Olhar Direto

Sábado, 21 de setembro de 2019

Notícias / Política MT

Wilson critica viagem de Xuxu à Ásia: ‘Foi oferecer produtos primários, baratos, sem agregação‘

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

22 Mai 2019 - 07:58

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Wilson critica viagem de Xuxu à Ásia: ‘Foi oferecer produtos primários, baratos, sem agregação‘
O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) criticou a ida de seu colega de Assembleia Legislativa, Xuxu Dal Molin (PSC), em uma comitiva organizada pelo Governo Federal, que visitou países asiáticos em busca de ‘expandir e acessar novos mercados’. De acordo com o tucano, a comitiva mato-grossense foi até a Ásia vender produtos primários, baratos e sem nenhum valor agregado.

Leia também
'Comissionados e efetivos que não cumpriram estabilidade podem ser demitidos', cogita Gallo


“O colega deputado Ederson Dal Molin está chegando da China agora, onde foi oferecer os produtos primários de Mato Grosso. A cabeça do colonizado infelizmente continua prevalecendo na economia estadual. Nós tínhamos que ir a China, a Europa, ao Estados Unidos, vender produtos industrializados. Precisamos melhorar nossa cabeça de 500 anos atrás de uma economia que era baseada no latifúndio, na produção de produtos primários, baratos, sem agregação nenhuma de valor, dependente exclusivamente do mercado externo”, criticou Wilson Santos durante audiência pública nesta terça-feira (21).

“Os americanos só são o que são porque resolveram fazer o mercado interno. Tem 200 anos que eles fizeram isso e a gente não aprende, acha notável, interessante sair por ai vendendo produtos baratos. Na cabeça do colonizado, fomos colonos de Portugal, depois fomos colonos da Inglaterra, dos Estados Unidos, agora vamos ser da China... Temos que ser mercadores de produtos que geram empregos, que geram valores, que é industrializado. Até quando vamos vender couro para Franca e Novo Hamburgo fazer sapatos? Até quando vamos abastecer Santa Catariana para Hering fazer as camisetas e calças jeans?”, questionou.

Em resposta, Xuxu, que também estava na audiência, afirmou que também é um defensor da industrialização e que participou de discussões sobre investimentos na infraestrutura do Estado e na compra de nossa carne.

“Nós estivemos na Ásia e eu sou totalmente contra vender produto in natura. Discutimos investimentos na área da infraestrutura então a nossa missão lá foi bem ampla principalmente para nossa carne e infraestrutura”, disse.

A comitiva mato-grossense contou com o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, o presidente do Instituto Mato-grossense da Carne, Guilherme Nolasco, representantes do Sindicato dos Frigoríficos de Mato Grosso (Sindifrigo), da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), empresários e com o deputado Xuxu Dal Molin, representando a Assembleia Legislativa.

O grupo, segundo a programação, participou de reuniões de negócios na China, Vietnã e Indonésia.

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • roger almeida
    22 Mai 2019 às 18:21

    E o Estado aqui tem o que mais pra vender? aqui não tem indústria nem nunca vai ter, pois além da infraestrutura precária de transportes, tem a energia mais cara do Brasil, só maluco pra investir em indústria aqui, então resta vender o que tem, soja, milho, frango, boi

  • Xavier
    22 Mai 2019 às 18:05

    Esse é o Grande WS, fazedor de asfalto casca de ovo.

  • Rocha
    22 Mai 2019 às 17:12

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Claudio José Sônego
    22 Mai 2019 às 15:56

    O DEPUTADO WS PARECE CADA VEZ MAIS DEMAGOGO E FORA DA REALIDADE.OS CHINESES NÃO COMPRAM PRODUTOS MANUFATURADOS.JUSTAMENTE POR QUE ELES TEÊM MÃO DE OBRA FARTA E BARATA E UM PARQUE FABRIL IMENSO PARA PODER DAR EMPREGO PARA AQUELA GENTE.ENTÃO DEPUTADO DO ATRASO,PARA QUEM VENDERÍAMOS NOSSA PRODUÇÃO AGRÍCOLA,POR EXEMPLO?

  • Véio Joaquim
    22 Mai 2019 às 15:13

    MT devido a CARGA TRIBUTARIA ALTÍSSIMA, nao é atraente para Industrias, ou seja, ser vc industrializar o caldo de cana para fazEr RAPADURA= FICARÁ CARO.

  • Teruo Matsubara
    22 Mai 2019 às 14:45

    Eu não entendo como é que alguém em sã consciência tem coragem de votar nesse Wilson Pacenas Santos.

  • Oi?
    22 Mai 2019 às 11:13

    É que são "negócios da china"...

  • Luciano
    22 Mai 2019 às 10:48

    Esse Xuxu é a pessoa mais chata e arrogante que já conheci na minha vida, ele não acha que é Deus, ele tem certeza...

  • pedalada
    22 Mai 2019 às 10:45

    É só reparar nos países industrializados, destruíram o meio ambiente, causam poluição, mas..... geram empregos, lucros, etc.

  • Chico Bento
    22 Mai 2019 às 10:42

    Deputado, que industria temos para oferecer produtos industrializados para o exterior? Outra coisa, soja e milho os países importadores usam para ração animal, logo tem de ser em grãos! Carne eles consomem como nós, in natura, enlatada é coisa do final do século XIX começo do século XX, quando as famosas charqueadas de Cuiabá, Cáceres e Corumbá preparavam e exportavam via Rio Paraguai/Prata. Como professor de história, o senhor devia saber disso. Outra coisa com a energia, telefonia, combustível, IPVA, ICMS e demais impostos mais caros do Brasil, aliados ao FETHAB e às poucas e péssimas estradas pelo interior, nenhuma industria vem se estabelecer nesse estado. Indústrias em MT são frigoríficos, laticínios e mineradoras. Nada mais. E não vemos nenhum projeto por parte do governo, muito menos dos deputados de citando infra-estrutura e desenvolvimento deste estado.

Sitevip Internet