Olhar Direto

Quinta-feira, 23 de maio de 2019

Notícias / Política MT

Governo do Estado fecha o mês de fevereiro com déficit de R$ 118 milhões

Da Redação - Vinicius Mendes

13 Mar 2019 - 08:41

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Governo do Estado fecha o mês de fevereiro com déficit de R$ 118 milhões
O Governo de Mato Grosso fechou o mês de fevereiro com um déficit de R$ 118 milhões. O valor é a somatória de tudo que foi arrecadado, o que foi pago e as despesas não pagas no segundo mês do ano.
 
No mês de fevereiro a arrecadação foi de R$ 1.419.675.828 além do somatório de R$ 46.808.833 que é o saldo da Conta Única em primeiro de fevereiro. Desse valor, o governo efetuou o pagamento dos salários dos servidores ativos no valor de R$ 298.300.799 e dos inativos no valor de R$ 224.554.975.
 
Leia mais:
Chefe da Casa Civil confirma que março será o pior mês para contas do Estado; pagamento de salário é ‘desafio’
 
Somente com repasses obrigatórios aos Poderes, referente ao duodécimo, o valor foi de R$ 207.144.186. Conforme prevê a lei, ao Tribunal de Justiça foi destinada a quantia de R$ 92.715.264; à Assembleia Legislativa o valor foi de R$ 40.291.684; ao Ministério Público R$ 34.216.166; para o Tribunal de Contas do Estado o valor foi de R$ 29.398.705 e para a Defensoria Pública o repasse foi de R$ 10.522.367.
 
Para as 141 prefeituras de Mato Grosso, no mês de fevereiro, o valor repassado foi de R$ 270.296.06.
 
A Educação recebeu de recurso referente ao Fundeb a quantia de R$ 136.287.298, além de R$ 18.838.634 também de repasse obrigatório. À Saúde foi destinada a quantia de R$ 52.053.447 e para o custeio das secretarias de Estado o valor foi de R$ 132.275.596.   
 
O Estado também fez o pagamento de dívidas bancárias na quantia de R$ 53.872.324. Além desses valores foi bloqueado judicialmente a quantia de R$ 6,5 milhões e para as contas especiais (Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal de Mato Grosso, Mato Grosso Saúde e MT Prev) foi repassado o valor de R$ 11.058.476.
 
Ainda cumprindo os repasses obrigatórios, o Estado repassou ao Fabov (Fundo de Apoio a Bovinocultura de Corte), Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), Cipem (Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso) e Detran a quantia de R$ 4.159.556.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Dalmo Sousa
    13 Mar 2019 às 16:13

    Enquanto não enxugar o número excessivo de funcionários públicos nunca fechará a conta. Nunca teremos saúde e educação de qualidade.

  • MM
    13 Mar 2019 às 13:06

    para o Tribunal de Contas do Estado o valor foi de R$ 29.398.705,00 para que ?

  • Caleb
    13 Mar 2019 às 09:44

    Ainda assim, concedeu isenção de imposto aos grandes proprietários, inclusive, a própria empresa dele!

  • Zé mané
    13 Mar 2019 às 09:29

    esse dinheiro não está chegando na finalidade a que se destina... Algo errado não tá certo....

Sitevip Internet