Olhar Direto

Terça-feira, 07 de julho de 2020

Notícias / Política MT

Wilson vê empréstimo como ilegal e diz que governador não explica destino de US$ 82 mi excedentes

Da Redação - Isabela Mercuri

02 Abr 2019 - 08:36

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Wilson vê empréstimo como ilegal e diz que governador não explica destino de US$ 82 mi excedentes
O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) afirmou na manhã desta terça-feira (2), em entrevista dada à Rádio Capital FM, que há indícios de ilegalidade na tentativa de o governador Mauro Mendes (DEM) contrair para o Estado empréstimo de até US$ 332 milhões com o Bando Mundial. Segundo o tucano, U$S 82 milhões que excedem a dívida com o Bank of America não têm o destino especificado.

Leia também:
Por conta de calamidade financeira, TCE irá reduzir gastos em até 25%

A proposta de Mauro é pegar o dinheiro emprestado com o Banco Mundial para liquidar a dívida com o Bank of América, que foi contraída ainda na gestão do ex-govermador Silval Barbosa. "Sou contra esse empréstimo porque na minha percepção é ilegal e falta transparência a respeito da aplicação deste dinheiro", disse Wilson. 

De acordo com o parlamentar, a mensagem encaminhada pelo Executivo solicita da Assembleia Legislativa a aprovação de um empréstimo de US$ 332 milhões. Porém, não especifica qual será o destino de uma quantia referente a US$ 82 milhões de dólares.

"A mensagem diz apenas que US$ 82 milhões de dólares serão aplicados em projetos ambientais. Mas não há especificação alguma de qual será esse investimento", declarou.

Reforçando as críticas a proposta de empréstimo financeiro do governador Mauro Mendes, o deputado que a atual gestão se preocupou somente com os resultados de quatro anos e não com o futuro de Mato Grosso. "O empréstimo contraído na gestão do ex-governador Silval Barbosa se encerra em setembro de 2022. Nós trocaremos 3 anos de dívida por mais 240 parcelas. Esse empréstimo dá um alívio financeiro a gestão Mauro Mendes, mas, vai sufocar financeiramente o mandato dos próximos governadores", concluiu.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Daniel
    03 Abr 2019 às 09:26

    Para aqueles que estão pensando que o empréstimo é para pagar a RGA, quando a Prefeitura, Estado ou União, contrai um empréstimo eles só podem gastar com investimento, não se pode pagar salários, conta de água, luz, telefone, contratos de mão de obra.

  • jose
    03 Abr 2019 às 07:56

    daqui um tempo ,vcs vao ver empresas falidas com seus debitos quitados kkkkk bimetal,engeglobal e muitas outras kkkkkkk

  • Eneida
    03 Abr 2019 às 07:18

    O Brasil tem uma dívida de 3,64 trilhões e a metade do seu orçamento é comprometido com essa dívida, ela é contraída pelos Municípios, Estados e a própria Federação. MT já contraiu muitas dívidas com as obras inacabadas ou mal feitas da COPA, a grande maioria atrelada pela variação do dólar. CHEGA de dar dinheiro para empreiteiras e marajás do serviço público.

  • batmam
    02 Abr 2019 às 23:16

    Com certeza e p salvar a EMPRESA dele que esta quebrada......

  • Cuiabano
    02 Abr 2019 às 22:47

    INCRÍVEL QUE O ASFALTO DO BAIRRO JD MOSSORÓ NENHUM FALA NADA...

  • RENATO
    02 Abr 2019 às 19:09

    Eu ja nao voto no WS, mas ele esta correto. O gestor so que saber de salvar a sua gestão e empurrar dividas em quem vem depois... É preciso explicar o que fará com 82 milhoes de dolares. Investimento em projeto ambiental ??? Me poupe !!!

  • Chico Bento
    02 Abr 2019 às 10:56

    Esse empréstimo é apenas para pagar o RGA dos servidores! A máquina pública está emperrada. Há mais servidores no estado do que contribuintes. Como um ente público consegue sobreviver assim?

  • Elen
    02 Abr 2019 às 09:49

    De dívida em dívida o governo de MT alimenta a máquina pública, privilegiando uns em detrimento de outros. Salvem os barnabés e a população em geral.

  • wilson
    02 Abr 2019 às 09:15

    quantas coisas "ilegais" acontecia no Governo do Pedro Taques e ele nunca falou nada nê... o que acontecia naquela época que o mesmo não se calava diante de tantas atrocidades que Acontecia... agora esta vendo erros em outra Gestão?

Sitevip Internet