Olhar Direto

Notícias / Política MT

Mauro Carvalho afirma que corte de pontos de quem está trabalhando é erro e que governador ‘não tem carta na manga’

Enviada especial a Aragarças - Érika Oliveira / Da Redação - Isabela Mercuri

05 Jun 2019 - 09:32

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Mauro Carvalho afirma que corte de pontos de quem está trabalhando é erro e que governador ‘não tem carta na manga’
O secretário de Casa Civil de Mato Grosso Mauro Carvalho afirmou, na manhã desta quarta-feira (5), que caso tenha acontecido corte dos pontos de servidores da Secretaria de Educação (Seduc) que não estão em greve, foi um ‘erro’ e os profissionais podem procurar o Recursos Humanos (RH) para que seja sanado. Ele ainda disse que o governador não tem nenhuma “carta na manga”, e que não há possibilidade de novas propostas para os grevistas.

Leia também:
Governo corta salário de diretora e mais seis servidores que trabalharam durante greve

“Os cortes dos pontos estão sendo feitos exclusivamente para as pessoas que estão em greve. Caso haja qualquer erro nesse sentido, de alguém que não esta em greve e estar tendo ponto cortado, ele pode realmente procurar o recursos humanos da Secretaria de Educação que isso será refeito. Pode acontecer algum caso desse jeito? Acho muito difícil, mas é factível de acontecer”, afirmou.

Na última terça-feira (4), Mauro Mendes encaminhou um documento ao Sindicato dos Profissionais da Educação (Sintep) afirmando não ter condições de atender aos pedidos de aumento de salário, já que houve o estouro do limite de gastos com pagamento de pessoal. Além disto, pontuou que caso o faça, não haverá dinheiro para merenda e investimentos nas unidades.

Em Aragarças, onde acontece nesta manhã o lançamento do projeto ‘Juntos pelo Araguaia’, o Sintep prometeu realizar um ato público para protestar contra a decisão do governo. “Isso é democrático”, comentou Carvalho. “Nós estamos com uma greve na educação, ontem encaminhamos uma resposta ao Sintep, colocamos a dificuldade do governo pagar esse aumento. Nós não temos condições financeiras pra pagar isso hoje, ao longo dos quatro anos com certeza nós teremos, mas hoje não é o momento. Como eu tenho dito, inclusive disse pro Sintep, o governador Mauro Mendes nunca vai ter alguma carta na manga. O jogo é sempre transparente, a relação é transparente, então tudo que existe no governo, que é público, está sendo colocado desde o primeiro dia da sua gestão. E outra coisa, todo trabalho da situação financeira do governo é feito por funcionários efetivos, que estão há quinze, vinte, trinta anos no governo. Então esses funcionários hoje sabem perfeitamente qual a real situação financeira do estado. E tem colocado isso todos os dias para a sociedade”, finalizou.

O secretário está em Aragarças (GO) para acompanhar o lançamento do projeto ‘Juntos pelo Araguaia’, que será lançado no Dia Mundial do Meio Ambiente, idealizado como a maior ação de revitalização de bacia hidrográfica por meio de um esforço conjunto entre os Governos Federal, de Mato Grosso e de Goiás. A solenidade de assinatura terá início às 9h30, na Praia do Quarto Crescente, na divisa entre os dois estados.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Diana
    05 Jun 2019 às 16:25

    Sei bem que os educadores não são valorizados , tão pouco respeitados pelos alunos, porém, estão dentro do funcionalismos público, fato este que, os fazem acharem no direito de greve e pronto. Meus amigos, o dia que acabar a tal da ESTABILIDADE no funcionalismo público quero ver isso acontecer. O povo não ta contente mas não larga o osso... né!!!!!!

  • Joao Soares
    05 Jun 2019 às 12:12

    terão o troco, no momento certo

  • Albino Pfeifer Neto
    05 Jun 2019 às 11:45

    Caro Secretário. O Portal da Transparência não tem a Receita corrente liquida para que possamos fazer a conta da despeza com pessoal. E ainda a despesa com pessoal nao esta consolidada. A Transparência do Portal está devendo!

  • Ana
    05 Jun 2019 às 11:02

    CORTA O PONTO DE QUEM NÃO QUER TRABALHAR...CERTÍSSIMO.

  • Chico Bento
    05 Jun 2019 às 10:37

    Concordo plenamente com o secretário. Agora, tenho a impressão que tem servidores falando que estavam em serviço e não estavam! Por isso eles têm de provar.

  • H.V.S
    05 Jun 2019 às 10:06

    Que secretário mal informado. Só em Barra do Garças, sete servidores estaduais que estão em cooperação técnica, desempenhando suas funções na secretaria municipal de educação, portanto trabalhando normalmente, por dois expedientes diários, tiveram o corte de 04 dias trabalhados. Qual a justificativa para o CORTE secretário? É incompetência? É perseguição? É truculência? E como vamos pagar as contas que vencem dia 10/06?

  • renato
    05 Jun 2019 às 10:02

    agora bate e assopra

Sitevip Internet