Olhar Direto

Domingo, 15 de dezembro de 2019

Notícias / Política MT

“Vou rebater ponto a ponto cada mentira”, diz Paulo Taques sobre depoimentos de militares

Da Redação - Érika Oliveira

18 Jul 2019 - 08:05

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

“Vou rebater ponto a ponto cada mentira”, diz Paulo Taques sobre depoimentos de militares
O ex-secretário chefe da Casa Civil de Mato Grosso, Paulo Taques, falou com exclusividade ao Olhar Direto sobre interrogatório dos militares envolvidos no esquema de escutas clandestinas praticadas no Estado. Acusado de repassar verba para financiamento dos grampos ilegais, o advogado garantiu que irá rebater “ponto a ponto cada mentira” e apontou, ainda, contradições nos depoimentos, realizados entre 16 e 17 de julho.

Leia mais:
Taques pede para ser ouvido no processo dos grampos: não têm provas contra mim, não fiz nada de errado

“Vou rebater ponto a ponto as mentiras que disseram. Há mais de dois anos estou aguardando para ser ouvido. E o momento está chegando. Foram três interrogatórios, e ao interrogado é dado o direito de falar o que quiser, inclusive mentir ele pode. A lei lhe dá esse direito. Falaram inúmeras versões. Mas e a prova? Não apresentaram uma sequer”, questionou Paulo Taques. 

O advogado lembrou, ainda, que na época em que o assunto surgiu sofreu três ordens de busca e apreensão em sua casa e escritório, ocasião em que seu celular e de sua esposa, computadores e até um tablet de seu filho de 8 anos foram levados e até hoje não foram devolvidos.

“Quero e vou falar. Mas o farei primeiro às autoridades que conduzem o inquérito que tramita na sétima vara criminal”, pontuou.

Na terça (16), foram reinterrogados o ex-comandante da Polícia Militar de Mato Grosso, Zaqueu Barbosa, e o coronel Evandro Lesco. Os dois confessaram crimes na chamada ‘Grampolândia Pantaneira’, com o envolvimento de membros do Ministério Público e políticos, entre eles Pedro Taques e Paulo Taques.

Os depoimentos seguiram nesta quarta-feira (17) e, nesta tarde, o juiz da Décima Primeira Vara Criminal Especializada em Justiça Militar de Cuiabá, Marcos Faleiros, ouviu o cabo da Polícia Militar Gerson Corrêa Júnior.

O cabo relatou um suposto encontro com o Paulo Taques, que teria acontecido em um restaurante em Chapada de Guimarães. Na ocasião, segundo Gerson, o secretário questionou sobre a possibilidade de inserir números na modalidade barriga de aluguel.

"Paulo Taques queria saber como seria feito, se tinha segurança, com qual decisão seriam feitas as interceptações". De acordo com o militar, o advogado e o ex-governador seriam mandantes do esquema.

No processo, corrente na Justiça Militar, são réus, além de Zaqueu, Lesco e Gerson, o coronel Ronelson Jorge de Barros e o tenente-coronel Januário Antônio Batista. Paulo Taques e Pedro Taques foram apenas citados pelos militares e ainda não há previsão de serem ouvidos em juízo.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marcos Paulo
    19 Jul 2019 às 07:14

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Marlon
    18 Jul 2019 às 21:53

    Espero que de fato conte toda a verdade. E para os Policiais Militares fica o exemplo de que nao se deve ceder a pedidos inescrupulosos de superiores. Entrega o cargo de confiança que estiver ocupando, mas nao se deve se sujeitar a esses tipos de coisas.

  • CIDADÃO ATENTO
    18 Jul 2019 às 17:34

    Chegou ao poder a reboque do primo e tal como este se lambuzou, refestelou-se como se não houvesse o amanhã. Pareciam abelhas no melado. Mas, as consequências vêm sempre depois (Conselheiro Acácio).

  • rocha
    18 Jul 2019 às 14:13

    Esse é o maior responsável por ter jogado o pedrinho na lama ...depois o próprio pedro

  • Luiz Barbosa
    18 Jul 2019 às 12:56

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Sitevip Internet