Olhar Direto

Notícias / Política MT

​Mendes aceita cobrança do MDB, mas diz que governo é para a sociedade e não para partidos

Da Reportagem Local - Vinícius Mendes/ Da Redação - Lucas Bólico

06 Abr 2019 - 11:51

Foto: Vinícius Mendes/Olhar Direto

​Mendes aceita cobrança do MDB, mas diz que governo é para a sociedade e não para partidos
O governador Mauro Mendes (DEM) compareceu ao encontro do MDB realizado na manhã deste sábado (6) em um hotel da capital para demonstrar a boa relação com o partido. Quando chegou ao local, a deputada estadual Janaína Riva (MDB) já havia discursado e feito uma cobrança pública por mais espaço para o partido na atual gestão. Mendes diz que aceita críticas, pode muda de rota quando acha as observações pertinentes e declarou que um governo tem que ter como objetivo ações parta a sociedade e não partidos políticos.

Leia também:
Janaína cobra mais espaço no governo e diz que emedebistas são motivo de chacota no interior
 
“É natural, os partidos eles sempre têm essa fala. Isso faz parte da democracia mundial, pode ver que nos Estados Unidos, na Europa, em qualquer país democrático os partidos ajudam a ganhar e eles ajudam a administrar. O grande objetivo do governo não é fazer um governo para os partidos, é fazer um governo para a sociedade. Então nós estamos fazendo as mudanças olhando para a eficiência da máquina pública, olhando para a redução do gasto, olhando para o grande objetivo que é entregar coisas para o cidadão”, respondeu Mauro Mendes.
 
Janaína chegou a falar que emedebistas no interior estão sendo motivo de chacota, pois teriam feito campanha para Mendes e estão vendo quadros do governo Pedro Taques (PSDB) serem mantidos na administração pública enquanto o MDB está com espaço que julga injusto pela colaboração dada na eleição. De acordo com Mendes, mudanças devem ser gradativas.
 
“Nós vamos ouvir sempre as críticas que forem a nós dirigidas, vamos analisar esses fatos e na medida do possível fazemos correções de rota e na medida da pertinência dessas observações fazemos os ajustes necessários. Quanto a cargos, é natural que os partidos reivindiquem espaços e é natural que a gente vai gradativamente fazendo essas mudanças. Eu não posso chegar num governo e da noite para o dia trocar todo mundo. Isso compromete o bom funcionamento da máquina”, explicou.
 
O governador explica que o processo de mudanças na administração ainda está em andamento. “Existe espaço para muita melhoria na máquina pública. O Governo não é um Governo eficiente, a máquina pública precisa ser reoxigenada, então nós vamos gradativamente fazendo esta reoxigenação, vamos fazer ajustes em quadros que não estão performando bem, ou outros quadros que possa trazer uma nova expectativa, uma nova experiência, e uma nova perspectiva de resultado com o governo”.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Humberto Luiz
    07 Abr 2019 às 17:58

    Se o Mauro Mendes e o seu principal assecla e cumpadre Mauro Carvalho (C.Civil) continuar considerando os seus aliados e apoiadores como incovinientes, e continuar a prestigiar os seus adversarios e inimigos politicos como amigos, vc. vão daqui há pouco,um crise politica sem procedente desse Governo e as piores consequencias possiveis. As eleições de 2020 tá perto, e o Governador e seu partido o DEM será o grande derrotado,entre eles o Fabio Garcia, em Cuiabá e Jaime Campos em Varzea Grande, aguardem....

  • Marcelo Oliveira
    07 Abr 2019 às 11:13

    Tomara que seja assim. Mas dizem que teve até uma pasta rosa com dezenas de centenas de currículos entregue por um senador.

  • CIDADAO MATOGROSSENSE
    06 Abr 2019 às 22:25

    CUIABA-MT, 06 DE ABRIL DE 2019. GOVERNADOR MAURO MENDES , ESTA HAVENDO AI UMA INTERPRETAÇÃO INCOMPLETA,,, EU ACHO QUE O SENHOR BUSQUE VER QUE TEM SECRETARIO E ASSESSORES MAU EDUCADOS NAS SECRETARIAS DO SEU GOVERNO, PRINCIPALMENTE NA CASA CIVIL, E NO GABINETE DA PRIMEIRA DA PRIMEIRA DAMA,,,, E AINDA MUITOS ASSESSORES MENTIROSOS,,, E AINDA SEM CONTAR COM A SALA DE RECEPÇÃO ONDE FUNCIONA O PROTOCOLO, QUE QUANDO UM CIDADÃO CHEGA ATÉ LÁ PARA FALAR COM ALGUEM DA CASA CIVIL E DA VICE GOVERNADORIA,,, ALÍ MESMO É BARRADOS, NEM CHEGAM ENTRAR OU PASSAR POR AQUELA ROLETA,,,JÁ SAO BARRADOS ATRAVÉS DE UM TELEFONEMA QUE A RECEPÇÃO FAZ PARA O TAL ASSESSOR, QUE VERGONHA GOVERNADOR MAURO MENDES,,, ASSESSORES E SECRETARIOS QUE SÓ ESTÃO OCUPANDO OS CARGOS POLITICOS DEVIDO O MEU VOTO E DE TODA POPULAÇÃO DE MATO GROSSO QUE VOTOU NO SENHOR,,,, O SEU GOVERNO ESTA COMEÇANDO A FICAR NOGENTO,,,,,, ACORDA GOVERNADOR MAURO MENDES.

  • joaoderondonopolis
    06 Abr 2019 às 18:30

    Governador mal agradecido. Se não tivesse o apoio do MDB MM não seria governador. O MDB foi a bola da vez. Os servidores do estado apoiaram MM incondicionalmente, está sendo massacrada a perder de vista por este governador de um mandato só. Este governador está sendo injusto com o MDB e com os servidores do estado. Eu não sofri nada deste governador, mas só em ver o tratamento com os servidores, com certeza, não terá mais meu voto e de meus amigos.

  • Carlos Araújo
    06 Abr 2019 às 17:19

    Sr Gov, e o Partido do seu secretariado ? Partido à parte ? E os Jetons de todo o seu Secretariado em Gov. Mauro ? Todos recebem os 18 mil do cargo e mais 7500 de uma verba sem nome, TODOS. E a maioria deles (Gallo, Basílio, etc) recebem ainda - 4000 para cada entidade das quais são conselheiros, e tem secretário que é conselheiro em 3 entidades... aí não vai dar mesmo MM, olha o exemplo. E o secretário da CGE então, tem mais a Verba indenizatória..... somando tudo dá mais de 45 mil...

  • O atalaia
    06 Abr 2019 às 14:24

    Grande parte do eleitorado mato-grossense, aquela camada que não vive das benesses oferecidas pelos politicos, acreditam que os partidos politicos, com interesses populistas são os maiores senhores feudais do estado. Obrigam is governantes a lotearem o estado para abrigar cabos eleitorais e apaniguados, sob pena de inviabilizar o governo. Isso tem que ter um fim....

Sitevip Internet