Olhar Direto

Quarta-feira, 26 de junho de 2019

Notícias / Política MT

MPE aumenta em 30% a remuneração de servidores em cargos de chefia

Da Redação - José Lucas Salvani

15 Abr 2019 - 18:09

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

MPE aumenta em 30% a remuneração de servidores em cargos de chefia
O Ministério Público Estadual (MPE) deve aumentar em 30% a remuneração de servidores em cargos de chefia e direção. Os subsídios do diretor-geral já foram reajustados em quase 30%, de R$ 16.572,39 para R$ 21.543. O aumento é em razão do projeto de lei que foi aprovado na última quinta-feira (11) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Leia mais:
AL aprova criação de 165 novos cargos no MPE e sobe para R$ 70 verba diária para alimentação

O projeto altera a Lei 9.782/2012, a qual estabelece o Plano de Carreiras, Cargos e Subsídios do pessoal técnico e administrativo do Ministério Público Estadual (MPE). Assim, será dobrado o acréscimo aos subsídios dos servidores efetivos ocupantes de cargos de chefia ou direção, de 15% para 30%.

“A medida se justifica pela necessidade de readequar a remuneração para o cargo de diretor-geral do Ministério Público de Mato Grosso, bem como dos servidores efetivos que ocupam cargos comissionados de direção e chefia, ante a relevância das atribuições que lhes são incumbidas”, justificou o titular da Procuradoria Geral de Justiça, José Antonio Borges Pereira.

Assim que sancionada a lei, o impacto sobre o percentual de gastos com pessoal relativo à Receita Corrente Líquida (RCL) do órgão ficará em 1,75% neste ano, 1,69% no ano vindouro e 1,64% em 2021.

16 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ezequiel
    16 Abr 2019 às 09:40

    É a justiça como sempre dando o exemplo.

  • Gladston
    16 Abr 2019 às 08:32

    Enquanto as atenções estão voltadas para a picuinha do prefeito com o governador pelo assassinato da Santa Casa de Misericórdia, o legislativo macumunado com o judiciário PÕE NO AZEDO do matogrossense. Estamos "piiiiiiiiii", sem ter pra onde fugir, essa é a realidade em MT!

  • Waltet
    16 Abr 2019 às 08:03

    E isso que falo o que acaba com o Brasil e esses aumentos abusivos e essas e os benefícios concedidos a classe política e ao judiciário e depois o governo que reforma da Previdência para fazer o pobre pagar essas regalias, sempre falo o militarismo tem que voltar de novo para acabar com assembleia, congresso Nacional STF , STJ e MP não fazem nada pra beneficiar o cidadão só olham para seus umbigos

  • Justino
    16 Abr 2019 às 07:19

    Agora virou palhaçada geral!! Ferro no EXECUTIVO e festa no LEGISLATIVO e JUDICIÁRIO! KD O SR MAURO MERDES???

  • alexandre
    15 Abr 2019 às 22:21

    Absurdo, tá sobrando dinheiro.. estado em crise..

  • Flavio
    15 Abr 2019 às 21:50

    Deve estar sobrando dinheiro lá. Só pode.

  • paulo
    15 Abr 2019 às 20:56

    ONDE ESTAO O PACUFRITO, A VALERIA RIBEIRO E A JACY ADY......PARA COMENTAREM ESTA NOTICIA.

  • gilberto
    15 Abr 2019 às 20:32

    Adoro isso! Que nenhum eleitor se atreva a reclamar! Não fomos nós que elegemos cada um dos deputados da AL que aprovaram essa lei? Então fica todo mundo pianinho! Ah! e na próxima eleição vota nesses novamente!

  • Bugre
    15 Abr 2019 às 20:02

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Será que estão preocupados com a crise? Com a Santa Casa fechada?

  • Gringo
    15 Abr 2019 às 19:34

    Que vergonha !! Por isso essa desvinculação dos órgaos públicos geram essa discrepância salarial. Cadê a isonomia ???

Sitevip Internet