Olhar Direto

Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Notícias / Cidades

Instrutor envolvido em morte de amiga tentou se esconder em hotel; quinto suspeito perto de ser preso

Da Redação - Wesley Santiago/Da Reportagem Local - Fabiana Mendes

12 Jul 2019 - 17:55

Foto: Fabiana Mendes/Olhar Direto

Instrutor envolvido em morte de amiga tentou se esconder em hotel; quinto suspeito perto de ser preso
O instrutor de auto escola William Neto Leite, quarto suspeito de participação na morte da servidora municipal Sandra Regina de Siqueira Travaina, de 48 anos, ocorrido em julho deste ano, se desesperou pouco antes de ser preso pela Delegacia de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf/VG). O homem passou a dormir em um hotel, para tentar despistar os policiais. Segundo a delegada Elaine Fernandes da Silva, um quinto suspeito também está perto de ser pego pelas forças de segurança.

Leia mais:
Delegada afirma que instrutor que planejou latrocínio da melhor amiga da mãe é frio e calculista
 
“Segundo a própria esposa, o William ficou desesperado, estranho dentro de casa, após a prisão dos envolvidos ser noticiada na imprensa. Passou a dormir em um hotel, mas não adiantou. Até para a segurança dele, ele mesmo falou isto, que para ele era melhor estar preso”, disse a delegada.
 
A delegada explicou que a polícia já identificou o quinto suspeito e que ele deve ser preso nas próximas horas. “Sua prisão preventiva já foi decretada e será pego o mais rápido possível”, pontuou a delegada.
 
O inquérito será concluído nesta sexta-feira (12) e encaminhado para o Ministério Público Estadual (MPE).
 
Frio e calculista
 
A delegada Elaine Fernandes da Silva, da Delegacia de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf/VG), disse – nesta sexta-feira (12) – que William Neto Leite, quarto suspeito de participação na morte da servidora municipal Sandra Regina de Siqueira Travaina, de 48 anos, ocorrido em julho deste ano, é frio e calculista. Ele era considerado como um ‘sobrinho de consideração’ da mulher, que era a melhor amiga de sua mãe. Foi ele o responsável por apontar a casa da vítima aos criminosos.
 
“Ele era considerado da família da vítima, a mãe é uma das melhores amigas da Sandra. Era de dentro de casa, participava de confraternizações, faziam viagens juntos. O William possuía conhecimento de toda a rotina da casa da mulher. Ficou fácil para ele repassar as informações aos comparsas”, disse a delegada.
 
No dia do crime, o acusado passou várias vezes com o próprio veículo e os comparsas em frente a casa da vítima. Segundo a delegada, de forma fria, o homem confessou o crime e disse ter sido o responsável por apontar a casa da servidora, após ser questionado por um dos bandidos sobre um local com valores para o roubo.
 
Prisão
 
William Neto Leite, quarto suspeito de participação na morte da servidora municipal de Várzea Grande Sandra Regina de Siqueira Travaina, de 48 anos, ocorrida na madrugada do dia 2 de julho, foi preso na manhã desta sexta-feira (12) perto de onde a vítima foi executada, após tentativa de roubo à casa dela.
 
William Neto Leite é conhecido da família, filho de uma amiga da vítima. Ele passou informações privilegiadas da rotina e dos bens que a vítima teria dentro da residência aos comparsas executores.
 
Os três executores do latrocínio: André Luiz Gomes, 20 anos, conhecido por “neguinho”, Jordão Rodrigues Neto, e Maikon Douglas Alves dos Santos (Sujeirinha), já estão presos. André Luiz foi preso em Cáceres no dia 7 de julho. Jordão Rodrigues se apresentou na Delegacia no dia 9, e Maikon Douglas dos Santos se entregou no dia seguinte, 10 de julho, alegando estar mais seguro preso.
 
Assustada com a ação criminosa, Sandra foi morta depois de buzinar o veículo em frente de sua residência.  

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rocha
    14 Jul 2019 às 15:06

    Ele nunca nunca viajou com a família. Ele foi umas duas vezes só na casa da família nos anos 2016 qd ela foi candidata. E ele não é sobrinho da vítima.

  • José
    13 Jul 2019 às 14:24

    Gente fina.

  • trabalhador
    13 Jul 2019 às 13:58

    esta delegada e porreta parabens deu a resposta rapida e fica a dica cuidado com quem coloca em casa e conta tudo hoje a coisa ta feia .

  • ZN SINISTRO
    12 Jul 2019 às 20:03

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet