Olhar Direto

Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias / Cidades

Após Educação, servidores da Sema aprovam indicativo de greve por Lei de Carreira

Da Redação - José Lucas Salvani

11 Jun 2019 - 17:40

Foto: Reprodução/Assessoria

Após Educação, servidores da Sema aprovam indicativo de greve por Lei de Carreira
O Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sintema) votou em assembléia pelo indicativo de greve em razão do descumprimeiro da Lei de Carreira 10.596 de 06/09/2017. Na mesma reunião, que aconteceu nesta segunda-feira (10), o sindicato também definiu adesão da paralisação geral desta sexta-feira (14).

Leia mais:
Motoristas de ônibus cruzam os braços em Greve Geral contra Reforma da Previdência

​A lei reajusta os subsídios dos servidores da Sema em 5,5% a partir de 1º de junho de 2019 e 6,40% previstos para 1º de junho de 2020.

"O governo alegou impacto da ordem de R$ 200 milhões, entretanto, a carreira do meio ambiente representa impacto para o ano de 2019 em torno de R$ 3,5 milhões e em torno de R$ 9,5 milhões em 2020 e que os impactos financeiros foram criteriosamente estudados e ao fim provisionados pelo governo, desta forma podendo ser implementados", explica Germano Passos, presidente do Sintema.

O Sintema já solicitou o agendamento de uma reunião com o governador de estado, Mauro Mendes (DEM), buscando diálogo e aguarda o encontro o mais breve possível. O sindicato também protocolou ofício para o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), para intermediar, haja visto que o Deputado é conhecedor dos estudos desenvolvidos para a concessão da Lei de Carreira da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema).

Segundo o sindicato, o governo atual alega falta de caixa, de extrapolar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e cita o recebimento da Notificação Recomendatória do Ministério Público Estadual para não conceder os reajustes estabelecidos nas leis de carreira.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • José Carlos
    12 Jun 2019 às 08:26

    Verdade LOBO SOLITÁRIO, muito sacrificados, toda semana tem meia duzia sendo preso injustamente.

  • Xomano
    11 Jun 2019 às 20:43

    Até parece...bando de safado que não trabalha ...

  • Pedro Mota
    11 Jun 2019 às 20:37

    Olha a besteira que esta classe está planejando. Será que não estão acompanhando o desfecho dos trabalhadores da educação. Querem férias coletiva, procurem outro caminho, não a greve. Melhor, vão ao setor pessoal e peçam demissões e vão procurar outro trabalho, só assim, descobrirão o quanto o vencimento é bom.

  • joaoderondonopolis
    11 Jun 2019 às 19:49

    Cadê a greve dos agentes prisionais? Agora é a hora de se iniciar a greve junto com os servidores da saúde e da educação.

  • Lobo solitário
    11 Jun 2019 às 18:14

    Esses profissionais da Sema sempre foram sacrificados e injustiçados. Merecem respeito.

Sitevip Internet