Olhar Direto

Quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Notícias / Política MT

"Nem cachorro gosta desse cidadão", responde Jayme Campos a Silvio Fávero

Da Redação - Érika Oliveira

15 Mai 2019 - 18:44

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

O senador Jayme Campos (DEM) se negou a rebater a série de críticas feitas pelo deputado estadual Silvio Fávero (PSL), por conta de declarações do democrata com relação a uma possível indicação do ministro Sérgio Moro ao Supremo Tribunal Federal (STF) e do voto na comissão que analisou a MP 870/2019, que trata da reforma ministerial do Governo Bolsonaro. Ao ser questionado sobre o assunto, Jayme disse que o pesselista é insignificante no cenário político e disse que nem cachorros gostam do parlamentar, em referência ao acidente sofrido pelo deputado em março deste ano, quando foi mordido por um cachorro.

Leia mais:
Medeiros aposta que pressão popular fará Coaf continuar no Ministério da Justiça

“Silvio é desse tamanhinho pra mim”, disse Jayme, sinalizando um movimento de pequenez com as mãos. “Não vou responder pra Silvio. O dia que eu perder tempo respondendo Silvio Fávero, acabou meu mandato”, completou.

Após a fala, Jayme se distanciou dos jornalistas. Momentos depois, se dirigiu à reportagem do Olhar Direto e continuou: “É uma perda de tempo falar sobre Silvio Fávero, nem cachorro gosta desse cidadão. Essa é minha resposta”.

A tensão entre os dois parlamentares, até onde se sabe, surgiu após a nota divulgada pela assessoria de imprensa de Silvio Fávero, na qual o deputado diz que Jayme transformou declarações do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em “mero palanque de revanchismo e frustração política, estritamente pessoal”.

Jayme Campos faz parte da base governista, mas vem reclamando da articulação de Bolsonaro no Congresso, classificada por ele como uma “política chantagista”, por conta do condicionamento de políticas públicas à aprovação da Reforma da Previdência.

O senador também faz parte da comissão mista que analisa a MP 870/2019, que trata da reforma ministerial, e votou contra a ida do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Ministério da Justiça. O ato foi considerado uma derrota para o Governo.

Esta semana, ao ser questionado sobre a confirmação, por parte de Bolsonaro, de que iria indicar o ministro Sérgio Moro para vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), Jayme disse que o ex-juiz “virou pó”.

“Não são práticas republicanas. O Moro veio a troco de cargo de ministro. Este é um juiz sério? Sério coisa nenhuma. Ele conseguiu passar para o Brasil que ele é o paladino, que é honrado e honesto. Criaram uma figura, uma simbologia, que é o bacanão, mas não é”, declarou o democrata.

Veja a íntegra da nota de Silvio Fávero:
 
Em respeito aos mato-grossenses, em especial aos eleitores do presidente Jair Bolsonaro, decidimos emitir uma nota em resposta às últimas declarações do Senador Jayme Campos:
Jayme acusou Jair Bolsonaro e Sérgio Moro de práticas, segundo o senador, “não republicanas” quanto a possível nomeação do ex-juiz e atual Ministro da Justiça para Ministro do STF na vaga que deverá ser aberta com a aposentadoria de Celso de Mello.
Pois bem, vamos pontuar de forma didática uma resposta a essa acusação absurda do senador de Várzea Grande contra o Presidente da República e ao Ministro da Justiça.
Não há nada de ilegal quanto à afirmação do Presidente em desejar ver Sérgio Moro como Ministro do STF. A possível escolha do honrado ministro Moro para uma vaga no STF é de livre indicação do Presidente Bolsonaro; e deverá ser chancelada pelo SENADO FEDERAL, considerando a capacidade técnica e histórico digno do Sérgio Moro.
Jayme Campos, qual a acusação quanto à capacidade técnica e reputação ilibada em relação ao ex-Juiz Sérgio Moro? É importante que o senador Jayme exponha, com mais clareza, seu descontentamento contra o Ministro Moro, que aponte os deméritos ou algo que desabone a imagem do homem da Lava Jato!
Se o Jayme acredita que o Ministro do Governo Bolsonaro não seja um homem honrado, jurista técnico e honesto, então que coloque seu ponto de vista e apresente isso a toda população; ao invés de fazer ilações irresponsáveis e transformando o fato em um mero palanque de revanchismo e frustração política, estritamente pessoal.
Há poucos dias o senador Jayme votou contra a permanência do COAF junto ao Ministério da Justiça de Sérgio Moro. A população precisa saber que este órgão é aquele que investiga movimentações financeiras suspeitas, movimentações criminosas, desvios de dinheiro público, bem como lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Jayme surpreendeu quando respondeu a população que repudiou, em sua maioria, o seu voto contra o Sérgio Moro; o Senador Jayme, em sua resposta, disse que não se importa com a opinião, segundo o próprio senador, de “meia dúzia de gente sem ter o que fazer”, como se os críticos fossem pessoas desocupadas e ignorantes.
Façamos qualquer consulta pública, e não há a menor dúvida de que Sérgio Moro se tornou um herói nacional por sua coragem, capacidade técnica e honra.
No dia 16 de outubro de 2018, durante a campanha eleitoral, o então candidato a presidente da República Jair Bolsonaro declarou, em entrevista ao SBT, que a intenção seria indicar um nome com o mesmo perfil do Juiz Sérgio Moro para o STF. E, na ocasião a população chancelou tal sugestão do Bolsonaro, elegendo-o como presidente do Brasil. Então, o Sérgio Moro não será simplesmente uma escolha do Presidente Bolsonaro; Moro já foi escolhido Ministro do STF pela própria população em outubro de 2018.  Portanto, não há surpresa nenhuma nessa fala de Bolsonaro, ressalvado o fato do Senador desconhecer tal declaração de Bolsonaro.
Aonde estava o histórico Senador Jayme Campos quando o ex-presidente Lula (atualmente preso por crimes de corrupção) indicou Dias Toffolli para o STF, que era advogado do PT e amigo pessoal de Lula; aonde estava o senador Jayme quando Dilma indicou Roberto Barroso ao STF, um homem declaradamente contra os valores da família, a favor da legalização de drogas e do aborto?
Silvio Fávero
Deputado estadual e Líder do PSL na ALMT

23 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Elisabeta
    17 Mai 2019 às 23:18

    Quem é esse Fa o que mesmo?

  • Karolyne
    16 Mai 2019 às 12:56

    Um político que tem coragem de tripudiar em uma fatalidade ocorrida com o próximo tira qualquer qualificação dele só mostra a desumanidade dele, e como é que tem eleitor que tem coragem de escolher uma pessoa que tem como sua principal característica a desumanidade para o representa-lo, isso independente de situação partidária foi totoalmente desrespeitoso a colocação do senador Jaime Campos.

  • Daniel Costa
    16 Mai 2019 às 11:58

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Joao Soares
    16 Mai 2019 às 11:39

    Olha que fala em ser insignificante, 50 anos de politica e o que fez por esse estado, só fala, ta na hora de fazer. muda Brasil

  • silvio
    16 Mai 2019 às 11:29

    Parabéns Senador, excelente declaração, mostra a verdadeira face desse Governo Federal, fazendo chantagens com os Deputados e Senadores e de quebra mostrando quem é o verdadeiro Moro: uma farsa !

  • Prof. Orlando
    16 Mai 2019 às 08:59

    Jaime foi infeliz em sua fala, é contra atacar nao melhora em nada. SERGIO MORO presidente em 2022!!!

  • Juca
    16 Mai 2019 às 08:54

    Votei no Jayme para senador, hoje reconheço o grande erro que cometi. Com essa postura nunca conseguirá alocar um centavo do governo federal para Mato Grosso. Por ele, o estado continuará pobre, insignificante no cenário federal. Bem do jeito que ele e seus asseclas gostam.

  • Reginaldo
    16 Mai 2019 às 08:05

    Todos sabemos do seu “poder” e “significância” política. Que tal romper com esse modelo podre e fazer EXATAMENTE aquilo que a população deseja? Que tal, PRA VARIAR, usar essa influência somente para o bem, o senhor já conquistou tudo que podia, já está riquíssimo, sua família toda tem grana garantida pra mais umas 4-5gerações, que tal fazer diferente? Que tal encerrar sua carreira fazendo bonito hein?? Que tal???

  • Reginaldo
    16 Mai 2019 às 07:59

    O que esperar de alguém que votou para o COAF sair do Moro? Senhor Jaime, me desculpe mas o senhor não está mais colocando suas fichas no lado certo.

  • Jose
    16 Mai 2019 às 07:59

    Esse Senador deve pendurar as chuteiras o quanto antes, já passou, basta.

Sitevip Internet