Olhar Direto

Terça-feira, 20 de agosto de 2019

Notícias / Cidades

Várzea Grande investe R$ 51,8 milhões na saúde no primeiro quadrimestre de 2019

Da Redação - José Lucas Salvani

02 Jun 2019 - 10:33

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Várzea Grande investe R$ 51,8 milhões na saúde no primeiro quadrimestre de 2019
Nos quatro primeiros meses de 2019, a Prefeitura de Várzea Grande, junto do Estado e da União, investiu R$ 51,83 milhões na área da saúde. O investimento é 4,03% maior que o feito no mesmo período em 2018, que chegou em R$ 49,82 milhões.

Leia mais:
Várzea Grande terá ‘Festival Junino’ com comidas típicas, rasqueado e quadrilha

"Com a participação do Estado e com a injeção mensal de recursos próprios, seguimos atendendo à população com resolutividade e juntamente à dedicação da equipe e à responsabilidade no trato com recursos públicos, mantemos suprimento dos estoques de insumos e podemos seguir com obras de grande impacto para toda a saúde municipal, como é o caso da recém inaugurada UPA do Cristo Rei", explica o secretário Municipal da saúde Diógenes Marcondes.

A União repassou até o momento R$ 17 milhões para o município, significando uma pequena redução se comparada ao ano passado, quando foi repassado R$ 16 milhões. Já o Estado repassou R$ 13 milhões, acima dos R$ 8 milhões contabilizados de janeiro a abril do ano passado.

O secretário também aponta a previsão inicial da receita sofreu alterações. “De uma previsão inicial de receita de R$ 2,8 milhões para o exercício 2019, fechamos o quadrimestre com mais de R$ 5,96 milhões aplicados. Desses recursos, R$ 3,25 milhões foram para custeio da demanda por medicamentos e insumos em geral para o Pronto-Socorro. Planejamos um cenário, mas a demanda nos faz atuar em outro. E estamos respondendo às necessidades. Destaco aqui ainda que do global de R$ 5,96 milhões aplicados nesse segmento da saúde, R$ 3,46 milhões foram utilizados apenas para aquisição de medicamentos”.

O relatório do primeiro quadrimestre exemplifica um crescimento no número de atendimentos no Pronto-Socorro municipal. Somente neste período, já foram 29.377 atendimentos. Enquanto durante todo o ano de 2018, o número chegou em 40.473. As interações também aumentaram:de 2.842 em 2018 para 3.043 em 2019. Os exames de imagem, que de janeiro a abril totalizam 4.946, se dividem entre 1.301 ultrassonografias e 3.645 tomografias. No mesmo período do ano passado foram 876 ultrassonografias e 1.236 tomografías.

Apesar do crescimento dos números acerca do Pronto-Socorro, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Ipase teve uma redução de 6,66% nos atendimentos, totalizando 53.655. O secretário explica que a baixa se dá a maior agilidade e estruturação na rede básica.

Toda a atenção secundária – UPA, Centro de Especialidades Médicas, Centro de Reabilitação e SAE/CTA, por exemplo – somam 99.495 atendimentos, 5,53% superior ao saldo anterior de 94.277 atendimentos.

"Mesmo com tantos números que comprovam nosso compromisso com a saúde, há desafio. Esse desafio é encontrar o ponto de equilíbrio entre a busca da sociedade e a oferta do SUS municipal. É uma tarefa difícil, mas estamos respondendo às demandas", frisa o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet