Olhar Direto

Sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Notícias / Política MT

Senado prepara nova PEC para incluir estados e municípios na Reforma da Previdência

Da Redação - Érika Oliveira

13 Ago 2019 - 08:00

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Senado prepara nova PEC para incluir estados e municípios na Reforma da Previdência
O senador Wellington Fagundes (PR) explicou que as alterações que deverão ser promovidas pelo Senado na Reforma da Previdência serão incluídas em uma proposta de emenda à Constituição (PEC) paralela à matéria já aprovada pela Câmara dos Deputados. A inclusão de estados e municípios será tratada neste novo texto.

Leia mais:
Mauro diz que antes de fazer reforma tributária, governo Bolsonaro precisa pagar FEX atrasado

“O que já está definido é que o Senado irá trabalhar duas reformas: a tributária, que eu julgo ser a mais importante, acho inclusive que o Governo deveria ter começado por ela; e a previdência, que já foi aprovada na Câmara. O entendimento é de que aquilo que foi votado lá, o Senado não mexe, para não ter que voltar o texto e até para não atrapalhar a tributária. Algumas coisas pontuais, como a inclusão de estados e municípios, serão feitas numa PEC paralela de iniciativa do Senado”, esclareceu o parlamentar.

A edição de uma PEC paralela foi idealizada durante o Fórum de Governadores, realizado em Brasília, na semana passada. Mauro Mendes (DEM), que participou do encontro, segue firme na defesa da extensão das novas regras previdenciárias, que serão adotadas pelo Governo Federal, a todos os entes federativos.

A proposta original, de autoria do Governo, previa a inclusão de servidores estaduais e municipais na reforma. O ponto foi retirado da PEC para evitar desgaste político entre os deputados e facilitar a aprovação do texto na Câmara.

A PEC que trata da reforma na Previdência chega ao Senado esta semana, quando começará a ser discutida na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. O texto ficará sob a relatoria de Tasso Jereissati (PSDB-CE).

A expetativa é de que Tasso apresente o relatório no dia 28 de agosto. Depois de apreciada na CCJ a matéria precisa passar por dois turnos de votação no plenário da Casa onde para ser aprovada precisa de 49 dos 81 votos de senadores em cada turno.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Moacir
    13 Ago 2019 às 15:55

    São todos iguais. Essa corja. Pobre defendendo a reforma da previdência e tributária. Só no Brasil de ignorantes mesmo. Sempre sobra para o pobre.

  • DESEMPREGADO
    13 Ago 2019 às 13:40

    COMO DÉFICIT DE 90 MILHÕES T , QUEM PAGA ESSA CONTA É O POVO E COM JUROS ALTOS , ENTÃO TEM QUE TER CONTROLE DE GASTOS SIM

  • Willian
    13 Ago 2019 às 11:56

    Eu queria saber como ficará determinadas categorias. Por exemplo, uma coisa é um professor de nível federal aposentar com 65 anos. Na esfera federal, são alunos que querem aprender, já tem maturidade e sabem respeitar. As universidades ou institutos federais não têm salas superlotadas. Agora como, no Estado, um professor, com salas superlotadas, alunos sem um pingo de respeito, vai conseguir trabalhar com 65 anos. Isso é impossível.

  • Contribuinte
    13 Ago 2019 às 11:56

    Desempregado, com esse nível de informação vc não vai conseguir arrumar emprego. Precisa buscar o conhecimento.

  • ELEITOR
    13 Ago 2019 às 11:54

    SENHOR WELLINGTON FAGUNDES SE O SENHOR TRABALHAR PELA INCLUSÃO DOS ESTADOS E MUNICIPIOS O SENHOR PODE ESQUECER A SUA ELEIÇÃO AO GOVERNO DO ESTADO EM 2022, CADA ESTADO QUE FAÇA A SUA REFORMA PORQUE CADA UM TEM SUA REALIDADE E NÃO ESTA IMPOSIÇÃO DE UMA REFORMA AO GOSTO DO BANQUEIRO PAULO GUEDES.

  • DESEMPREGADO
    13 Ago 2019 às 08:53

    O MAIS IMPORTANTE É EQUILIBRAR AS CONTAS DOS ESTADOS ESSA JÁ DEVERIA TER SIDO FEITA POIS O ESTDO GASTA 80% DA RECEITA COM PESSOAL ESTÁ TUDO ERRADO

Sitevip Internet