Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de julho de 2019

Notícias / Cidades

Detentas de penitenciária em Cuiabá utilizam gazes e retalhos no lugar de absorventes

Da Redação - Wesley Santiago

15 Mai 2019 - 16:10

Foto: Olhar Direto

Detentas de penitenciária em Cuiabá utilizam gazes e retalhos no lugar de absorventes
A dificuldade de acesso a materiais de higiene fez com que as recuperandas da Penitenciária Ana Maria do Couto May, localizada em Cuiabá, usassem retalhos dos uniformes e gazes como absorventes. A Comissão de Direito da Mulher da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) realizou uma campanha de arrecadação.

Leia mais:
Presa por suspeita de matar filha de dois meses é agredida por detentas
 
Diante da dificuldade de acesso aos materiais de higiene relatada pelas recuperandas que contaram que precisam utilizar retalhos dos uniformes, gaze e, às vezes, até ficam com o sangramento escorrendo pelo corpo durante o período menstrual, a comissão se mobilizou para conseguir os absorventes.
 
As doações foram feitas por profissionais da advocacia e de toda a sociedade. A medida visa assegurar o direito à saúde e à dignidade das mulheres privadas de liberdade. Atualmente, são aproximadamente 180 recuperandas cumprindo pena na Penitenciária Ana Maria do Couto May, na Capital.
 
Ao longo de cerca de duas semanas, além da mobilização das advogadas e advogados, a campanha contou com o apoio de entidades e das doações realizadas durante o evento “Diálogos sobre a Execução Penal”, realizado na última quinta-feira (9).
 
Mesmo após esta primeira entrega, as doações poderão continuar sendo realizadas na sede e nas salas de atendimento da OAB-MT em Cuiabá ou nos pontos de coleta organizados pela Comissão de Direito da Mulher.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Valeria Ribeiro
    16 Mai 2019 às 09:31

    Pobre não tem dinheiro, não compra absorvente e não reclama. Agora presidiária quer dar de coitadinha...

  • Fernanda Arruda
    16 Mai 2019 às 09:31

    Faz cara de coitadinha, pose de arminha, tira selfie e manda pra Bolsonaro.

  • JotaQ
    15 Mai 2019 às 19:34

    E por acaso o estádo tem que fornecer até isso?! Cadê as famílias ?! a mulher trabalhadora não tem direito a nada, se precisar tem que comprar tudo! Agora... as “reeducandas” que passam o dia inteiro fumando e pensando em fugir... até absorvente!!! Affffff muda Brasil!!!!

Sitevip Internet