Olhar Direto

Sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Notícias / Política MT

Prefeitura mantém Arena como palco de festival com atrações nacionais e garante não prejudicar gramado

Da Redação - Wesley Santiago

16 Mar 2019 - 08:07

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Prefeitura mantém Arena como palco de festival com atrações nacionais e garante não prejudicar gramado
A Prefeitura de Cuiabá informou, após reclamações de dirigentes de clubes e da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), que o gramado da Arena Pantanal não será prejudicado com a realização do ‘Festival +300’, que acontecerá durante três dias, dentro da praça esportiva. Para isto, o Executivo aposta em equipamentos de última geração, que devem manter a boa qualidade da grama.

Leia mais:
Complexo Arena Pantanal passa por limpeza e gramado é revitalizado;veja antes e depois
 
O Executivo municipal pontua que a Arena Pantanal foi construída conceito multiuso, para abrigar diversos tipos de eventos. Para evitar prejuízo ao gramado, a prefeitura explicou ter buscado no mercado aquilo que há de melhor em pisos de proteção. Após debates e analises sobre a melhora alternativa para evitar danos ao gramado, a organização optou pela utilização do Easy Floor Plus.
 
O material, conforme a prefeitura, é moldado em plástico polipropileno de alta resistência e impacto. Além disso, possui estrutura antiderrapante, proteção antichamas, ranhuras para ventilação e fotossíntese do gramado, bem como permite a troca de umidade com o meio ambiente.
 
“Serão 8 mil metros de proteção, montados por uma equipe com aproximadamente 30 trabalhadores. A nossa ideia sempre foi garantir o sucesso nessa celebração especial para Cuiabá. Portanto, entendemos que para alcançar esse objetivo a parte estrutural é um ponto fundamental. E, quando falamos da estrutura, pensamos não somente na melhor forma de aproveitar a área oferecida, mas também na preservação da mesma”, destaca o secretário de Inovação e Comunicação, Júnior Leite.
 
De acordo com a fornecedora exclusiva do piso no Brasil, as especificidades são suficientes para assegurar uma preservação por até sete dias de evento. Segundo a companhia, o material também é de fácil manuseamento, levando pouco mais de 3 a 4 horas, tanto para a montagem quanto para a desmontagem.
 
Outro importante ponto é que o material permite que, dois dias depois do evento, o campo possa ser utilizado para partidas de futebol, sem prejuízo nas condições adequadas para a prática esportiva.
 
“Desde 2005 trabalhamos com esse tipo de piso, fazendo uma média de 30 mil metros montados por mês. Atuamos, por exemplo, nos shows realizados no Maracanã, Allianz Parque, Beira-Rio, Grêmio Arena e Nilton Santos. É obvio que o gramado perde um pouco da coloração, mais isso não significa que a vegetação esteja morta. Além disso, em cerca de três dias o gramado retoma sua cor natural”, explica o gerente comercial da Caprimar Transportes e Eventos, Felipe Campos.

Reclamações

A Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) e os clubes do Estado temem que a realização do Festival 300 anos, que deve ser realizado na Arena Pantanal, em Cuiabá, prejudique o gramado da praça esportiva. Ao todo, seriam dez dias sem que a grama recebesse os cuidados adequados. Neste período, acontecem as finais do Campeonato Mato-grossense de 2019 e a estreia do Cuiabá na segunda divisão do Campeonato Brasileiro.
 
“Nós conversamos com o governo e nos disseram que ainda não tem nada definido deste festival ser realizado no local. De antemão, ficamos preocupados por conta da situação do gramado. Hoje, a Arena Pantanal é multiuso, porém, o gramado não tem estas condições. Está próximo de receber a série B pela primeira vez”, disse o diretor de competições da FMF, Diogo Carvalho.

O vice-presidente do Cuiabá, Cristiano Dresch, também endossa as reclamações. “Acho totalmente descabido a realização deste evento dentro da arena. Querem montar um palco no centro do gramado, colocar um camarote lá dentro. Lutamos tanto para chegar na Série B. é uma competição que nunca disputamos. Tem mais de 30 anos que não tem um competição deste nível aqui. A realização deste evento, para o gramado da Arena é terrível. Vai destruir o campo”.
 
“Estamos muito preocupados. Esperamos que o governo não libere o estádio. Tem outros lugares que tem condição de fazer este evento. Até o entorno da Arena poderia ser usado, mas dentro não tem porque. Está provado que o gramado não suporta”, completou o dirigente do Cuiabá.

Festival

O aniversário de Cuiabá, que acontece em 8 de abril, será comemorado em um festival, com atrações regionais e nacionais, parque de diversão, praça de alimentação e celebração ecumênica, dentro da Arena Pantanal. O ‘Festival +300’, como foi batizado, está programado para ser realizado todos os anos, na mesma data.
 
De acordo com a assessoria, o evento acontecerá neste ano entre os dias 6 e 8 de abril (sábado a segunda-feira), entre as 18h e as 3h da madrugada, e será custeado 100% pela iniciativa privada, sem nenhum recurso público. São esperadas cerca de 40 mil pessoas em cada dia de comemoração.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Dudu
    16 Mar 2019 às 13:42

    Só assim pra lotar esse ex tádio!!!

Sitevip Internet