Olhar Direto

Domingo, 20 de setembro de 2020

Notícias / Cidades

Santa Casa começa a receber pacientes na segunda e não será ‘porta aberta’; fotos e vídeo

Da Redação - Wesley Santiago/Da Reportagem Local - Érika Oliveira

22 Jul 2019 - 11:10

Foto: Érika Oliveira/Olhar Direto

Santa Casa começa a receber pacientes na segunda e não será ‘porta aberta’;  fotos e vídeo
A Santa Casa de Cuiabá, que agora se tornou hospital estadual, começará a receber pacientes a partir da próxima segunda-feira (29). A informação foi confirmada pelo secretário de Saúde de MT, Gilberto Figueiredo, durante uma visita da imprensa no local na manhã de hoje (22). A unidade não trabalhará com o sistema ‘porta aberta’, como acontece com o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC). No total, 120 ex-funcionários foram contratados para atuar na gestão do Executivo.

Leia mais:
Governo rejeita aporte de R$ 3,5 mi da Prefeitura para pagamento de salários da Santa Casa
 
Segundo a secretária adjunta de Gestão Hospitalar, Deisi Bocalon, a nova Santa Casa começará a receber os pacientes a partir das 07 horas da próxima segunda-feira. “O complexo regulador deve encaminhar os pacientes para cá. Os tratamentos de oncologia e nefrologia também voltarão a ser feitos aqui”.
 
No total, o governo do Estado contratou mais de 300 funcionários para trabalhar na Santa Casa, que foi requisitada administrativamente pelo Executivo. Deste montante, 120 servidores eram ex-funcionários da unidade.
 
O custo mensal do hospital deve chegar a R$ 15 milhões. O governo terá ajuda do Ministério da Saúde, que ficou de repassar verba para ajudar a manter a Santa Casa.

 

“A nossa equipe de regulação já está planejando as primeiras cirurgias eletivas para segunda-feira. Vamos ter pronto-atendimento de pediatria funcionando, assim como UTIs. Mas é bom lembrar que a Santa Casa não é um hospital de porta aberta, que as pessoas podem vir para cá quando se sentirem mal. Aqui, recebemos pacientes que são encaminhados”, disse o secretário Gilberto Figueiredo.
 
Após a cerimônia de abertura da Santa Casa, que acontece na próxima terça-feira (23), com a presença do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o hospital passará por um processo de esterilização, devido a quantidade de pessoas que estarão transitando pelo local.
 
Reabertura
 
Fechada desde março, a Santa Casa de Misercórida de Cuiabá vai voltar a atender pacientes na segunda-feira (29).
 
O hospital, de acordo com a secretaria de Saúde do Estado, iniciará suas atividades com atendimentos cirúrgicos, oncológicos e nefrológicos. A equipe de regulação do Estado já iniciou o processo de planejamento para realização das primeiras cirurgias. Além disso, as UTIs já estarão com 100% da sua capacidade em operação.
 
Ainda conforme a SES, o hospital contará com 10 leitos de UTI pediátrica, 10 leitos de UTI adulto, 10 leitos de UTI neonatal, 33 leitos de pediatria clínica, 27 leitos de pediatria cirúrgica e 22 leitos exclusivos para o Pronto-Atendimento Infantil. Apenas o setor pediátrico engloba 101 leitos da unidade – isto é, a pediatria abrange mais de 40% da totalidade de leitos do Hospital Estadual Santa Casa.
 
A Santa Casa contará com 242 leitos, 10 salas de Centro Cirúrgico e 30 vagas de UTI.
 
Para a reabertura do hospital, se fez necessária a execução de uma série de readequações prediais. Estimados em aproximadamente R$ 1,5 milhão, os procedimentos de manutenção da estrutura dão nova roupagem aos setores da UTI, da ala pediátrica, da cozinha e do refeitório da unidade hospitalar.
 
O caso
 
No dia 11 de março, a unidade foi fechada pela equipe que administrava o local, em decorrência de uma crise financeira que inviabilizou o funcionamento do hospital. O montante estimado da dívida é superior a R$ 100 milhões.
 
Na busca por uma solução para o caso, o Governo decretou a requisição administrativa do hospital no dia 2 de maio, por se tratar de um estabelecimento privado.
 
Em razão da requisição, o Estado assumiu todo o controle do estabelecimento e de seus equipamentos de forma emergencial e temporária, com o objetivo de assegurar o atendimento de média e alta complexidade aos usuários do Sistema Único de Saúde.
 
Como o uso do bem, o Estado vai indenizar os proprietários da unidade, conforme previsão da Constituição Federal. O recurso referente a essa indenização será inicialmente depositado em uma conta judicial na Justiça do Trabalho, para quitar as dívidas trabalhistas que têm preferência sobre os demais credores da Santa Casa.
 
Atualmente, a equipe da Secretaria de Estado de Saúde trabalha para restabelecer o pleno funcionamento da Santa Casa no menor espaço de tempo possível, inclusive, com a contratação de funcionários, médicos e prestadores de serviço.
 
Ajuda da União
 
O governador Mauro Mendes (DEM) recebeu, em Brasília (DF), a confirmação do ministro da Saúde, Luiz Mandetta, que será repassado para o Hospital Estadual Santa Casa, antiga Santa Casa de Cuiabá, o valor de R$ 10 milhões, a título de contribuição para o custeio da unidade.
 
O valor será destinado para o custeio do Teto Mac, que é referente aos procedimentos de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar. “O valor vai ajudar e muito no processo de reabertura da unidade, que deverá acontecer até o final do mês de junho”, explicou o governador.
 
O ministro ressaltou que deve visitar novamente Mato Grosso quando a unidade hospitalar estiver funcionando. “No dia que reabrirem a unidade eu faço questão de estar aí, porque eu adoro Cuiabá”, disse, acrescentando que a visita será para “principalmente, ver os usuários do SUS, sendo recebidos na Santa Casa que é um patrimônio da minha geração e de todos aqueles que lutaram uma vida inteira pela Santa Casa de Cuiabá, vamos reabrir esse hospital”.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet