Olhar Direto

Segunda-feira, 09 de dezembro de 2019

Notícias / Cidades

Armado com espingarda homem invade bar, ameaça clientes e é morto após atirar em policial

Da Redação - José Lucas Salvani

16 Jun 2019 - 16:42

Foto: Reprodução

Armado com espingarda homem invade bar, ameaça clientes e é morto após atirar em policial
Um homem, identificado como Noel Aparecido Pereira, invadiu um bar, ameaçou clientes e foi morto após atirar na perna de um policial militar que havia sido acionado para atender a ocorrência. O caso aconteceu neste sábado (15), em Juruena (a 909 km de Cuiabá).

Leia mais:
Dona de bingo é presa e seis veículos são apreendidos em operação da polícia

Segundo informações, o homem entrou no "Bar da Pedra" em posse de uma espingarda calibre 32 e fez ameaças a quem estava lá. Os policiais militares foram acionados e, ao chegarem no local, foi dada ordem para que o suspeito colocasse a espingarda no chão e as mãos na cabeça.

Noel, todavia, reagiu e atirou contra os policiais, atingindo a perna de um deles. O policial atingido então revidou com outros disparos. Enquanto Noel tentava recarregar a arma de fogo para atirar mais uma vez, o policial atirou novamente, causando sua morte.

O Serviço Móvel de Atendimento de Emergências (SAMU) foi acionado e constatou óbito do suspeito. A Polícia Judiciária Civil também foi ao local, realizando isolamento da área para as demais providências e abriu um inquérito para apurar o caso.

A arma utilizada por Noel foi apreendida e encaminhada para a delegacia municipal de Jurema. 

Com informações de Juína News.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • luis
    16 Jun 2019 às 21:04

    Nossa lei é uma merda. O policial tem que esperar ser atingido pra poder reagir. Vai lá ele atirar antes do agressor pra ver se não chove de ativista dos direitos humanos. Que o policial fique bom logo

Sitevip Internet