Olhar Direto

Notícias / Política MT

Líder do PT na Câmara diz que ciclo conservador está no fim e partido será alternativa em MT

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

07 Jun 2019 - 18:06

Foto: Assessoria

Líder do PT na Câmara diz que ciclo conservador está no fim e partido será alternativa em MT
Em Cuiabá para participar de evento organizado pelo Partido dos Trabalhadores durante o final de semana, o deputado federal e líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (PT-RS), garantiu que a sigla irá apresentar em Mato Grosso, assim como em todo o país, candidaturas nas eleições de 2020 que serão alternativas reais à onda de conservadorismo e ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Leia também
Com déficit de R$ 1,2 bi na Previdência, Mendes vai a Brasília pressionar deputados


O parlamentar reconheceu que o PT viveu um período difícil nas duas últimas eleições (2016 e 2018) por conta do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e da prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, dois fatos que ele considera ilegítimos.

No entanto, avaliou que a entrada do clã Bolsonaro no poder é fruto de um ciclo que já está próximo do fim, devido às ações que estão sendo praticadas, como o contingenciamento na educação.

“O nosso partido viveu nacionalmente neste último período, um verdadeiro massacre. Evidente que toda essa campanha de criminalização do PT, de nossas lideranças, tivemos um resultado eleitoral em 2016 e em 2018 que foi muito difícil para nós. Mas o processo político tem ciclos e muitas pessoas que votaram contra o PT, hoje já estão profundamente arrependidas, porque tem sido doloroso para elas”, disse o parlamentar em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (7).

“Acreditamos que este processo que estamos vivendo vai fazer com que haja um processo de reflexão. Vamos nos apresentar nas eleições do ano que vem, como uma alternativa real para o país. Queremos discutir candidaturas competitivas que tenham uma pauta de compromisso com a democracia, com o direito dos trabalhadores, e aqui em Mato Grosso não será diferente. Sou do Rio Grande do Sul, que tem muita similaridade do ponto de vista eleitoral com Mato Grosso, e observo este sentimento”, analisou.

Assim como no resto do país, o PT teve grande dificuldade nas eleições dos últimos anos em Mato Grosso, elegendo em 2016 apenas dois prefeitos (Castanheira e Juína). Em 2018, mesmo com toda dificuldade, o partido elegeu os deputados estaduais Valdir Barranco, Ludio Cabral, além da deputada federal Rosa Neide.

De acordo com a vice-presidente estadual do partido, Enelinda Scala, o PT precisa lançar uma candidatura própria em Cuiabá em 2020, para que estimule a filiação e uma participação maior nos outros municípios.

“Estamos trabalhando na direção de ter candidaturas próprias. Na capital é fundamental, porque isso irradia nos outros municípios. Temos um gestão muito bem sucedida que é em Juína e isso já irradiou naquela região. O que está faltando é nós governarmos a capital”, explicou.

38 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Patropi
    08 Jun 2019 às 09:26

    Ainda acha que o PT, que afundou o país, ainda terá votos????

  • Luciano
    08 Jun 2019 às 09:24

    Não desistiram ainda kkkkk

  • nelson
    08 Jun 2019 às 09:16

    o PT morreu com o Lula, ja era

  • Caio Arruda Marques
    08 Jun 2019 às 09:13

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Carlos
    08 Jun 2019 às 09:11

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Degas
    08 Jun 2019 às 09:11

    Quebraram o país e suas estatais e agora vem com esse papo furado.PT e sua caterva nunca mais.

  • POVO
    08 Jun 2019 às 09:02

    PT NUNCA MAIS XÔOOOOOOOOO.

  • Reginaldo
    08 Jun 2019 às 08:35

    Sou a favor do contra-ponto, acredito que deve SIM existir um partido que puxe a brasa para os trabalhadores, temos SIM que conhecer os argumentos da esquerda, porém, não podemos confundir contra-ponto com extremismo, não se questiona a propriedade, não se questiona o direito à posse e defesa de bens, não se pode ser conivente com ladroagem(de nenhum tipo). Os partidos de esquerda precisam urgentemente reavaliar sua conduta, hoje o rótulo da esquerda é “roubo”. Vcs tem que mudar isso...

  • marcos
    08 Jun 2019 às 08:33

    Quem está no fim é o PT,na próxima eleição vamos mostrar pra vocês quem manda nos País.

  • Luis Fernando
    08 Jun 2019 às 08:31

    Cara esse povo só poder ter problemas mentais. Ciclo conservador está no fim???? O ciclo está somente no começo, o Brasil foi e é um país conservador na religião e costumes. Por isso que o PT está se acabando por si só, povo maluco que não é capaz de fazer algo critica e saber que seus ideais leva a ditadura. E fico impressionado com tanta tecnologia para pesquisa, quais são os lemas e características do PT, e seus amigos. Façam pesquisa leem de onde esse partido vem, com quem eles andam. Leem a história de Fidel Castro, Che Guevara, líderes de países africanos governado por ditadores. Vcs já ouviram aquela frase " me diga com tu andas, que direi quem tu és ". Vamos pesquisas povo. Vocês vêm em manifestações com PT bandeira do Brasil?? Não né? Pois bem quem assiste filme da época do Hitler na segunda guerra mundial vc veem bandeira da Alemanha?? N né?? Pensem bem...

Sitevip Internet