Olhar Direto

Domingo, 15 de dezembro de 2019

Notícias / Política MT

Janaina critica colegas que usam greve para obstruir votação de projeto dos incentivos

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

18 Jul 2019 - 10:01

Foto: Maurício Barbant/AL

Janaina critica colegas que usam greve para obstruir votação  de projeto dos incentivos
A vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputada Janaina Riva (MDB), criticou os colegas que têm usado a greve dos professores como motivo para obstruir a votação do projeto de revisão dos incentivos fiscais encaminhado pelo Governo. Para a parlamentar, o Estado será o maior prejudicado se os dois assuntos se misturarem.

Leia também:
Servidores ocupam galerias da ALMT aos gritos de “a greve continua” e Ludio pede que sessão seja suspensa


"Temos que tomar muito cuidado, aqueles que usam o movimento como obstrução de pauta, porque não quer votar aumento de impostos para quem não paga imposto. Isso tem que ser tratado de forma diferente. Não dá para ficar protegendo quem tem 100% de isenção de imposto, usando a greve da educação”, disse a deputada, durante sessão matutina desta quarta-feira (17).

A obstrução motivada pela greve dos professores foi cogitada pelo grupo de deputados liderado pelo segundo-secretário da Assembleia Legislativa, Valdir Barranco (PT), que conta com Ludio Cabral (PT), João Batista (Pros), Elizeu nascimento (DC) e ganhou simpatia até do deputado Silvio Favero (PSL).

Na última quarta-feira (17), o Projeto de Lei Complementar 53/2019, que trata dos incentivos fiscais e da minirreforma tributária, chegou a ser colocado em pauta e deveria ter sido votado, no entanto, um pedido de vistas coletivo, feito inclusive por Janaina, suspendeu a votação pelas próximas 24 horas.

Um dos principais aliados dos grevistas, Lúdio Cabral chegou a sugerir que a sessão fosse suspensa e que um grupo de representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep) e de parlamentares partisse para o Palácio Paiaguás até que fossem atendidos pelo governador.

Paralisados desde o dia 27 de maio, os servidores da Educação elaboraram junto da Assembleia Legislativa uma proposta, na semana passada, de parcelamento da recomposição salarial prevista na Lei 510, principal reivindicação do movimento grevista. A proposta, no entanto, foi recusada pelo governador Mauro Mendes.
 

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Haroldo Nunes
    18 Jul 2019 às 16:20

    Coisa do PT o que tem greve com incetivo fiscal.

  • CÉLIA
    18 Jul 2019 às 14:24

    O TEMPO VAI SER O SENHOR DA RAZÃO NOBRE DEPUTADA , CONSEGUIU SE ELEGER MAIS COM MENOS VOTOS DA PRIMEIRA VOTAÇÃO ...AGORA QUE SUA MÁSCARA CAIU VAI TER NOSSAS RESPOSTAS NAS URNAS .. SEMPRE DIZ QUE SEU CPF É DIFERENTE DO SEU PAI, MESMO QUE FOI CRIADA COM DINHEIRO DELE DESVIADO DA ASSEMBLEIA , POREM JÁ QUE GOSTA DE DIZER ISSO , DIFERENTE DELE TENHA VERGONHA NESSA SUA CARA E NÃO PEÇA NO FUTURO VOTO A UM SERVIDOR PUBLICO E SUA FAMILIA , SE TIVER VOTO DA NOSSA CATEGORIA , PODE TER CERTEZA QUE SERÁ DE SERVIDOR PUBLICO QUE NÃO TEM VERGONHA NA CARA E CONSEGUE SER MAIS MAL CARÁCTER QUE AQUELE POLITICO QUE PEDE O VOTO ....FILHOTINHA DE RIVA , CORRUPTO.

  • JK
    18 Jul 2019 às 12:10

    Quem te viu, quem te ver, Janaína traidora. Agora está do lado do governo, lambendo botas, contrária aos servidores.

  • Roberto
    18 Jul 2019 às 12:07

    Muda de lado conforme interesse, nas eleições nos lembraremos.

  • Indignado.
    18 Jul 2019 às 10:56

    Essa vira casaca hoje defende o governador ao invés de apoiar quem a elegeu está indo para um lado pior do que o seu pai José Riva

  • Zeca
    18 Jul 2019 às 10:44

    É para isso que esses deputados servem, obstruir, atrapalhar, arruinar, atrasar o estado enquanto a população trabalha, produz e paga atos impostos para manter seus gordos e altíssimos salários. Falou certinho a Janaína.

Sitevip Internet