Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de julho de 2019

Notícias / Política MT

Bezerra defende “sepultamento” da ditadura e critica tendência autoritária de Bolsonaro

Da Reportagem Local - Vinícius Mendes/ Da Redação - Lucas Bólico

07 Abr 2019 - 08:02

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Bezerra defende “sepultamento” da ditadura e critica tendência autoritária de Bolsonaro
O deputado federa Carlos Bezerra (MDB) foi reconduzido à presidência do partido em Mato Grosso na manhã deste sábado e fez um discurso em defesa da democracia e com críticas à ditadura militar. Bezerra ainda criticou o que identifica como tendência ao autoritarismo do atual governo e alfinetou o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao dizer que se não fosse a democracia, Bolsonaro não seria presidente porque nunca chegou à patente de general no Exército.
 
Leia também:
Bezerra chama Bolsonaro de “paranóico e desonesto” e afirma que Teté havia pedido demissão há um mês
 
“Democracia, que é bom estar defendendo e lembrando neste momento conturbado que o Brasil está vivendo, de um governo com tendência ao autoritarismo. A democracia é tão importante que um capitão é presidente da República, se fosse uma ditadura ele não seria, seria um general”, disparou Bezerra.
 
O emedebista ainda traçou um paralelo com crise política no país e as ações repressoras dos militares durante a ditadura. Segundo Bezerra, ao chegar ao poder, as forças armadas sufocaram o surgimento de novos líderes políticos e ajudaram a despolitizar o país.
 
“Veja a importância da democracia, e eu vivi na própria carne a ditadura militar. Eu senti o que é a ditadura e até hoje o Brasil paga caro por estes 30 anos de escuridão. Hoje nós temos uma população despolitizada, antigamente nós tínhamos o movimento estudantil, os movimentos sindicais, que formavam as lideranças, formaram grandes líderes deste país”, lembrou.
 
“Eu vim do movimento estudantil, o preparo que eu tenho consegui quando era jovem, quando era estudante, e eu levei para a vida política depois. E os líderes que nasciam no Senado e na Câmara, todos, originários dos movimentos políticos. O Serra foi presidente da União Nacional dos Estudantes. A ditadura, a primeira coisa que ela fechou foi a fábrica de líderes. Fechou sindicatos, acabou com o movimento estudantil, e nós criamos aí uma geração de eunucos, despreparados. Então ninguém sabe o que quer, acha que o transporte coletivo é mais importante, não sabe para onde vai a população brasileira, e chegou ao ponto, agora, de ter esta eleição totalmente atípica, uma eleição surpreendente, e uma pessoa que, sem partido e com nada, se elegeu presidente da república. Mas em uma democracia nós temos que fortalecer”, completou.
 
Bezerro conta que foi perseguido político afirma que o regime militar precisa ficar no passado. “Qualquer democracia é melhor que a melhor das ditaduras. Então é fundamental essa defesa à democracia, e eu o faço porque senti na carne, eu fui preso por isso, sofri perseguição, sofri processo, eu não tinha para onde ir, porque os militares vinham atrás de mim, me perseguindo, tive que lidar até com ameaça de morte. Então eu sei o quanto a ditadura é nefasta, eu sei o quanto a ditadura atenta contra os direitos humanos, os direitos fundamentais do cidadão. Essa praga eu espero que não volte mais no Brasil, que isso esteja sepultado definitivamente”.
 
A fala de Bezerra foi também uma defesa do MDB e dos partidos políticos como ferramenta de participação política e debate na sociedade. “O partido político é uma instituição fundamental, e aqui no Brasil nós valorizamos pouco os partidos políticos. Nossos vizinhos aqui, o Uruguai, Paraguai, Argentina, os partidos políticos têm 300 anos, estão lá, dando continuidade. Aqui o partido mais velho é o MDB, que tem 55 anos, lutando pela democracia”.
 
Bolsonaro e os Bezerra
 
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou o desligamento de Teté Bezerra (MDB), esposa de Carlos Bezerra, da Embratur por meio de um vídeo publicado em uma rede social, lançando suspeitas sobre uma ação para promoção do turismo.
 
“Chegou ao meu conhecimento que a Embratur, sua presidente, está patrocinando um jantar. Eu acho que o Alceu Valença ia cantar no jantar. Preço do jantar: R$ 209 mil. Você ia pagar a conta. O que nós fizemos ontem mesmo, entramos em contato com o ministro do turismo, falei para ele simplesmente cancelar o jantar e tendo em vista o tamanho do descalabro, que cancelasse também a função da responsável pela Embratur. Então ela foi exonerada e página virada”, explicou Bolsonaro a seus seguidores.
 
A reação de federal Carlos Bezerra ao episódio foi enfática. Ele chamou Bolsonaro de “paranoico e desonesto” e afirmou que sua esposa já havia pedido demissão há um mês. “O que ele fez foi um absurdo, ele é um despreparado, paranóico. O que ele fez mostra que ele não tem nenhum conhecimento nem sobre o turismo nem sobre o Governo dele. A Teté há um mês e pouco atrás já havia pedido demissão, mas o ministro pediu que ela ficasse. Depois foram nomeadas uma série de pessoas despreparadas e desonestas nas assessorias, pelo Governo. Em função de tudo isso, na segunda-feira, ela apresentou novamente ao ministro sua carta de demissão. No dia seguinte ele [Bolsonaro] me sai com esses impropérios”, disse o deputado.

42 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Toniel
    08 Abr 2019 às 14:25

    Sai pra lá Matusalem, seu tempo ja era, acabou sua boquinha.

  • Ares
    08 Abr 2019 às 13:13

    Os safados alegam que na ditadura morreram 400 pessoas e hj na democracia que morrem 60 mil pessoas por ano fora as corrupções que arrebentam com o povo brasileiro os bandidos deitam e rolam matam roubam estupram etc e ainda recebe um prêmio por isso o bolsa família sem contar que há milhões de desempregados pessoas decentes sem alguma ajuda do governo eu não sou bandido por mim corrupto safado não sou político que ganha rios de dinheiro pra sacanear o povo então por mim a ditadura poderia existir até hj falsa democracia que somos obrigados a votar e sustentar uns bando de safados com salários acima dos 40 mil reais e outros benefícios e o povo? O povo que se dane

  • Eurico
    08 Abr 2019 às 12:31

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Joao Soares
    08 Abr 2019 às 09:31

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ANTONIO
    08 Abr 2019 às 08:43

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ricardo Augusto Moreira da Silva
    08 Abr 2019 às 08:31

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • COUTO
    08 Abr 2019 às 07:08

    PERDEU A EMBRATUR, FICOU ZANGADO, MAIS APOIOU O GOLPE CONTRA A PRESIDENTA DILMA, ELEITA PELO POVO

  • Adalberto Á.Silva
    08 Abr 2019 às 05:06

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Major Cícero
    08 Abr 2019 às 01:53

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • José Freitas
    07 Abr 2019 às 22:19

    Sou obrigado a ver este tipo de reportagens, porque tem quem vota nisso...eleições após eleições...

Sitevip Internet