Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de julho de 2019

Notícias / Política MT

Deputados de MT votam contra autorização para legendas devolverem Fundo Partidário

Da Reportagem Local - Carlos Gustavo Dorileo

05 Abr 2019 - 10:31

Foto: Assessoria

Deputados de MT votam contra autorização para legendas devolverem Fundo Partidário
Todos os oito deputados federais de Mato Grosso votaram contra emenda que propunha aos partidos políticos a devolução do dinheiro de Fundo Partidário para os cofres públicos, no caso de o recurso não ter sido usado durante campanhas eleitorais.  A votação aconteceu nesta semana. 

Leia também
Maioria dos cuiabanos acha gestão Bolsonaro regular; veja índices de aprovação

Os deputados Leonardo Albuquerque (SD), Emanuelzinho (PTB), Nelson Barbudo (PSL), Neri Geller (PP), o suplente Valtenir Pereira (MDB), Juarez Costa (MDB) e Rosa Neide (PT) seguiram as orientações de seus partidos e votaram contra a emenda, que foi proposta pelo parlamentar gaúcho, Marcel VanHattem (Novo).

Já José Medeiros (Pode) teve a liberdade de seu partido para fazer a escolha, porém acabou seguindo os colegas mato-grossenses e também optou por não votar a favor da emenda.

Com 144 votos a favor, 294 contra e três abstenções, a proposta para os partidos devolverem recurso do Fundo Partidário para a União acabou não sendo aprovada.

Contrários a existência do Fundo Partidário, os deputados federais do Partido Novo deixaram claro que a sigla não usa recursos públicos para campanha e pretende devolver para a União cerca de R$ 7 milhões acumulados, recurso que está guardado em um banco.

Dirigentes do partido também explicam que pretendem transferir o dinheiro para que seja revertido para áreas como saúde, segurança pública e educação.

Atualmente, a Justiça Eleitoral permite a renúncia do Fundo apenas com fins de redistribuição proporcional entre os demais partidos.
 

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Degas
    05 Abr 2019 às 22:45

    O engraçado é que divergem conforme as conveniência$$.Mas falou em dinheiro, estão unidos.

  • Gladston
    05 Abr 2019 às 21:34

    Era uma derrota anunciada, esse projeto já nasceu morto. Será que existe alguém tão inocente nesse país ao ponto de realmente acreditar que o resultado dessa estapafúrdia votação poderia ser diferente. Quem aqui já viu esse povinho do colarinho branco devolver valores, seja ele qual for? Mas me surpreendi positivamente com os 144 votos favoráveis, pensei que seriam bem menos.

  • Indignado.
    05 Abr 2019 às 16:12

    Deveriam eram diminuir o número de deputados e senadores,pra que tanto sanguessugas do povo ?O povo não merece isso,pagamos tantos impostos para sustentar esses sanguessugas e de quebra bancamos a corrupção

  • Moacir
    05 Abr 2019 às 14:43

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • paranaense
    05 Abr 2019 às 11:01

    Deveria era acabar com esse tal fundo partidário. Olha só o tanto de dinheiro que poderia ir OBRIGATORIAMENTE para saúde dos municípios.

Sitevip Internet