Olhar Direto

Notícias / Cidades

Polícia localiza Audi que atropelou e matou mulher em suposto racha; motorista deve se apresentar

Da Redação - Wesley Santiago

15 Abr 2019 - 11:40

Foto: Deletran

Polícia localiza Audi que atropelou e matou mulher em suposto racha; motorista deve se apresentar
A Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran) de Rondonópolis (215 quilômetros de Cuiabá) conseguiu localizar o Audi que atropelou e matou Francineide Alves de Oliveira, na tarde do último domingo (14), no bairro Jardim Tropical, durante um suposto racha. O motorista ainda continua foragido, mas o advogado já sinalizou que ele deve se entregar na manhã de terça-feira (16).

Leia mais:
Mulher morre atropelada por Audi em disputa de racha com caminhonete
 
“Desde ontem estamos investigamos e tentando localizar o veículo e o condutor. Hoje, conseguimos êxito, mediante algumas informações que recebemos. Fomos até o Parque Universitário e constatamos a veracidade da informação. O carro estava dentro de uma casa”, disse ao Olhar Direto o investigador Gerson, que trabalha no caso junto com a também policial civil Viviane, da Deletran.
 
O Audi estava dentro de uma residência e foi preciso que os investigadores aguardassem um morador para abrir o portão. Um guincho foi acionado e transportou o veículo para a 1ª Delegacia de Polícia, onde ele aguarda por perícia.
 
“As investigações continuam. Nós já sabemos quem é o dono, está qualificado e estamos procurando. Já apareceu um advogado dizendo que ele pode se apresentar amanhã pela manhã”, explicou o investigador.
 
O caso
 
Uma mulher, identificada como Francineide Alves de Oliveira, morreu na tarde do último domingo (14), no bairro Jardim Tropical, em Rondonópolis (215 quilômetros de Cuiabá). Ela teria sido atingida por um veículo que participava de um racha na rua Luis Carlos dos Santos. Imagens da câmera de segurança devem auxiliar na identificação dos culpados.
 
Testemunhas relataram para os policiais que um veículo Audi, de cor branca e com placas de Várzea Grande, estaria disputando racha com uma caminhonete. Francineide estaria na calçada, quando foi atingida pelo carro e arremessada alguns metros de distância.
 
O condutor do Audi fugiu logo em seguida. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas quando chegou ao local apenas constatou o óbito da vítima. A própria médica da unidade de socorro reconheceu Francineide como sua funcionária.
 
Os dois veículos aparecem em imagens de câmeras de segurança do bairro. Essas gravações devem ajudar a Polícia na identificação do acusado.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • LEI
    16 Abr 2019 às 07:13

    Infelizmente nada vai acontecer, Bem vindo ao Brasil, regras: NÃO HÁ REGRAS.

  • cidadao
    15 Abr 2019 às 15:30

    Mulher batalhadora, só quem a conhecia pra saber. que a justiça seja feita!

  • Reginaldo
    15 Abr 2019 às 13:57

    É só começar a punir o(s) dono(s) do veículo, o motorista e o morador da casa que tentou esconder o veículo...

  • Areal
    15 Abr 2019 às 13:41

    Suposto racha? foi racha sim , esta claro isso ...

  • CHIRRÃO
    15 Abr 2019 às 13:39

    Um ano após a morte do VERDUREIRO e ainda não deu em nada..E AGORA??SERÁ QUE ALGUÉM SERA PUNIDO???duvido muito!!

  • Willian
    15 Abr 2019 às 13:18

    No dia que matar alguém no trânsito der alguma coisa (no mínimo cadeia de 5 anos sem reclusão e indenização para a família da vítima), terei a esperança de um país com leis a serem cumpridas! Mas por enquanto, somente um depoimento e registro do óbito.

  • maike leão
    15 Abr 2019 às 12:30

    tem que mofar na cadeia. meus pêsames a família da vítima.

Sitevip Internet