Olhar Direto

Segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Notícias / Política BR

Presidente de comissão rebate governadores e pede humildade para inclusão na Reforma da Previdência

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

07 Jun 2019 - 08:23

Foto: Divulgação

Presidente de comissão rebate governadores e pede humildade para inclusão na Reforma da Previdência
O presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PR-AM) criticou a pressão feita por governadores, incluindo a de Mauro Mendes (DEM), para que estados e municípios permaneçam na proposta. De acordo com o parlamentar, os chefes de Executivo nos estados devem ter humildade para pedir a inclusão aos deputados.

Leia mais
Ao lado de Bolsonaro, Mendes pede inclusão de estados e municípios em reforma: 'pelo amor de Deus'


“Acredito que os governadores podem ajudar bastante se eles calçarem a sandália da humildade, vierem à Câmara dos Deputados, reconhecerem que não tiveram coragem de fazer as suas reformas e pedirem aos deputados que ajudem fazendo o trabalho que eles não tiveram coragem de fazer”, disse o deputado durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (6).

O governador Mauro Mendes, em evento que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na região do Araguaia, nesta quarta-feira (5), pediu para que os deputados federais e senadores, tanto de Mato Grosso, quanto de Goiás, que estavam presentes, votassem pela permanência dos Estados e Municípios ao votarem o texto no Congresso Nacional.

"Temos que dizer aos nossos deputados e senadores aqui presentes, que pelo amor de Deus, não deixe os Estados e Municípios fora desta reforma, pois ela é importante para o Brasil, para cada Estado brasileiro e para cada município. “Senão, daqui a alguns anos vamos estar trabalhando única e exclusivamente para pagar nossos aposentados”, disse Mendes durante duscurso.

A defesa da manutenção dos estados e dos municípios no texto também conta com a maioria dos governadores, como Ibaneis Rocha (MDB-DF), Ronaldo Caiado (DEM-GO) e João Dória (PSDB-SP).

Nesta quinta-feira, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha anunciou uma carta de repúdio à retirada de Estados e municípios da Reforma da Previdência, que já está com o texto está pronto e que deve ser apresentado na próxima semana.

Apesar de Ibaneis garantir que a carta conta com a assinatura da maioria dos governadores, alguns chefes do Executivo como o próprio Ronaldo Caiado e Helder Barbalho (MDB-PA) afirmaram que não assinaram a carta.

O governador Mauro Mendes não se manifestou até o momento, se estará assinando a carta que será encaminhada ao Congresso Nacional.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • RUBENS TADEU REYNAUD
    07 Jun 2019 às 15:20

    Tomara que fique de fora ai poderei me aposentar com salario integrau.

  • Zé do Povo
    07 Jun 2019 às 09:33

    Os governadores não tem coragem para enfrentar os poderosos e intocáveis, logo, na visão deles, é mais fácil massacrar o Povo Brasileiro Contribuinte mais pobres, incluindo os servidores públicos do Poder Executivo da União, Estados e Municípios. ??????????

  • gilberto
    07 Jun 2019 às 09:18

    Ah é? E os deputados tiveram a competência e a vontade de fazer algo que não tenha sido em proveito próprio até hoje? É o tipico caso do roto falando do esfarrapado esses deputados ainda não entenderam o fingem que não. quem são seus patrões e quais sua obrigações!

Sitevip Internet