Olhar Direto

Sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Notícias / Política MT

PSB representa contra Medeiros por quebra de decoro durante discussão na Câmara dos Deputados

Da Redação - Fabiana Mendes

22 Jun 2019 - 16:28

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

PSB representa contra Medeiros por quebra de decoro durante discussão na Câmara dos Deputados
O Partido Socialista Brasileiro (PSB) requereu a abertura de um processo disciplinar contra o deputado federal José Medeiros (Pode), por suposta quebra de decoro. O pedido foi feito porque, em abril deste ano, o parlamentar partiu para cima de Aliel Machado, do PSB do Paraná, na Câmara Federal. Os dois quase trocaram socos, durante sessão plenária, após discussão por causa da Reforma da Previdência. (Veja o vídeo ao final da matéria). A convocação foi feita na última terça-feira (18). O processo disciplinar pode culminar na cassação do mandato do parlamentar mato-grossense. 

Leia mais:
Após discussão na Câmara, Medeiros representa contra Aliel Machado no Conselho de Ética

A confusão aconteceu no dia 24 de abril deste ano. No dia seguinte, Medeiros afirmou, por meio da assessoria, que não houve agressão, e quem disse o contrário queria “fazer proselitismo” e ganhar audiência, o que, a seu ver, foi uma “pilantragem”. Com isso, ele representou contra o colega no Conselho de Ética. Segundo o deputado, o paranaense ‘falseou informações’ com a intenção de causar revolta popular e denegrir o parlamento.
 
"As acusações feitas pelo deputado Aliel Machado constituem comportamentos incompatíveis com o decoro parlamentar, visto que ele omitiu intencionalmente a informação de que sua fala foi baseada em uma reportagem que citava "emendas parlamentares" e não compra e venda de voto com pagamento de propina, como o deputado afirmou (...) Tais fatos demonstram a gravidade e o desrespeito do deputado Aliel Machado para com seus pares e com as instituições democráticas brasileiras, tendo claramente abusado de sua imunidade parlamentar material, incidindo em quebra de decoro parlamentar", diz trechos da representação.
 
No entanto, de acordo com o documento da representação do PSB, o protocolo da representação de Medeiros não passa de uma contraditória 'cortina de fumaça' intentada para esconder sua própria conduta atentatória ao decoro.
 
Das razões pelas quais são feitas a representação, o documento cita a suposta prática contra decoro parlamentar previstos no Código de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados. “Dito isso, temos que não é dado a nenhum Deputado, no uso da palavra e sob as cobertas da imunidade parlamentar, agredir fisicamente nem proferir graves xingamentos a quem quer que seja, o que inclusive configura crime”, diz trecho do documento.

A confusão 

O desentendimento aconteceu após citação de uma matéria da Folha de São Paulo, sobre decisão do governo de Jair Bolsonaro (PSL) oferecer a parlamentares um aumento nas emendas em troca de votos pela reforma da Previdência.

“O Governo ofertou R$ 40 milhões para comprar votos. O Governo está ofertando cargos. O Governo está acertando os deputados. Esta conversa aconteceu na reunião na casa do presidente”, disse o parlamentar paranaense, ao ser interrompido por Medeiros que xingou o colega de vagabundo.

Em seguida, Medeiros parte para cima de Machado. Ele precisou ser segurado pelos outros deputados, incluindo Nelson Barbudo (PSL). O suplente Victório Galli (PSL) também estava na sessão. Assista: 

 

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Flavio
    23 Jun 2019 às 09:21

    É um político que vive se metendo em polêmicas, que não agregam nada à população. Deveria trabalhar mais, para justificar o alto salário que recebe.

  • geraldo
    23 Jun 2019 às 07:19

    votei nesse deputado e não vejo defender as viúvas e viuvos,pois o governo a quem ele admira e que eu também votei vai tirar sem dó 50% do valor das futuras pensões,afinal a pessoa paga para receber integral e depois vem um guedes e tirar esse valor das pensões e os políticos não defendem os idosos,se não votar a favor das aposentadorias integral das viúvas perdeu nossos votos.Alias nenhum politico de MT defende a aposentadoria dos idosos,estou cobrando do Medeiros pois votei nele e muitos idosos também,esta em tempo de defender essa bandeira

  • Gladston
    23 Jun 2019 às 06:09

    Que vergonha para MT, Medeiros! Não precisamos que um desequilibrado nos represente.

  • Iara
    23 Jun 2019 às 06:08

    Vcs da imprensa que cultua essa esquerda que levou o país a banca rota é que estão brigando com quem quer reverter a situação. Saibam que se chegarmos a uma Venezuela vcs tbm sentir na pele os desabores de um um país em extrema crise econômica e social.

  • valdiney mendes
    23 Jun 2019 às 00:43

    Medeiros não pode ficar impune das suas agressões verbais e desrespeito com todos que não faz parte de seu grupo.

  • Osvaldo
    22 Jun 2019 às 20:15

    um lixo eleito por canalhas e querem um país melhor kkkkk

  • MARIA AUXILIADORS
    22 Jun 2019 às 19:55

    Deputado federal cujo comportamento equivale a de uma lavadeira Mato Grosso não vai sentir falta. FORA chega de nos envergonhar.

  • Josiane Malinowski
    22 Jun 2019 às 19:33

    Não consigo entender como elegeram esse despreparado...

  • Benedito Seabra
    22 Jun 2019 às 19:33

    Medeiros é um péssimo deputado. Não apresenta projetos, fica apenas na verborragia. Convém lembrar sempre que, foi graças a Pedro Taques, que saiu no meio do mandato de senador, traindo seus eleitores, que votaram nele para exercer o cargo por oito anos, que Medeiros assumiu como suplente de senado e pode aparecer. Taques foi o pior governador de MT. Medeiros foi péssimo senador e pior ainda como deputado federal.

Sitevip Internet