Olhar Direto

Segunda-feira, 09 de dezembro de 2019

Notícias / Política MT

Deputados tentam limpar pauta para votar projeto de incentivos na próxima semana

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

11 Jul 2019 - 10:54

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Deputados tentam limpar pauta para votar projeto de incentivos na próxima semana
Os deputados estaduais planejam votar na próxima semana o projeto que convalida e altera regras para incentivos fiscais, encaminhado pelo Executivo. A expectativa é que um substitutivo integral seja apresentado de acordo com as necessidades do Estado. Antes disso, o parlamentares ainda precisam limpar a pauta de vetos.

Leia também
Assembleia apresenta a Mendes proposta para encerrar greve com reajuste parcelado


Em entrevista na manhã desta quarta-feira (10), o presidente Eduardo Botelho (DEM) explicou a importância da limpeza da pauta antes da votação dos incentivos fiscais.

“Temos ainda alguns vetos travando a pauta e estamos dando prioridade para isso. Fizemos na sessão de ontem a votação de vários vetos, houve pedido de vista e demos prazo de 24 horas para desenvolver e colocarmos a votação. Espero, a partir de amanhã, concluir essa votação para que na semana que vem a pauta esteja livre para começarmos a votar o projeto dos incentivos fiscais”, esclareceu o deputado.

O parlamentar também assegurou já que houve muitos avanços nas comissões criadas para debater cada um dos setores de energia, indústria, comércio e agropecuária. O consenso deverá resultar na elaboração de um substitutivo integral da proposta.

“A comissão especial que avalia o setor da indústria está praticamente fechada com o governo sobre as alternativas que vamos encaminhar. Existe setor que ainda está distante de acordo, como a do comércio, mas a do agro já está bem encaminhada, da energia também. Então, acredito que nesta semana essas comissões devam fechar isso”, disse.

“Minha esperança é que na próxima semana venham com o projeto que seja o entendimento dos deputados dessas comissões, dos setores e do governo”, afirmou Botelho, ao acrescentar que a votação antes do recesso ficaria muito mais fácil. Contudo, garantiu que caso não haja consenso, a votação será estendida até o fim desse mês”, finalizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet