Olhar Direto

Sexta-feira, 19 de abril de 2019

Notícias / Cidades

Presos outros quatro criminosos acusados de matar policial durante roubo

Da Redação - Wesley Santiago

11 Fev 2019 - 11:20

Foto: Lapada&Lapada

Presos outros quatro criminosos acusados de matar policial durante roubo
A Delegacia de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf) conseguiu prender outros quatro criminosos acusados de participar do latrocínio [roubo seguido de morte] do policial civil aposentado Francisco Barbosa de Aquino, de 75 anos, na manhã de domingo (10). Eles foram apresentados na manhã desta segunda-feira (11) e se juntam a outros dois que haviam sido pegos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Leia mais:
Dois suspeitos de assassinato de policial durante assalto são presos fugindo no carro da vítima
 
Os quatro criminosos foram identificados como Alys Roberto Lima da Silva; Gabriel Cunha Sales; Alan da Silva Delgado e Wenderson de Campos. Eles se juntaram a Jeferson Lemes da Cruz, de 23 anos, e Luan Henrique da Silva, de 24 anos, detidos pela PRF na BR-070, região de Poconé (104 quilômetros de Cuiabá), dirigindo o veículo roubado da vítima.
 
Segundo a polícia, os criminosos fariam parte de uma quadrilha especializada em roubos na região.

Gabriel Cunha Sales, Alan da Silva Delgado e Alys Roberto Dias da Silva, apontados como autores do latrocínio, foram presos na manhã desta segunda-feira (11), em continuidade as diligências realizadas pela equipe da Derf-VG. O sexto suspeito, Wenderson de Campos, foi preso por ocultar a arma de fogo utilizada no crime.

Segundo o delegado da Derf-VG, Guilherme Bertolli, após a prisão de Jeferson e Luan foi possível chegar ao paradeiro dos demais envolvidos, sendo os suspeitos Gabriel e Alan localizados no bairro Pirineu e Alys preso no bairro Construmat.

Além da prisão dos três suspeitos que foram até a chácara com objetivo de furtar a propriedade, porém acabaram praticando o latrocínio, o trabalho resultou na apreensão de duas armas de fogo utilizadas no crime”, disse o delegado.

Dois suspeitos de assassinato de policial durante assalto são presos fugindo no carro da vítima
 
As equipes da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG) foram acionadas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) por volta das 08 horas para atender a ocorrência de latrocínio na região de chácaras em Nossa Senhora do Livramento.

No local, o policial aposentado foi encontrado alvejado por disparos de arma de fogo. A vítima estava dentro do carro esperando pelo amigo, quando foi atingido por quatro disparos por três suspeitos que roubavam a residência da chácara. A arma do policial (revólver calibre 38) e o veículo do policial civil aposentado, um Fiat Strada, foram roubados.

Como o veículo era bloqueado, foi abandado na entrada da chácara. No assalto também foi subtraído um veículo Honda Fita, além de eletrodomésticos, como televisões, notebooks e alianças.

O velório do policial acontece, nesta segunda-feira (11.02), na Capela Pax Nacional, sala 2, no bairro CPA. O sepultamento do corpo ocorrerá às 14 horas no cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cuiabano
    11 Fev 2019 às 19:45

    Honda Fita lançamento esse? Bom falando sério agora, que absurdooooooooooooo, esses meninos são perigosos meu Jesus.

  • Stallone
    11 Fev 2019 às 17:51

    a Inteligencia da Policia tem que descobrir pra onde esta indo tanto veiculo Roubado.. todo dia tem .. ja tiveram varios assassinatos pra roubar veiculos.. e vão haver outros se nao bloquear quem encomenda esses veiculos.. vão na raiz do problema..

  • Raimundo Severino.
    11 Fev 2019 às 13:59

    LAMENTO MUITO SABER,QUE LOGO,LOGO,ESTÃO TODOS SOLTOS,ESPALHANDO MALDADES,TIRANDO VIDAS DE TRABALHADORES,DE PAIS DE FAMILIA. GOSTARIA DE ESCREVER AQUI,O QUE EU GOSTARIA QUE FIZESSE COM ESSES MALDITOS.

  • Reginaldo
    11 Fev 2019 às 13:44

    A pergunta é: depois de serem soltos vão endireitar ou vão voltar a cometer outros crimes?????? Quem acha que vão continuar no crime, dá “joinha”. Quem acha que endireitam, dá “negativo”

  • José pires Filho
    11 Fev 2019 às 13:32

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Jose Olavo
    11 Fev 2019 às 11:40

    E lá vamos nós trabalhar para dar alimentação dentista e professor de violão para esses pobres excluidos da sociedade, não se esquecam de entregar uma biblia para eles, pois rapidinho coloca debaixo do braço e vira "paixxtô".

Sitevip Internet