Olhar Direto

Segunda-feira, 24 de junho de 2019

Notícias / Cidades

Sindicato do Detran e outros seis aderem à greve geral contra a Reforma da Previdência; veja lista

Da Redação - José Lucas Salvani

12 Jun 2019 - 09:11

Foto: Reprodução/Assessoria

Sindicato do Detran e outros seis aderem à greve geral contra a Reforma da Previdência; veja lista
O Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Sinetran-MT) aderiu a greve geral prevista para sexta-feira (14), contra a Reforma da Previdência. Os servidores do Detran somam-se aos outros seis sindicatos e associações que também fizeram adesão.

Leia mais:
Após decisão de manutenção de greve, Sintep vai à Justiça contra corte de pontos

"A reforma da Previdência representa o desmonte da Previdência no Brasil e atinge a todos os trabalhadores. Em todas as regiões do país as mais diversas categorias já decidiram que vão paralisar suas atividades. Dia 14 é dia de ir pra rua defendermos a nossa aposentadoria e o conjunto de nossos direitos", comenta Daiane Renner presidente do Sinetran-MT.

A adesão foi deflagrada na última quinta-feira (6), durante assembléia geral da categoria. Nos próximos dias, os demais sindicatos dos trabalhadores de MT devem se manifestar sobre a adesão ou não sobre a greve geral.

Greve geral 

A greve geral que acontece no próximo dia 15 tem como principal intuito protestar contra a Reforma da Previdência. A ação, caso aprovada, define como idade mínima para aposentadoria 65 anos para homens e 62 anos para mulheres. O tempo de contribuição do trabalhador também pode aumentar, de 15 para 20 anos. Para receber 100%, será preciso ter contribuído 40 anos.

Já declararam adesão:
  • Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Mato Grosso (Adunemat)
  • Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (Adufmat)
  • Servidores da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema)
  • Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Sinetran-MT)
  • Sindicato dos Trabalhadores dos Correios (Sintect)
  • Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep)
  • Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários da Baixada Cuiabana (Sintrobac-MT)
A matéria será atualizada conforme forem divulgadas adesões dos sindicados e associações.

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • MARIANA
    13 Jun 2019 às 16:39

    DETRAN DE GREVE?? QUE NOVIDADE TUDO É MOTIVO PRA ELES FAZEREM GREVE

  • Siqueira
    12 Jun 2019 às 17:22

    Poderiam parar no domingo, seria mas sensato, pois não atrapalharia o ir e vim dos TRABALHADORES.

  • paes
    12 Jun 2019 às 16:50

    da-lhe politicagem!!

  • dhuany
    12 Jun 2019 às 16:10

    Povo Burro, luta por coisa que parece que não sabe... se não houver Reforma na Previdência, ai sim que não terá como aposentar .... Difícil entender ,

  • dhuany
    12 Jun 2019 às 16:10

    Povo Burro, luta por coisa que parece que não sabe... se não houver Reforma na Previdência, ai sim que não terá como aposentar .... Difícil entender ,

  • Pedro Coelho
    12 Jun 2019 às 16:05

    Nossaa! Que bom que eles aderem a greve contra a reforma da previdência. Pena que eles leram a reforma da previdência segundo o Blog do Esmael, Brasil 247, Fórum e não leram a enviada pelo Planalto! Boaaa vamos pra mais uma greve

  • Julio Silimbú.
    12 Jun 2019 às 15:57

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKkk!!! Na verdade estão fugindo dos salários do INSS. Onde o teto maximo,é de 5.000 mil e uns quebrados. Se a lei da reforma for aprovado,acabou-se,aposentar com altos salários.

  • Contribuinte
    12 Jun 2019 às 13:22

    Tem uma galera que faz parte da elite do funcionalismo público que se aposenta ganhando 20, 30, 40 e acima de R$ 50 mil. É essa mesma galera que é contra a reforma da previdência. Mas eles espalham o boato que o pobre sairá perdendo com a reforma. Tudo mentira. O que eles querem é manter seus privilégios.

  • Felipe
    12 Jun 2019 às 12:13

    Eu só queria saber por qual motivo não fazem isso no fim de semana. Pra que prejudicar a população? Eles não tem nada a ver com a paçoca. Mostra a total falta de altruísmo e consideração por uma parcela dos servidores públicos com o povo. Greve é um direito constitucional, mas infelizmente banalizaram as greves. Sagazes são os japoneses, que protestam trabalhando!

  • Antônio
    12 Jun 2019 às 11:51

    Para tudo cabaré... não vamos deixar nada de pé... se o RGA não for pago ao poder executivo pode esquecer o Estado vai parar...

Sitevip Internet