Olhar Direto

Quinta-feira, 06 de agosto de 2020

Notícias / Cidades

Ameaça de massacre na UFMT deixa alunos apavorados em Cuiabá; veja

Da Redação - Wesley Santiago

27 Jul 2019 - 08:45

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto/Reprodução

Ameaça de massacre na UFMT deixa alunos apavorados em Cuiabá;  veja
Uma suposta ameaça de massacre na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) deixou os alunos e funcionários apavorados na última sexta-feira (26), em Cuiabá. Postagens feitas no WhatsApp, por dois universitários, ligaram o alerta na instituição. Em uma foto, um dos suspeitos aparece com a cabeça coberta por um capuz, dizendo que cometeria o crime.

Leia mais:
Após massacres, MP instaura inquérito para combater violência nas escolas
 
Uma das imagens divulgadas em um dos grupos mostra um dos suspeitos utilizando uma balaclava para esconder o rosto. Na legenda, ele fez a ameaça: “Partiu, massacre hoje galera”. Ele também usa uma camiseta que estampa uma imagem de um jogo de tiros.
 
Em uma das mensagens, obtidas pelo Olhar Direto, um dos suspeitos afirma no grupo que “eu fiz algo com meu finado irmão mais velho que não gostaria de ter que fazer de novo para alcançar o respeito seu ou da turma toda. (...) As aparências enganam muito. Fica a dica, se respeitem, me respeitam e tudo acaba bem”.
 
Depois, o aluno ainda continua. “Aproveitem a noite como se fosse a infância, pois as duas acabam rápido, mesmo que algumas pessoas não percebam”. Em outra mensagem, o suspeito diz que mataria todos que o rejeitaram primeiro, em um possível massacre.
 
“É ruim ter mil e um sentimentos para administrar. As vezes eu só quero um. Por isso ainda não fiz, mas a vontade é grande”, disse o suspeito em outra mensagem. O rapaz seria estudante de Física da Universidade Federal de Mato Grosso.
 
Uma universitária, que preferiu não se identificar, disse ao Olhar Direto que estas ameaças não são de hoje. “Nossa querida reitora mandou eles para o psicologia e nos teremos ainda que ter aula com dois psicopatas”.
 
A UFMT emitiu nota, onde explicou que  a instituição e a direção do curso estão acompanhando os alunos e que medidas necessárias serão tomadas.
 
Confira abaixo a nota na íntegra
 
“A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) informa que a Pró-reitoria de Assistência Estudantil (Prae), juntamente com a direção do Instituto de Física e a coordenaçao de curso está realizando o acompanhamento dos estudantes, para adotar as medidas necessárias visando o bem-estar dos mesmos e da comunidade acadêmica”.

Os prints das mensagens podem ser vistos abaixo, na galeria.

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Fábio
    29 Jul 2019 às 07:53

    Os universitários não gostam de polícia... Será que conseguem se defender sozinhos??

  • joao
    28 Jul 2019 às 19:08

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Pericles CPA 2
    28 Jul 2019 às 18:33

    Como Olhar Direto permitiu o comentário preconceituoso de Marcos Justusa?

  • O Levita
    28 Jul 2019 às 09:37

    Parabéns Marcos Justus. Vc acabou de realizar a conduta tipificada no art 286 do Código Penal Brasileiro.

  • Zé Ruela
    27 Jul 2019 às 22:29

    Dois Zé Ruelas buscando sair do anonimato da pior forma possível, causando pavor. Deve que nem namoram nem nada. Dai a internalização dos instintos sexuais dá nisso ai também

  • Marcos Justos
    27 Jul 2019 às 20:59

    Será que ele poderia massacrar só os Canhotos!!! Acertar só reitor, professor petista, maconheiros, anarquistas.

  • Aderbal Siqueira
    27 Jul 2019 às 14:54

    Cadê a Polícia Federal? Ameaça de terrorismo doméstico é de responsabilidade da PF! Inquérito e prisão preventiva já.

  • Geiselene Arruda
    27 Jul 2019 às 14:44

    tem que ser expulsos da instituição e receber carta de nao recomendação para nenhuma outra instituiçao de ensino, seja publica ou particular. Assim terão que caçar o que fazer pra aprender virar gente. Obrigada

  • Luiz Henrique
    27 Jul 2019 às 11:12

    Esses jovens de hoje são medrosos. Só tem coragem atrás de um teclado de Internet.

  • Lucas Oliveira
    27 Jul 2019 às 11:11

    Geração medrosa de hoje em dia. Os pais mimaram tanto que tem medo de qualquer coisa e se escondem.

Sitevip Internet