ministra disse que estava “à disposição para responder às perguntas (...) sobre nossas crianças, sobre minha filha e sobre as famílias”. “Não temos nada a esconder. Mas insisto: tratem tudo com o olhar especial para estes povos, para as mães e crianças que sofrem”.
 
Porém, quando foi procurada em Brasília, a ministra se recusou a dar entrevista e respondeu apenas parcialmente a 14 questionamentos da revista. “Todos os direitos de Lulu Kamayurá foram observados. Nenhuma lei foi violada. A família biológica dela a visita regularmente. Tios, primos e irmãos que saíram com ela da aldeia residem em Brasília. Todos mantêm uma excelente relação afetiva”.
 
Questionada se não devolveu a criança, Damares diz que “Lulu Kamayurá já retornou à aldeia. Ela deixou o local com a família e jamais perdeu contato com seus parentes biológicos”. Porém, a ministra não respondeu sobre não ter adotado formalmente a indígena.
 
A reportagem completa será publicada na revista Época, desta semana, que falará sobre a a saída de Lulu Kamayurá de sua aldeia no Xingu e a atuação da ministra Damares Alves em comunidades indígenas, a partir do relato de índios que vivem nesses lugares, de famílias atendidas que defendem esse trabalho, da Funai e de documentos de investigações.

Confira aqui a publicação da Época.

26 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • marcos vinicius paes de barros
    01 Fev 2019 às 11:11

    Volta o mimi. Os que fazem comentários sobre a ministra somente conhecem os índios pela TV ou por "eventos" culturais de ONGS. Vão se informar sobre o assunto antes de falar bobagens.

  • Heverson
    31 Jan 2019 às 22:56

    Apresente a reportagem com o depoimento da menina é verás que foi a salvação de uma morte horrenda. Jornal de merda só repassa mentiras ou notícias pela meta da.

  • Luciana
    31 Jan 2019 às 17:26

    Notícia normal,o filho acusado de roubo e associado a milícias,o.motorista da família um laranja de 7 milhões de reais que mora num cortiço apesar de estar internado do Albert Einstein,raptar uma criança índia é um crime normal pra eles...

  • MAURO VG
    31 Jan 2019 às 16:34

    Esses bolsonominios estão cegos e tudo que é matéria que sai nas mídias é mentira para eles! acordem, o bolsonaro não é nem 1/10 do que vocês acham que ele é, não vai durar muito tempo não, podem apostar o impeachment está próximo!

  • FUNAI É TOMADA POR ESQUERDISTAS
    31 Jan 2019 às 16:31

    Eis a vdd: Foi comprar briga com os fundamentalistas da FUNAI, da nisso, a polícia tem que ir pra cima desses esquerdistas que tomaram conta da Funai e das ONGs.

  • Ângelo
    31 Jan 2019 às 15:57

    Desse governo de surtados e falsos moralistas a gente espera qualquer coisa ...

  • London
    31 Jan 2019 às 15:22

    Terceiro mundo se for.... Piada no exterior, mas o Brasil vai ficar rico... E vamos faturar um milhão, quando vendermos todas as almas, dos nossos índios num leilão. Que país é esse! Que país é esse!

  • marcos vinicius
    31 Jan 2019 às 15:16

    Só inocente útil ou quem não conhece o comportamento dos índios cai nessa marola. Sorte desta menina que tenha passado pela vida dela uma pessoa que se importou.

  • Charles Tomasini
    31 Jan 2019 às 14:55

    alem de ter ministros sendo investigados, apareceu uma acusa de sequestro......vai vendo.....

  • Ângelo
    31 Jan 2019 às 13:58

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet