Olhar Direto

Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias / Política MT

Secretária diz que fenômeno em São Paulo não tem relação com MT: conclusão ideológica ou política

Da Redação - Érika Oliveira

24 Ago 2019 - 16:24

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Secretária diz que fenômeno em São Paulo não tem relação com MT: conclusão ideológica ou política
A secretária de Meio Ambiente de Mato Grosso, Mauren Lazzaretti, classificou como “conclusões subjetivas, ideológicas e políticas” a relação feita entre o fenômeno registrado em São Paulo esta semana – em que o “dia virou noite” – com as queimadas que vêm acontecendo no Estado. Segundo Lazzaretti, apesar da “realidade sentida” por aqui, não há confirmação de que a fumaça dos incêndios originados em Mato Grosso tenha de fato influenciado no escurecimento do céu na capital paulista. Cientistas têm divergido sobre o assunto.  

Leia mais:
Ministro sobrevoa queimadas com Mendes e afirma que parte dos incêndios em MT é criminosa

“Foram apresentados dados de que isso realmente não existe, então eu acredito na ciência e não em opinião ideológica ou política. Os dados são a respeito de focos de calor e de dados de queimadas, não que o evento acontecido tenha origem direta daqui. Precisamos separar o que é real do que é conclusão subjetiva de determinado segmento. O que é real é que temos aumento de foco de calor, mas focos não indicam necessariamente queimadas. Mas temos uma sensação térmica e uma realidade sentida de que a queimada está incomodando a saúde pública”, defendeu Mauren.

A fala da secretária ocorreu durante coletiva de imprensa esta semana, após visita do ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles. Na companhia do governador Mauro Mendes (DEM), os três sobrevoaram a região urbana e os arredores de Cuiabá, para vistoriar in loco alguns dos focos de queimada.

Mato Grosso lidera o ranking de queimadas na região da Amazônia, com mais 14 mil focos de calor acumulados até este momento, neste ano, segundo levantamento feito pelo Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais (Inpe).
 
Registro da situação do céu de Cuiabá esta semana

A situação em Mato Grosso é de alerta ambiental, com várias regiões do Estado registrando a temperatura de 38° nos últimos dias. O clima quente acaba favorecendo o aumento de queimadas.

Durante a vistoria, o ministro, o governador e a secretária destacaram que grande parte do fogo na vegetação nos arredores de Cuiabá tem origem criminosa.

“Estamos num momento climático critico no Estado, com um calor muito forte, um período de estiagem maior do que nos anos anteriores. É obrigação do Estado, mas é obrigação de cada mato-grossense zelar para que as queimadas não ocorram. É um esforço que temos feito com os recursos que temos, com aquilo que conseguimos de criatividade, um esforço sobre-humano das equipes do Corpo de Bombeiros, do Batalhão Ambiental, dos agentes da Sema, do ICMBio e do Ibama”, frisou Mauren.

Dia virou noite em SP

Na última segunda-feira (19), o céu de São Paulo ficou preto por volta das 15h, o que causou a impressão de que a tarde tivesse virado noite na cidade. O fenômeno assustou moradores e provocou uma enxurrada de publicações nas redes sociais.

De acordo com alguns institutos meteorológicos a escuridão pode ser explicada pela soma de uma chegada de uma frente fria vinda do litoral do estado (que trouxe umidade do oceano), nuvens baixas carregadas e, principalmente, a presença de névoa seca, com material particulado originado de queimadas na região amazônica.

Pesquisador do Programa de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Alberto Setzer, disse no entanto que a hipótese acima é pouco provável. Segundo ele, um pouco dessa fumaça de fato chegou a São Paulo, mas não a ponto de ser a principal explicação para a escuridão. Imagens de satélite compiladas pelo pesquisador na semana passada mostraram um corredor de fumaça da Amazônia descendo para o centro-sul do País.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Prof. Orlando
    26 Ago 2019 às 09:47

    Em Chapada sempre teve queimadas, e isso há de 34 anos q resido aqui. Mas esse ano, eu acho que o culpado é o Bolsonaro!!!! Os esquerdistas perderam e vão perder mais ainda o dinheiro fácil do povo, e isso revolta.

  • LUIS
    25 Ago 2019 às 11:42

    Cheio de especialistas aqui querem limpar a barra de MT nas queimadas hein? Até parece que não sentimos esse impacto há anos por aqui. O que ocasionou o "estacionamento" da fumaça sobre SP foi a frente fria- isso os próprios meteorologistas afirmaram. Mas é claro que a queimada da Amazônia (lei-ase Amazônia legal tá? Ninguém falou só de MT) também foi responsável. Vamos esquecer um pouco ideologia. O meio ambiente não tem partido, gente.

  • Mulher ma
    25 Ago 2019 às 10:20

    Como coisa que o ceu de sp e limpo. Se o brasil entrar em guerra contra a franca A culpa desse caos e da globo e da midias esquerdista que estao semeando o odio entre as nacoes. Sera que ninguem esta enxergando isso?

  • Gladston
    25 Ago 2019 às 06:50

    A petralhada AFIRMOU que a culpa é do Bolsonaro. Eles estão alucinando tanto que estão achando que nosso presidente é DEUS, pois somente Ele tem o poder de mudar o tempo dessa forma. Total delírio!

  • Toniel
    24 Ago 2019 às 20:15

    Alguém com conhecimento para desmentir esses Ecos Chatos e Imprensa tendenciosa que suprimiram as tetas da nação e estão odiosas,

  • Papa Gali
    24 Ago 2019 às 19:41

    Pode não ter sido a causa única, mas a fumaça lá estava. Sobre se é possível ou não, favor conferir um fenômeno semelhante ocorrido em 2007 quando uma nuvem de poeira originada na China chegou a América do Norte. Antes que se fale em ideologia, a fonte é a BBC (britânica) com fotos de satélite da Nasa (norte-americana): https://www.bbc.com/portuguese/ciencia/2009/07/090722_tempestade_areia_pu.shtml

  • Helena
    24 Ago 2019 às 19:26

    Imagens de satélites mostraram para meteorologista do país todo (incluindo o Inmet) e até para a Nasa: a escuridão se deu por conta do encontro de uma frente fria com o vento quente gerado pelas queimadas, isso levou material particulado dos incêndios florestais para SP. Mas insistem em falar que a ciência está sendo ideológica? Tem um povo que não sabe nem o conceito de ideologia. É muito mau caratismo.

  • Maria Vieira
    24 Ago 2019 às 17:47

    Substimam nossa inteligência. Se São Paulo ficou noite então a dias os Estados que são apontados como responsáveis estariam a dias sem ver a luz do dia . As queimadas sempre existiram em alguns anos foram mas que neste, é nunca o " mundo " se preocupou com que mora nestas regiões. Criaturas de São Paulo melhor se preocupar com o próximo sinal da natureza.

  • alexandre
    24 Ago 2019 às 17:22

    A fumaça em SP, é de incêndios florestais na Bolívia a mais de um mês, mas para a esquerda,á culpa é do Bolsonaro..

Sitevip Internet