Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de abril de 2019

Notícias / Política MT

Investigadores e escrivães aderem à manifestação contra atraso salarial

Da Redação - Vinicius Mendes

09 Fev 2019 - 14:51

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Investigadores e escrivães aderem à manifestação contra atraso salarial
Os investigadores e os escrivães de polícia de Mato Grosso devem se juntar às outras categorias de servidores públicos na manifestação contra o atraso no pagamento dos salários no próximo dia 12 de fevereiro no Centro Político Administrativo em Cuiabá.
 
O Governo do Estado definiu o modelo de pagamento dos salários referentes ao mês de janeiro, o que não agradou uma boa parte dos servidores públicos, já que não receberão o valor integral em uma só vez. Eles ainda devem realizar uma assembleia para deliberar sobre o atraso.
 
Leia mais:
Professores da Unemat decidem por paralisação unificada e estado de greve
 
A presidente do Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado de Mato Grosso (Sinpol-MT), Edleusa Mesquita, e o presidente do Sindicato dos Escrivães da Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso (Sindepojuc), David Nogueira, convocaram os investigadores e escrivães de polícia para se reunirem no próximo dia 12 de fevereiro, às 13h30, na sede do Sinpol-MT, no CPA.
 
Na ocasião eles realizarão uma assembleia conjunta para dar continuidade às deliberações sobre o atraso salarial dos servidores públicos do Estado. Após esta assembleia os participantes seguirão para o Centro Político Administrativo para se juntarem aos demais servidores na manifestação geral do Fórum Sindical.
 
Os docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) já decidiram que irão paralisar as atividades no dia 12 de fevereiro. Além disso, entrarão em estado de greve e assembleia permanente. O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) realizou assembleia no último dia 4 e a categoria optou por parar as atividades por 24 horas no dia 12 de fevereiro, podendo deflagrar greve geral a qualquer momento.
 
Modelo de pagamento
 
O Governo do Estado já definiu o modelo de pagamento dos salários dos servidores públicos referentes ao mês de janeiro. Desta maneira todos os servidores recebem no mesmo dia, mesmo que uma fração do dinheiro a que têm direito.
Confira o cronograma definido pelo Governo do Estado:
 
Dia 11/02 - Será pago R$ 5.000,00 para todos os servidores ativos, aposentados e pensionistas. Valor total pago: R$ 330.005.909,94, quitando 65% dos servidores.
 
Dia 14/02 - Será pago mais R$ 1.800,00 para todos os servidores ativos, aposentados e pensionistas. Valor total pago: R$ 59.268.056, quitando ao todo 75% dos servidores.
 
Dia 25/02 - Serão pagos todos os demais servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem mais de R$ 6.800,00. Valor total pago: R$ 59.268.056, quitando toda a folha de janeiro/2019.
 
"Novo" escalonamento
 
O novo modelo de escalonamento foi pensado pelo governo como uma forma de não deixar nenhum servidor sem receber nada até o final do mês, mesmo com a crise financeira em que o Estado se encontra. Os que têm os menores salários recebem tudo na primeira parcela e o restante tem acesso a pelo menos uma fração, para evitar acumulo de contas atrasadas.
 
O governo instalou no final de janeiro adequações ao Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado (Fiplan) que permitem parcelar a folha por faixa de valores ou percentuais.
 
No mês passado, o Estado concluiu o pagamento dos salários referentes a dezembro, por faixas de valores, no dia 30. No dia 10 receberam todos os aposentados e pensionistas, e os servidores que recebem até R$ 4 mil líquidos. Já os servidores que recebem até R$ 6 mil líquidos tiveram seus salários depositados no dia 24. Os demais receberam no penúltimo dia de janeiro.
 
Os escalonamentos vêm acontecendo no Estado desde o Governo Pedro Taques (PSDB), que por vários meses de sua gestão não teve dinheiro suficiente para pagar os salários na sua totalidade antes do dia 10 do mês subseqüente.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Moacir
    09 Fev 2019 às 23:08

    É isso aí cambada inteligente, pede privatização e exoneração de servidor. Políticos iam amar ter conceção de suas empresas pra faturar dinheiro público é contratar um tipinhos igual vocês, pra pagar mil reais para deixá-los mais ricos. Vao estudar. Use a inclusão digital para algo produtivo e proveitoso. Comece com a CF , antes da promulgação da de 88. Aí vocês vão entender o por quê existe direitos trabalhista.

  • Egomes
    09 Fev 2019 às 18:48

    Ei "Contribuinte", será que vc não percebe ou faz de conta? Quem é servidor público, é por escolheu ser, teve competência e força de vontade para está onde está. Não tem que fazer comparações com a iniciativa privada, pois justamente isso que os servidores optaram por não pertencer.

  • Luis Fernando
    09 Fev 2019 às 18:34

    Como comerciante ha mais de 16 anos no Calçadao, eu apoio a greve dos servidores em geral. Para que eles voltem a receber no começo do mês e assim voltarmos a ter nossa clientela de volta como era em antes. Obrigado.

  • RUBENS TADEU REYNAUD
    09 Fev 2019 às 18:29

    Pessoal da iniciativa privada tem inveja dos funcionarios publicos concursados.

  • alexandre
    09 Fev 2019 às 17:46

    nao precisa estudare fazer concurso, para ir para iniciativa privada, basta ter quem indica a contratação...

  • Dani cpa 1
    09 Fev 2019 às 16:24

    parabens aos policiais. Cheda de enrolaçao de sindicatos e greve ja! greve para todos, so assim teremos nossos direitos de volta sem conversa fiada de sindicatos!

  • SERVIDORES DO EXECUTIVO UNIDO!!
    09 Fev 2019 às 16:19

    GOVERNO FALA QUE TA SEM DINHEIRO. MAS DA AUMENTO DE MILHÕES PARA O JUDICIÁRIO, MPE MT, ASSEMBLEIA, TCE. ENQUANTO ISSO O EXECUTIVO FICA SEM RGA E COM SALÁRIOS ATRASADOS. E AINDA QUEREM DIMINUIR CARGA DE TRABALHO E SALÁRIO, SE FIZER ISSO VOU ENTRAR COM UMA AÇÃO MANDANDO DEMITIR TODOS COMISSIONADOS E CONTRATADOS DO GOVERNO QUE FAZ A MÁQUINA INCHAR PARA DAR MENOS SALÁRIO PARA O TRABALHADOR DO EXECUTIVO. O STF JA DETERMINOU QUE O ESTADO DE MATO GROSSO DEMITIR SERVIDORES CONTRATADOS E COMISSIONADOS POIS ESSA FORMA DE CONTRATAÇÃO DEVE SER SOMENTE EMERGENCIAL. GREVE GERAL!!!!!

  • Daniel Boone
    09 Fev 2019 às 16:16

    A sociedade civil organizada apoia a greve dos servidores.

  • Jessica Trans
    09 Fev 2019 às 15:53

    chique a camisa do investigador ai na foto, deve ser rico né? se não for falsa a camisa né meu bem!

  • Contribute
    09 Fev 2019 às 15:36

    Se não está contente pede pra sair vai pra iniciativa privada e irão ganhar 60% menos que ganham no governo

Sitevip Internet