Olhar Direto

Notícias / Política MT

Vereadores alegam truculência e registram boletim de ocorrência contra secretário

Da Redação - Wesley Santiago

04 Abr 2019 - 10:03

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Vereadores alegam truculência e registram boletim de ocorrência contra secretário
Os vereadores Felipe Wellaton (PV), Diego Guimarães (PP), Marcelo Bussiki (PSB) e Abílio Brunini (PSC) registraram um boletim de ocorrência (BO) contra o secretário de Ordem Pública, coronel Leovaldo Salles, na noite da última quarta-feira (03). Eles alegam que o gestor da pasta agiu com truculência ao retirá-los de dentro do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), durante uma vistoria que eles faziam na unidade.

Leia mais:
Vereadores são impedidos de fiscalizar PSM e secretário dispara: "moleque tem que ser tratado assim"; veja vídeo
 
“Acabamos de sair da delegacia e registramos o boletim de ocorrência contra o Coronel Salles, que de forma truculenta impediu nossa fiscalização no Pronto-Socorro”, disse o vereador Wellaton em sua página do Instagram. Após a sua retirada, ele ainda acrescentou: “Esta é a parte truculenta que faz o secretário, não vai encostar a mão na gente”.
 
Abílio afirma que teve autorização do coordenador da unidade para verificar denúncias que chegaram para eles. “O secretário ordenou que nos retirasse”. Em trecho do vídeo divulgado por ele, é possível ver uma discussão acalorada entre Wellaton e o secretário. “Capacho do Emanuel Pinheiro. O senhor encostou a mão em mim”, dispara o vereador, que é rebatido pelo coronel: “Moleque tem que ser tratado assim mesmo. Tem que ser retirado”.

 

Em dado momento, o secretário tenta tomar o celular do vereador, que fica bastante irritado com a situação: “Não encosta a mão em mim, não encosta a mão em mim”, repete Wellaton. A Polícia Militar acompanhou toda a situação.
 


Confusão

Uma comissão formada por cinco vereadores da oposição foi impedida de fiscalizar as dependências do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), na noite da última quarta-feira (03), pelo secretario de Ordem Pública, coronel Leovaldo Salles. Um vídeo relatando a situação foi publicado no Facebook do vereador Abílio Brunini (PSC). Além dele, tentavam fiscalizar a unidade os parlamentares Felipe Wellaton (PV), Diego Guimarães (PP), Marcelo Bussiki (PSB) e Dilemário Alencar (PROS).

Os parlamentares estavam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), quando foram surpreendidos pelo secretário de Ordem Pública, que ordenou que os parlamentares deixassem o local. “Vocês estão atrapalhando. Isso não é papel de vereador, isso é papel de moleque”, diz Salles, acompanhado de policiais militares. 

 

No vídeo, o vereador Wellaton afirma que irá registrar um boletim de ocorrência contra o titular da pasta, por ele ter, segundo ele, agido de forma truculenta para retirá-lo de dentro da unidade de saúde. “Esta é a parte truculenta que faz o secretário, não vai encostar a mão na gente”.
 
Abílio afirma que teve autorização do coordenador da unidade para verificar denúncias que chegaram para eles. “O secretário ordenou que nos retirasse”. Logo depois, a discussão acalorada entre Wellaton e o titular da pasta prossegue. “Capacho do Emanuel Pinheiro. O senhor encostou a mão em mim”, dispara o vereador, que é rebatido pelo coronel: “Moleque tem que ser tratado assim mesmo. Tem que ser retirado”.
 
“Abílio, você é o pior caráter que eu conheço até hoje”, completou o secretário. Marcelo Bussiki pontua que “ninguém agiu de forma assobada. Fizemos dentro do procedimento. Esperamos por uma hora o coordenador da unidade. É um prefeito que não quer deixar fiscalizar”.

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ggm
    05 Abr 2019 às 15:10

    Parabéns vereadores, fiscalizar e um direito de todo o cidadão pagador dos impostos.

  • Meire
    05 Abr 2019 às 14:41

    Penso que esses vereadores so querem tumultuar o povo ja está cansado disso.Vao trabalhar pq se nao na proxima eleiçao vao rodar.Na câmara so tem confusao com esses quatros.

  • Leao
    05 Abr 2019 às 10:45

    Esses meninos, esquecem que invadiram a privacidade dos pacientes ali internados, pra fazer essa presepada !!! Se acham acima da ética e da lei, o cel Salles foi firme, como deveria ser neste caso !!! No mais só mimimi e espetáculo!

  • Revoltado
    04 Abr 2019 às 21:15

    Pau neles Salles, só politicagem, quem que resolver as coisas, faz da maneira correta

  • Mario Tupinamba
    04 Abr 2019 às 19:16

    Bando de vereadores desocupados. Vão lavar roupa para ajudar pessoal da Santa Casa.

  • Betina
    04 Abr 2019 às 17:26

    Gente! o secretário não fez mas que obrigação dele. Esses vereadorezinhos querem causar na benfeitoria dos outros, um bando de sensacionalistas. Esse vereador Diego, é um metido e arrogante! esbanjou simpatia quando queria voto, até dava beijinho na mão, ele veio na empresa onde trabalho, hoje passa por mim, nem olha na cara. Infelizmente votei nele, pra nunca mais.

  • Eleitora
    04 Abr 2019 às 17:14

    O problema de os vereadores fiscalizarem o pronto socorro, é que a verdade aparece, isso se chama transparência, simples assim!!!

  • Juracy Ady
    04 Abr 2019 às 15:05

    Esses vereadores foram eleitos para defender o povo. Tem que ser cassados por falta de decoro!

  • Rocha
    04 Abr 2019 às 14:21

    Vereadores de quinta vcs precisam respeitar limites, parabéns coronel, e outra coisa ele não pensa que é coronel, ele é e deveria tratar esses moleques na palmada como merecem inúteis, que são...

  • Valdiney mendes
    04 Abr 2019 às 12:33

    Nobres vereadores cuidado com este secretário ele tem um passado.

Sitevip Internet