Olhar Direto

Quarta-feira, 08 de julho de 2020

Notícias / Cidades

Santa Casa deverá realizar 180 cirurgias por mês e contará com diversas especialidades; veja quais

Da Redação - Wesley Santiago

23 Jul 2019 - 08:00

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Santa Casa deverá realizar 180 cirurgias por mês e contará com diversas especialidades;  veja quais
Hospital Estadual Santa Casa (antiga Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá), que será inaugurado nesta terça-feira (23), com a presença do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deve chegar a realizar 180 cirurgias por mês após a sua reabertura. Além disto, a unidade – que recebeu reformas emergenciais – contará com diversas especialidades que serão ofertadas aos mato-grossenses.

Leia mais:
Santa Casa não respeitava normas de vigilância sanitária, segundo governo
 
A partir da próxima segunda-feira (29), quando o hospital começará a receber os primeiros pacientes e cirurgias, estarão disponíveis atendimentos nas áreas de Oncologia (tratamento de câncer), Nefrologia (hemodiálise), UTI Adulto, Pediátrica e Neonatal, Pronto Atendimento Infantil, cirurgias pediátricas e cirurgia geral (para intercorrências das UTIs).
 
Ofertará também Serviços de Apoio e Diagnóstico Terapêutico (SADT) como Tomografia, Raio-X, Ultrassonografia, Densitomestria Óssea, Cateterismo, Ressonância para crianças, hemoterapia, exames laboratoriais clínico e de anátomo-patológico (usado para o diagnóstico preciso de doenças).
 
Um mês após a reabertura, a Santa Casa também terá atendimento nas áreas de Cardiologia, Vascular, Ortopedia Pediátrica, Neurocirurgia Pediátrica e cirurgias gerais de média complexidade.
 
A equipe de regulação do Estado já iniciou o processo de planejamento para realização das primeiras cirurgias. Além disso, as UTIs já estarão com 100% da sua capacidade em operação.
 
A estimativa, de acordo com o secretário Gilberto Figueiredo, é que além das cirurgias já previstas de alta complexidade, serão realizadas em torno de 180 cirurgias por mês, de média e baixa complexidade.
 
Para realizar os trabalhos de readequação na estrutura, como pintura, troca de piso, manutenção do telhado, manutenção elétrica e hidráulica, o Governo já investiu, aproximadamente R$ 2 milhões. Foram repaginadas as alas das UTIs, da pediatria, da cozinha, da recepção e da administração.
 
O hospital contará com 242 leitos, sendo 30 de UTI (11 de Adulto, 10 de Pediátrica e 09 de UTI Neonatal), 22 leitos de Pronto Atendimento infantil, 61 leitos de pediatria (clínica e cirúrgica) e 129 leitos de internação adulta (clínica e cirúrgica).
 
O centro cirúrgico possui parque tecnológico moderno com 10 salas de cirurgias e 10 leitos de recuperação pós-anestésica (RPA).
 
Após a inauguração, será necessário ainda um prazo de ao menos dois dias para cumprir os procedimentos de desinfecção e, assim, o hospital voltar a atender a população. A previsão é que a unidade esteja em pleno funcionamento a partir da próxima semana.
 
Já foram contratados 255 funcionários das áreas de enfermagem, administrativa, fisioterapia, nutrição clínica, maqueiros, psicologia e assistente social. Desse total, 101 eram funcionários da antiga Santa Casa.
 
“O hospital está em fase final de readequação da estrutura, com todos os funcionários e equipe técnica contratada para iniciar as atividades”, relatou o secretário Gilberto Figueiredo.
 
Requisição administrativa
 
Após uma grave crise financeira, o hospital filantrópico mantido pela Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá – mais antiga unidade de saúde da apital – fechou as portas no dia 11 março deste ano, ocasião em que deixou de prestar atendimentos de saúde à população mato-grossense.
 
Diante da situação, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), decretou, no dia 2 de maio, a requisição administrativa dos bens e serviços da Santa Casa de Misericórdia, assumindo o controle da unidade com objetivo de assegurar os atendimentos de média e alta complexidade aos cidadãos que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS).
 
Os valores que o Estado passou a pagar para poder utilizar a estrutura e os equipamentos da unidade estão sendo destinados, de forma preferencial, para o pagamento dos salários atrasados dos funcionários.
 
Durante o processo de estudo e avaliação do prédio, a equipe da SES-MT constatou que algumas readequações precisavam ser feitas para atender às normas estabelecidas pela Vigilância Sanitária.
 
A última reforma realizada na unidade aconteceu em 2017. Diversas intervenções foram necessárias: troca de piso, pintura, manutenção do telhado e da rede elétrica e revitalização das alas da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), da cozinha, do refeitório, da recepção e do setor administrativo.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Bugre
    23 Jul 2019 às 09:21

    180 cirurgias em 30 dias?! 6 cirurgias de segunda a segunda?! Conta outra! Tá parecendo aquele prefeito que disse que ia explicar a cena do paletó e até hoje nada.

  • Eni
    23 Jul 2019 às 09:21

    Tem que ser muito corajoso pra trabalhar nesse lugar. Calote na certa.

Sitevip Internet