Olhar Direto

Quarta-feira, 17 de julho de 2019

Notícias / Política MT

Mendes descarta atender professores e avisa outras categorias que greve só piora a situação

Da Redação - Érika Oliveira

17 Jun 2019 - 14:24

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Mendes descarta atender professores e avisa outras categorias que greve só piora a situação
O governador Mauro Mendes (DEM) afastou qualquer possibilidade de atender as reivindicações do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep), em greve desde o dia 27 de maio, e adiantou às categorias que sinalizam paralisar suas atividades que o posicionamento do Governo se estende a todos os demais servidores.  Invocando mais uma vez o estouro da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), hoje em 61%, o democrata afirmou que só haveria condições de conceder aumento caso o Estado criasse novas alternativas de receita, citando como exemplo a instituição de novos impostos.

Leia mais:
Botelho diz que AL busca forma de garantir reajuste a servidores da educação, mas com atraso

“Se eu der o aumento para os salários, quem vai pagar isto é o cidadão. Tudo o que o Governo faz, quem paga é o cidadão, através dos impostos. Se eu aumentar a despesa, terei que cobrar mais. Pergunto ao cidadão: vocês estão a fim de pagar impostos para que eu dê mais aumento de salário para os servidores no Estado de Mato Grosso? Alguma coisa mudou do início da greve até agora? Dissemos claramente que não demos o aumento porque é ilegal. Isto não mudou, não deixamos de estourar a LRF. Nossa condição financeira melhorou? Não! Então, o que eu posso fazer?”, argumentou o governado, na manhã desta segunda-feira (17).

O posicionamento do Governo já é consenso também na base do Legislativo. Na última quinta-feira (13), um dia após o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM), se reunir com o movimento grevista, Mendes almoçou com alguns deputados no Palácio Paiaguás a ratificou a impossibilidade de atender a pauta do Sintep.

Olhar Direto conversou com alguns parlamentares que participaram deste encontro e, segundo eles, a missão da Assembleia, neste momento, será de tentar minimizar o desgaste que esta deliberação irá causar entre os grevistas. Além disso, impedir que outras categorias que já sinalizam disposição em aderir à greve, a exemplo da Saúde e do Meio Ambiente, paralisem suas atividades.

Questionado se teme uma greve geral nos moldes da realizada durante o Governo Pedro Taques, Mendes comparou a situação às manifestações da última sexta-feira (14), que mobilizou trabalhadores de todo o país. Para o governador, os protestos não têm força por falta de apelo social.

“Vi um comentário sobre greve [em outras secretarias]. E na sexta-feira, falou-se que teria uma grande greve geral, mas 90% dos trabalhadores desempenharam sua função normalmente. Sempre com muito respeito, vamos dialogar e falar a verdade. Não adianta, não temos condições de dar aumento. O que nós podíamos fazer era dialogar com os servidores e isto fizemos. Falamos francamente, disse que eu não ia fazer o que o Estado não tem legalidade e condições para fazer. Não posso ver outra alternativa a não ser esperar que os professores entendam isto. A cada semana, escolas abortam o processo de greve. Isto mostra que boa parte dos servidores está entendendo o que estamos dizendo”, finalizou.

30 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Moacir
    19 Jun 2019 às 14:06

    Quem paga é o servidor com tanto dinheiro retido na folha. Pare de jogar o povão, que não contribui diretamente com impostos, contra servidores.

  • Mentiroso
    19 Jun 2019 às 13:37

    Esse governador é igual um bicho de pé, a gente gosta quando faz promessa, mas quando ganha incha demais, inflama, irrita sangra e quando sai deixa buraco horroroso. NÃO VOTAREMOS NELE NUNCA MAIS, DEVERIA TER VERGONHA DAS PROMESSAS QUE FEZ E NÃO CUMPRIU. AFF

  • Carine
    19 Jun 2019 às 13:08

    Incompetente. Todos os servidores do Executivo são insatisfeitos com o governo atual. É muito terrorismo e pouco salário.

  • Joacas
    18 Jun 2019 às 18:13

    Senhor governador até quando vossa senhoria vai levar essas mentiras? por favo, tenha bom senso, o governo federal não reconheceu a calamidade decretada pelo senhor as obras que o senhor anuncia no meios de comunicação dia após dia vem de onde? a sociedade também não engole a situação de calamidade decretada pelo senhor. Pega as receitas da educação e inverte em educação lembra dos 35% previsto na constituição estadual que o senhor não aplica. Reveja a estória quanto aos 61% da despesa com pessoal, isso também está mal contado. bom trabalho governador.

  • Indignado.
    18 Jun 2019 às 15:25

    Esse empresário/politico irá passar os quatro anos do seu mandato nessa mentira de dizer que não tem condições financeiras,só espero que is servidores e seus familiares lembre se bem dele nas eleições 2022

  • Pedro
    18 Jun 2019 às 08:52

    O governador afirma que não quer deixar débitos para a próxima gestão. Já trabalha com a certeza de que não vai se reeleger. Essa sua postura de concessão zero não vai dar em outro resultado.

  • Classificado
    18 Jun 2019 às 07:45

    Faltam 9 dias, não desistam, sou o próximo da lista de espera, força pessoal.

  • Nascimento
    18 Jun 2019 às 07:39

    MESMO SENDO FUNCIONÁRIO PÚBLICO, SOU CONTRA A GREVE POR SALÁRIOS. QUEM NÃO ESTIVER CONTENTE PEDE EXONERAÇÃO!!!

  • gilberto
    18 Jun 2019 às 07:31

    Alguma esperança de melhora na Educação? Quando governantes dão de ombros tanto para a situação dos profissionais quanto às da estrutura básica ? Ou quando a sociedade fica contra os profissionais em suas justas reivindicações! Será que passa pela cabeça dessa gente que haja educação sem professor? Então professor desvalorizado é Educação sem rumo e futuro Acorda pai, acorda mãe! Seu filho merece mais respeito do Estado, e principalmente de vocês!

  • Dr.STF
    18 Jun 2019 às 06:46

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet