Olhar Direto

Quinta-feira, 23 de maio de 2019

Notícias / Cidades

Peixes são encontrados mortos após abertura de comporta de usina hidrelétrica; Sema apura

Da Redação - Fabiana Mendes

06 Fev 2019 - 17:12

Foto: Sinop Energia

Peixes são encontrados mortos após abertura de comporta de usina hidrelétrica; Sema apura
A Secretaria do Estado e Meio Ambiente (Sema) e a empresa Sinop Energia apuram mortes de peixes no Rio Teles Pires, no município de Itaúba (a 580 quilômetros de Cuiabá). A situação aconteceu após 24 horas da abertura de uma comporta do vertedouro e fechamento das adufas da Usina Hidrelétrica de Sinop. Os reservatórios estão em processo de enchimento desde o dia 30 do mês passado. 

Leia mais:
Hidrelétrica inicia procedimento para enchimento de reservatórios;R$2,8 bi investidos

Por meio de nota, a Sinop Energia disse que fez o enchimento da usina, após obtenção das autoridades necessárias dos órgãos envolvidos no licenciamento do empreendimento. A empresa afirmou ainda que o processo do enchimento do reservatório é controlado e há diversas equipes envolvidas no monitoramento das variáveis ambientais, de modo a identificar eventuais incidentes.
 
Na última segunda-feira (04), 24 horas após abertura da primeira das comportas do vertedouro e fechamento das adufas, foram constatadas mortes de peixes a jusante do barramento, no município de Itaúba. O fato foi comunicado a Sema que também atua na fiscalização. 
 
Os peixes mortos foram recolhidos e levados para uma perícia, que irá revelar a causa da morte. A Sinop Energia asseverou que uma série de providências foram tomadas, tais como aumento imediato de barcos e funcionários especializados para monitoramento detalhado e resgate ictiofauna a jusante (abaixo da barragem).

Enchimento de reservatórios 

Para que esses procedimentos fossem iniciados, o empreendimento realizou o remanejamento das famílias envolvidas e obras de alteamento na BR-163. A suspensão da vegetação foi concluída em toda a área com autorização do órgão ambiental.
 
Com investimentos na casa de R$ 2,8 bilhões em ativos, a Usina Hidrelétrica Sinop está sendo implantada entre os municípios de Cláudia e Itaúba, no rio Teles Pires, estado do Mato Grosso. Com o reservatório sendo formado nos municípios de Sinop, Cláudia, Sorriso, Itaúba e Ipiranga do Norte, terá capacidade para gerar 401,88 megawatts (MW) de energia, o suficiente para abastecer uma cidade com 1,6 milhão de habitantes.
 

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Celso José Dall Acqua
    07 Fev 2019 às 17:44

    Provavelmente ocorreu uma DBO muito elevafa devido ao matrial orgânico arrastado ao longo da bacia, retirando oxigenio da água, que colocada no leito, ocasionou a mortandade. Isso é apenas uma cogitaçao...

  • Adriano
    06 Fev 2019 às 18:05

    Quando abre o vertedouro os peixes caem de uma altura grande e se machucam, alguns morrem, outros ficam meio tontos.

  • Joel
    06 Fev 2019 às 17:31

    Essa foto é da Usina Hidrelétrica Teles Pires, que fica em Paranaíta. Não é da Usina citada na reportagem.

Sitevip Internet