Olhar Direto

Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Notícias / Cidades

Delegada finaliza inquérito e diz que presos receberam informações privilegiadas

Da Redação - Fabiana Mendes

11 Jul 2019 - 17:48

Foto: Reprodução

Delegada finaliza inquérito e diz que presos receberam informações privilegiadas
O trio preso acusado de matar a servidora pública Sandra Regina de Siqueira Travaina, 48 anos, no dia 2 de julho, em Várzea Grande, teria recebido informações privilegiadas de alguém que conhecia toda rotina da vítima baleada no interior de um carro, quando entrava na garagem de sua residência localizada no bairro Nova Várzea Grande.

Leia mais:
Suspeito de matar servidora se entrega por medo de sofrer atentado
 
“As investigações estão bem adiantadas, inclusive tenho o prazo de até amanhã {sexta} para concluir o inquérito policial. Mas o que eu posso dizer é que realmente eles receberam informações privilegiadas a cerca da rotina da vítima”, afirmou ao Olhar Direto, a delegada da Delegacia de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf), Elaine Fernandes da Silva.
 
Foram presos: Maikon Douglas Alves dos Santos, conhecido como “Sujeirinha”, Jordão Rodrigues Neto e André Luiz Gomes, 20 anos. Eles serão indiciados por latrocínio consumado e associação criminosa.
 
Segundo a Polícia Civil, durante interrogatório André afirmou que Maikon Douglas planejou e coordenou o assalto. Segundo o preso, o grupo tinha informações de que na casa da servidora tinha dinheiro e joias. Ele afirmou que a intenção era apenas roubar e somente atirou porque ela buzinou alertando o marido que estava dentro do imóvel.
 
A Polícia Civil também apurou que o grupo sabia da rotina da família e ficou aguardando a oportunidade de enquadrar as vítimas, dentro de uma casa desocupada, que fica em frente à residência da vítima. Primeiro, eles iam abordar o marido da vítima, mas havia um motociclista na rua e não quiseram despertar atenção. Então decidiram aguardar a mulher, que naquele dia demorou muito chegar a casa.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet