Olhar Direto

Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Notícias / Cidades

Operação na PCE retira freezer, ventiladores e até microondas; celas não terão mais energia

Da Redação - Wesley Santiago

18 Ago 2019 - 07:55

Foto: Sindspen/MT

Operação na PCE retira freezer, ventiladores e até microondas; celas não terão mais energia
A operação de reforma e limpeza que está sendo feita na Penitenciária Central do Estado (PCE) já retirou ventiladores, microondas e até freezers de dentro das celas em que estavam os reeducandos. A informação foi divulgada pelo secretário de Segurança Pública (Sesp), Alexandre Bustamante, na última quinta-feira (15). O episódio gerou o temor de que um novo ‘salve geral’ [série de atentados contra o Estado] pudesse ocorrer em Cuiabá, a exemplo de 2016.

Leia mais:
Fake news sobre ataque em Várzea Grande mobiliza 20 viaturas e colégios suspendem aula
 
“É uma operação necessária. Precisamos dar a limpeza, faxina adequada. Tem muita coisa lá dentro. Não vou dizer quem colocou ou quando, mas vamos retirar. Tinha muito freezer, equipamentos que a lei não permite. Até microondas foi retirado”, disse o secretário.
 
Segundo Bustamante, como a unidade é antiga, as tomadas são internas nas celas, o que deverá mudar com a reforma. “Retiramos os ventiladores e agora vamos fixá-los nas paredes. Todas as tomadas serão externas. Vamos retirar toda a energia de dentro das celas em que estão os reeducandos”.
 
Além disto, o secretário ainda pontuou que um acumulado de panos, que prejudicam a saúde dos detentos também está sendo retirado. Um balanço deverá ser divulgado pela pasta apenas no fim da operação.
 
A operação de reforma na Penitenciária Central do Estado foi iniciada na segunda-feira (12) e estão sendo realizadas mudanças nas celas, pinturas e retirada de produtos que estão em desconformidade com o Manual de Procedimento Operacional Padrão do Sistema Penitenciário.
 
Além da reforma, a operação de revista geral tem o objetivo de fortalecer as ações de enfrentamento a crimes que possam ser cometidos dentro da unidade penal, além de se antecipar a possíveis atos delituosos.
 
Durante esta semana estão suspensas as visitas aos reeducandos, assim como o atendimento a advogados e defensores públicos. Apenas as escoltas emergenciais, em caso de saúde, serão realizadas.
 
A operação é realizada apenas na Penitenciária Central do Estado, não sendo estendida a nenhuma outra unidade no interior ou mesmo na Capital.
 
Entre os materiais em excesso que estão sendo retirados, segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindspen), estão televisores, ventiladores, prestobarba, sanduicheiras e outros eletrodomésticos. “É uma limpa. O excesso atrapalha o trabalho de revista dentro da unidade. É até uma questão de saúde, temos um número alarmante de doenças infectos contagiosas”, disse a presidente do Sindspen, Jacira Maria da Costa.
 
Ameaça
 
Áudios que circulam pelas redes sociais apontam para a possibilidade de um novo ‘salve geral’ em Cuiabá. As mensagens começaram a circular na última terça-feira (13), após um limpa ser feito dentro da Penitenciária Central do Estado (PCE), com o objetivo de fortalecer as ações de enfrentamento a crimes que possam ser cometidos dentro da unidade penal, além de se antecipar a possíveis atos delituosos. A Secretaria de Segurança Pública (Sesp) informou que os envolvidos serão responsabilizados criminalmente.

14 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • silvio lopes de moraes
    19 Ago 2019 às 08:13

    E nós pagando energia para esses vagabundos ,ta de brincadeira !

  • Polyana
    19 Ago 2019 às 06:04

    Dá pra tirar tambem, o salário que eles recebem quando vão preso, só no Brasil mesmo o cara vai preso e ainda recebe do governo, enquanto o cidadão de bem tem que trabalhar para pagar esse tipo de regalias a esses safados. Há muito o que ser mudado ainda. Estamos no caminho certo. Avante Brasil.

  • Marta Silva
    18 Ago 2019 às 22:00

    Será que tudo isso que estão fazendo vai resolver algumas coisas .tem que afasta as pessoas que recolhe as coisas pra dentro do presídio.

  • Dora Aventureira
    18 Ago 2019 às 16:45

    Excelente! É isso aí, sem energia! Pensassem melhor, antes de cometer crimes, quem sabe, depois disso aí, coloquem a mão na consciência.

  • Maria da Paz
    18 Ago 2019 às 16:42

    Demorô fazer essa faxina, Mas infelizmente existe sempre o jeitinho brasileiro de alguma "mula " de plantão levar bujiganga lá pra dentro. E se o bloqueador de celular funcionasse nao entravam tantos cell lá dentro.

  • Mozar
    18 Ago 2019 às 15:19

    Quem já viveu em uma cadeia no Brasil sabe que é muito melhor viver lá dentro do que aqui fora, e não vem com esta que é perigoso, porque perigo de morte a gente corre aqui fora muito mais que lá. Aí a malandragem sabe que ninguém pode se quer encostar um dedo neles e comem do bom e do melhor, claro que vão roubar e matar aqui fora e se forem presos a sorte aumentou ainda mais. SISTEMA HUMANO FALIDO .

  • Paolo
    18 Ago 2019 às 14:51

    Pra que cela precisa de tomada?

  • Kenner loko
    18 Ago 2019 às 14:25

    Talvez culpa do destino nem sempre oque escolhemos.. pq nessa vida vx vale oque tem. Eu n vo julga .. bem bate decreto ao q tudo começa do governo do país.

  • joao
    18 Ago 2019 às 13:51

    Tem que mudar, falou alto, contêiner pra ele. Tem que tirar também a água e as visitas tem que ser uma por mês.

  • Luiz
    18 Ago 2019 às 11:05

    Parabéns. É um absurdo um preso de alta periculosidade ter regalias. Se fosse um pais sério, muito deles ja teriam sido executados.

Sitevip Internet