Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de abril de 2019

Notícias / Política MT

Wilson pede ao TCE acesso a dados de incentivos fiscais em MT; CPI mira agro, combustível e mineração

Da Redação - Lucas Bólico

08 Fev 2019 - 11:56

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

Wilson pede ao TCE acesso a dados de incentivos fiscais em MT; CPI mira agro, combustível e mineração
A “nova” CPI dos incentivos e renúncias ficais ainda nem foi instalada, mas o deputado estadual Wilson Santos (PSDB), autor do requerimento para a abertura da investigação, já buscou o Tribunal de Contas do Estado (TCE) para ter acesso aos dados dos benefícios concedidos em Mato Grosso. Santos explica que não será investigado somente o setor do agronegócio, mas outros segmentos da economia, como mineração e combustíveis.

Leia também:
Wilson consegue nove assinaturas para investigar sonegações e renúncias fiscais em CPI
 
Wilson Santos se reuniu com o vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Luiz Henrique Lima, na tarde desta quinta-feira (7), e encaminhou ofício para ter acesso a informações de levantamento feito pelas auditorias da Corte de Conta.
 
“Nós vamos começar esta CPI dando aos órgãos de controle, como Ministério Público do Estado, Ministério Público Federal, Controladoria-Geral do Estado, a oportunidade para que eles possam apresentar quais foram os procedimentos, quais foram as medidas tomadas pelas CPIs de 2014 e 2016”, afirmou Wilson. A expectativa do parlamentar é que a CPI seja instalada na próxima sessão plenária de terça-feira (12).
 
Essa é a terceira CPI proposta sobre esse assunto. Na avaliação de Wilson, as outras duas (2014 e 2016) não teriam produzidos resultados necessários. De acordo com o ele, não teria ocorrido a devolução de valores para os cofres do Estado e nenhuma punição dos envolvidos.
 
Nesta semana, em entrevista coletiva, Wilson anunciou que já tem 9 assinaturas, número suficiente para instalar a CPI. A CPI será formada por cinco deputados titulares e cinco suplentes. “Caberão aos líderes de blocos a indicação e a proporcionalidade de cada bloco”, explica.
 
O requerimento para instalação da CPI conta assinaturas de Elizeu Nascimento (DC), Valdir Barranco (PT), Lúdio Cabral (PT), Janaina Riva (MDB), Dr. João (MDB), Thiago Silva (MDB), Delegado Claudinei (PSL), João Batista (Pros) e do próprio Wilson Santos.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Carlos Cuiabano
    09 Fev 2019 às 08:22

    Caro nobre deputado ficoua aba de Pedro Taques como líder sabendo que não iam te envestigar sobre o Rodoanel agora tá com medo atirando pra todo lado pro povo esquecer o rombo e desvio de milhões do Rodoanel em sua gestão faça me o favor senhor e Pedro deixou estado falido por que não volta a CPI do Rodoanel

  • Joao Mimoso
    09 Fev 2019 às 07:48

    Esse nobre deputado apelidado de galinho de briga tem que ter o seu apelido alterado para bagre ensaboado

  • João Capile
    08 Fev 2019 às 21:37

    Como reelegeram ele depois de votar contra os servidores e ser líder do pior governador da história de MT, Pedro Taques?

  • CHIRRÃO
    08 Fev 2019 às 15:49

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Antonio
    08 Fev 2019 às 15:45

    A cada dia o Wilson Santos me surpreende. Pelo discurso dele parece que ele ficou os últimos 4 anos fora do estado de MT.

  • Pedro luis
    08 Fev 2019 às 14:52

    Ficou 4 anos no governo Taques, que deixou o estado quebrado, e o nobre deputado nunca quis ter informação sobre os incentivos fiscais. Pergunto: o governo que ele participou, foi secretario e lider, que estava quebrado, por que não foi atrás desses incentivos? Por que só agora? Será que tinha medo quando era governo? Por que esse desespero agora?

  • Rocha
    08 Fev 2019 às 13:31

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • JACKSON
    08 Fev 2019 às 13:14

    Kkkkkkkkk sempre querendo aparecer!!!

Sitevip Internet