Olhar Direto

Notícias / Política MT

Presidente do PT em Mato Grosso pede exoneração de ministro da Justiça após vazamento de conversa

Da Reportagem Local - Érika Oliveira/ Da Redação - Lucas Bólico

10 Jun 2019 - 18:08

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Presidente do PT em Mato Grosso pede exoneração de ministro da Justiça após vazamento de conversa
O deputado estadual Valdir Barranco (PT) defendeu a exoneração imediata do ministro da Justiça, Sérgio Moro, alvo de série de reportagens do The Intercept Brasil que publicou trechos de conversas privadas atribuídas ao ministro e que teriam sido feitas enquanto ele ainda era juiz federal em Curitiba e estava à frente dos processos da operação Lava Jato. De acordo com a reportagem, Moro teria colaborado com o Ministério Público Federal, o que é vedado pela Constituição.

Leia também:
Vazamento não desautoriza altura moral de Sérgio Moro e não desqualifica provas, diz Selma
 
Para Barranco, a publicação das conversas de Moro expôs a parcialidade da força-tarefa da Lava Jato. “Não é surpresa, mas nós queremos que seja tomada providência porque a justiça nesse momento está nua e o Supremo [Tribunal Federal] também está afetado, o Ministério Público está sem credibilidade, o Moro precisa pedir renuncia, precisa pedir exoneração imediatamente”, afirmou.
 
Barranco defende que o caso seja investigado e saia do comando do Ministério da Justiça por conta disso. “Eu acho que o Congresso Nacional vai atuar, vai ter CPI, porque ele é o ministro da Justiça e é chefe da Polícia Federal que nesse momento vai ter a incumbência de fazer as investigações sobre esse caso. Acabou de sair já a determinação do Conselho Nacional do Ministério Público já determinando que se faça o inquérito para investigar o Deltan Dallagnol e os outro procuradores envolvidos agora. Então, assim, eu acho que a Justiça está descredibilizada. Não só no Brasil, mas principalmente no exterior e é preciso ter um resposta rápida”.
 
Jogada eleitoral
 
Barranco sustenta que o vazamento das conversas só reforça tese defendida por petistas desde a condenação do ex-presidente Lula de que a operação lava jato foi direcionada para prejudicar o projeto político petista de retomar a Presidência da República.
 
“Para nós, nenhuma surpresa porque nós sabíamos que [operação Lava Jato] foi um conluio e o presidente Lula nunca teve medo de fazer esse desafio de pedir para eles provarem, porque sabia que eles não tinham prova, que havia todo um conluio para retirá-lo das disputas eleitorais porque sabiam que ele era imbatível”, disse Barranco.
 
“Primeiramente tiraram ele das ruas, não foi suficiente porque ele continuava crescendo, então deixaram ele inelegível e depois ainda houve uma conspiração - e agora fica provado - para impedir a sua entrevista no período eleitoral porque tinham medo que isso pudesse alavancar a candidatura do Haddad”, completou Barranco.
 
O presidente do PT em Mato Grosso afirma que ainda não há uma diretriz nacional do partido sobre como proceder diante do caso. A deputada federal Gleise Hoffmann, presidente nacional da legenda, chega em Mato Grosso na sexta-feira e cumpre agenda até sábado.

Vazamento das conversas
 
The Intercept Brasil publicou na noite de domingo quatro reportagens, do que deve ser uma série, sobre conversas privadas entre membros da força-tarefa da Lava Jato. Os textos revelam possível colaboração do então juiz Sérgio Moro com o Ministério Público Federal, a suposta intenção de membros do MPF em impedir entrevista do ex-presidente Lula para evitar benefícios eleitorais ao candidato Fernando Haddad (PT) na corrida presidencial que elegeu Jair Bolsonaro e dúvidas do procurador Deltan Dallagnol com relação às denúncias oferecidas contra o ex-presidente Lula no caso do triplex.  

31 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • ANTONIO RODRIGUES
    11 Jun 2019 às 11:04

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Indignado
    11 Jun 2019 às 10:40

    Cometeram crime assaltando cofres públicos cometem crime raqueando conversas privadas e querem justiça????affff e muita cara de pau

  • césar
    11 Jun 2019 às 10:39

    Mas o ladrão do Lula eles querem que sai da cadeia.

  • DOMINGOS SANTANA DA CRUZ
    11 Jun 2019 às 10:38

    QUEM ÉS TU PARA QUERER DITAR ALGUMA COISA PARA O PRESIDENTE DEMITIR ALGUM MINISTRO INDICADO POR ELE.

  • Tião Soares
    11 Jun 2019 às 10:30

    Deve ter passado óleo de peroba na cara.. Impressionante a falta vergonha dessa gente. Então vamos soltar o molusco e devolver o pais à ensacadora de vento. E viva a corrupção.....

  • Luiza Sauber
    11 Jun 2019 às 10:05

    Com todo o respeito, Gladston, atitudes de quadrilha foram as de Moro, que deveria ser isento. Pense nisso. No futuro vc, ou um parente podem ser vítimas do judiciário.

  • Milton CPA I
    11 Jun 2019 às 10:02

    Fico enojado com o que Sérgio Moro fez. Lula livre já!

  • Laininha Cintra
    11 Jun 2019 às 09:58

    Parabéns deputado. Sou eleitora de Bolsonaro. Ou ele exonera Sérgio Moro, ou perde o pouco de credibilidade.

  • A UNICA SAÍDA P/ O BRASILÉ O FIM DA ESQUERDA!
    11 Jun 2019 às 09:34

    Quanto mais me informo mais ODEIO essa corja esquerdista, povo sem moral, sem caráter, bando de corruptos, catrefa que só pensam em como se dar bem às custas do dinheiro de nosso impostos! Qdo surge uma pessoa de bem, correta, decente e que representa os valores éticos e morais que tanto a sociedade de bem anseia, é achincalhado pela quadrilha corrupta petista!! Que mundo é esse? Como essa gente ainda se reelege????!

  • jose ricardo
    11 Jun 2019 às 09:24

    Faz o seguinte barranco. Expulsa o O Alexandre César do seu partido primeiro, por embolsar propina do Silval, aí depois você pede a exoneração do Moro Talkey?

Sitevip Internet