Olhar Direto

Domingo, 15 de dezembro de 2019

Notícias / Cidades

Acusado de arrancar o coração da tia não se arrepende e diz que ela mereceu morrer; veja novo depoimento

Da Redação - Wesley Santiago

11 Jul 2019 - 08:30

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto/Reprodução

Acusado de arrancar o coração da tia não se arrepende e diz que ela mereceu morrer;  veja novo depoimento
Lumar Costa da Silva, 28 anos, responsável por matar e arrancar o coração da própria tia, Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, no dia 02 de julho deste ano, no bairro Vila Bela, em Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá), confessou o crime em nova entrevista para a imprensa e afirmou que a mulher “mereceu morrer”. Ele ainda contou que estava sob efeito de drogas no momento do crime e que tudo “foi acontecendo”. Em diversos momentos, ao relatar o assassinato brutal, ele sorriu ao lembrar do fato.

Leia mais:
Mulher teve coração arrancado pelo sobrinho enquanto estava viva; órgão foi colocado em sacola
 
“Matei ela mesmo, não me arrependo de ter matado, ela mereceu morrer. Estava me sacaneando, falando pelas minhas costas, me chamando de viado (sic) e drogado. Eu tinha tomado LSD no mesmo dia do crime. Fumo maconha também. Não tinha planejado, foi acontecendo. Quando eu achei que era hora de morrer, fui com esta intenção. A arma ficou lá na cozinha, onde eu peguei”, disse o acusado.
 
Com falas desconexas, o homem não soube relatar o porquê de ter levado o coração da tia para a filha dela. “Se você pedir, pode arrancar”. A todo momento em que relatava o crime, Lumar esboçava sorrisos e não se intimidava ao confessar o brutal assassinato. “Ouço o universo, ele fala comigo sempre. Me disse para matá-la, que ela tinha que morrer”.
 
“Eu queria vender roupa feminina aqui na cidade. Tem muita mulher e o pessoal com dinheiro. Minha tia achou que eu queria tomar a casa dela. Quando eu cheguei, ela fez a cara torta. Quando foi meio dia, ela estava do lado de fora e eu fingi que estava dormindo. Ouvi ela falando um monte de coisa, dizendo para outras pessoas como se eu quisesse roubar a residência”, explicou o homem.
 
Ainda sem demonstrar nenhum arrependimento, Lumar afirmou que o crime foi algo normal. “Eu fiz e não me arrependo. Ela mereceu morrer. Agora, os familiares têm um teto para morar, vão ficar bem. Cheguei com o coração da titia, coloquei na pia e falei: tá lá o coração da tia, eu arranquei”.


Fonte: JK Notícias
 
O caso
 
Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, foi morta e teve seu coração arrancado na noite da última terça-feira (02), no bairro Vila Bela, em Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá). O acusado de cometer o crime é seu próprio sobrinho, Lumar Costa da Silva, 28 anos. Além disto, o suspeito ainda tentou sequestrar uma menina de sete anos, mas acabou impedido por vizinhos.
 
Segundo as informações da Polícia Militar, o jovem foi até a casa de Patrícia Cosmos, filha de Maria e disse que havia matado a vítima, arrancado o seu coração e o colocado dentro de uma sacola plástica. A vítima teve o órgão arrancado enquanto ainda respirava.
 
Depois, o acusado ainda disse para a mulher que era apaixonado pela filha de Patrícia, de apenas sete anos e que iria levá-la com ele. Um vizinho percebeu a movimentação e impediu que a menina fosse sequestrada.
 
Momentos depois, o suspeito invadiu a subestação da Energisa, que fica próximo ao Corpo de Bombeiros e jogou o veículo contra os motores. Ele acabou preso pela Polícia Militar.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gladston
    11 Jul 2019 às 13:15

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • ariane
    11 Jul 2019 às 12:15

    prisao conserta uma pessoa assim?nao.Nem a conversa que precisa de tratamento psiquiatrico.Uma pessoa dessa é cruel por natureza,um perigo para sociedade...para impedir que esse ser faca mais mal a alguem so a M. mesmo

  • Nonato
    11 Jul 2019 às 11:25

    Chegando ao presideo...la a justiça serà feita..quem com ferro fere cum ferro serà firido

  • araponga
    11 Jul 2019 às 10:47

    Esse individuo é um perigo para sociedade, que nenhum juiz esse crápula tão cedo.

  • Ana
    11 Jul 2019 às 10:10

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet