Olhar Direto

Notícias / Esportes

Poker de Mato Grosso cresce e se consolida com grandes competidores

Da Assessoria

14 Fev 2019 - 10:23

Foto: Reprodução

Douglas Zimmermann

Douglas Zimmermann

Praticado por mais de oito milhões no Brasil, o poker vem conquistando novos territórios e alguns Estados já são referência nas cartas — como São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Já Mato Grosso ainda não está nesse patamar, mas segue classificado como emergente e conta com alguns grandes competidores que aumentam a reputação do Estado nos feltros online e ao vivo.

O poker cresceu muito por conta das múltiplas opções online até pelo celular e os mato-grossenses se integraram rapidamente a isso. Um exemplo é Rick Logrado, que de Cuiabá está entre os 60 melhores do Brasil na atualidade.

Conhecido nas mesas online como “ricklogrado”, o mato-grossense tem muita qualidade no modo online e já conquistou torneios de relevância internacional. Seu maior triunfo veio em 2017, quando superou mais de 700 adversários para ficar com o prêmio de quase R$ 1 milhão.

Além de ter um destaque nas mesas online, Mato Grosso conta com muita presença no poker ao vivo. Quando o assunto é torneio live, nada supera o status de Leandro Zavodini. Frequente nos eventos do Campeonato Brasileiro de Poker (também conhecido como BSOP), ele já conseguiu alguns resultados bem expressivos.

Zavodini, que também é empresário e tem vários negócios, começou a competir pra valer nas etapas do BSOP há alguns anos e seus resultados mais expressivos datam desde 2016. Ele apareceu para o cenário do poker nacional há três anos, quando conquistou um evento do BSOP.

Também em 2016 o mato-grossense ficou com a segunda colocação do BSOP Millions, última etapa do Campeonato Brasileiro que geralmente é a maior da América Latina. Naquela ocasião, mais de 2.500 competidores compareceram ao evento.

A segunda colocação de Zavodini em um evento tão grande assim o consolidou no mundo do poker. Não foi nada premeditado, comecei com jogos online, pelo computador. Eu jogava, jogava e só perdia. Percebi que precisava evoluir. Estou muito feliz. Não só pelos prêmios, mas pelo reconhecimento que vem acontecendo, pelas amizades que venho fazendo, pelos torcedores. Isso que é mais gratificante”, diz Zavodini após a vice-colocação no BSOP Millions de 2016.

Segundo o site Hendon Mob, Zavodini aparece entre os 100 brasileiros mais bem pagos da história do poker, com mais de R$ 700 mil já conquistados nas mesas. Além dos eventos do Campeonato Brasileiro, ele tem participação em outras etapas importantes do calendário nacional — como o Kings Series of Poker (KSOP).

Como não poderia ter sido diferente, no ano passado Zavodini fez parte da seleção estadual do Mato Grosso na realização do último Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes (CBPE). Foi a primeira vez que o Estado participou dessa competição (existente desde 2013). Ao todo, seis competidores representaram Mato Grosso e o time ficou em 13º — entre 20 seleções.

Zavodini não é o único mato-grossense que consegue se destacar nacionalmente nos torneios. Douglas Zimmermann, que está há mais tempo no cenário nacional, é outro exemplo. Os primeiros registros de boa participação do competidor em grandes torneios do Brasil datam desde 2012, quando Zimmermann passou a se destacar nas etapas do BSOP.

Ele esteve ao lado de Zavodini na mesa final do BSOP Millions de 2016. Enquanto Zavodini ficou com a segunda colocação, Zimmermann terminou em sexto para embolsar a quantia de R$ 200 mil.

Em meia década de experiência nos torneios do BSOP, Zimmermann conquistou dois títulos e ajudou a alavancar o status do poker mato-grossense no Brasil.

Zimmermann também foi um dos convocados para representar o Mato Grosso ao lado de Zavodini no CBPE de 2018. Além deles, os competidores Izidio Pereira Junior, Diogo Gomes de Abreu, Ulisses Fitipaldi, Lindomar Oliveira e Joice Cristine Ciocari Verle completaram o time.

O auge de Zimmermann foi em 2016, quando o mato-grossense ficou entre os 100 primeiros no ranking brasileiro do Global Poker Index (GPI) — mais respeitado no âmbito dos competidores de poker ao vivo.

Em 2017, foi a vez de Zavodini comparecer nesse mesmo ranking. Na ocasião, o competidor ficou com a 87ª colocação, um feito impressionante tendo em conta a quantidade de brasileiros praticantes do esporte das cartas.

O poker mato-grossense está em boas mãos e consolidado como um Estado que tem competidores de qualidade nas cartas. Agora basta saber se haverá renovação para dar continuidade ao trabalho de Zavodini e Zimmermann e assim Mato Grosso seguir crescendo em projeção nacional.
Sitevip Internet