Olhar Direto

Quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Notícias / Cidades

Postes são retirados da Avenida das Torres para alargamento de via que receberá viaduto

Da Redação - Fabiana Mendes

31 Ago 2019 - 14:55

Foto: Reprodução

Postes são retirados da Avenida das Torres para alargamento de via que receberá viaduto
A Concessionária Energisa retirou os postes de energia de baixa tensão para que a o trabalho de alargamento lateral da Avenida das Torres, sentido Coxipó-Cetro comece. A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) deu início ao estrangulamento do tráfego, garantindo a passagem de veículos pelo trecho durante a construção do viaduto José Maria Barbosa – Juca do Guaraná.

Leia mais:
Mãe e filha são barradas em festa do Dia dos Pais em creche municipal

Segundo informações da assessoria de imprensa, com a edificação, a Prefeitura pretende reduzir o tempo de locomoção e aumentar as condições de segurança dos usuários das vias. Na Avenida das Torres, o número de pessoas atendidas chega a 10 mil de forma direta e 90 mil pessoas indiretamente. 

De acordo com o diretor de Trânsito da Semob, Michell Diniz, nesta primeira etapa, o local foi fechado com barreiras de concreto “New Jersey”. Isso possibilitará a disposição do maquinário. “Uma faixa de rolamento foi fechada, deixando apenas uma faixa livre para o tráfego. Assim a empresa responsável já pode entrar no canteiro central para começar as obras.

Ele também destaca que o alargamento da via vai trazer mais fluidez ao trânsito durante o período da obra, que deve ser entregue no próximo ano. “Nós também criamos rotas alternativas com desvios para os motoristas. Os locais serão anunciados conforme a obra avançar”, explicou.

O titular da Secretaria de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues, explica que os estudos de viabilidade realizados para a implantação do viaduto apontam que o fluxo de veículos na localidade tem sido cada vez mais crescente, o que resulta em quilômetros de congestionamentos com a espera de mais de 30 minutos, durante o horário de pico.

Viaduto Avenida Das Torres

A estrutura terá 200 metros de comprimento, 18 metros de largura, e será levantada no entroncamento com a Avenida Érico Preza (Av. Itália). A obra recebe um investimento de R$ 16.340.726,63 será o primeiro viaduto a ser construído pelo próprio Município. Os trabalhos serão fiscalizados pela Secretaria de Obras Públicas e executados pelo Consórcio LR.

A edificação leva o nome do ex-vereador por Cuiabá, José Maria Barbosa, o Juca do Guaraná. Falecido em julho de 2018, Juca fez um mandato marcante na Câmara Municipal, na legislatura de 2008 a 2012. Em sua passagem pela política, prestou grande colaboração para o desenvolvimento do município, principalmente com ações voltadas para a área social.

Além da trajetória política, também se destacou no campo comercial. Em Cuiabá, fundou quatro empresas, sendo seu primeiro comércio criado em 1977 e popularmente conhecido como ‘Bulicho do Juca’. A segunda foi a ‘Guaraná do Juca’, que o consagrou como referência de qualidade no estado. Anos depois, fundou mais duas onde ingressou no ramo de transportes e minério.

Viaduto Beira Rio 

As obras do viaduto na Avenida Manoel José de Arruda, conhecida como Avenida Beira Rio seguem em sua fase burocrática, com estudo topográfico finalizado e obtenção das licenças necessárias para execução da obra. De acordo com estudos de viabilidade realizados para a implantação do viaduto, a intervenção pontual na Beira Rio deve duplicar a capacidade do cruzamento, atendendo de forma direta 9 mil pessoas por hora/pico e, indiretamente, 145 mil habitantes do entorno.

O viaduto levará o nome do ex-prefeito de Várzea Grande e ex-deputado federal por Mato Grosso, Murilo Domingos, falecido em abril deste ano, aos 78 anos. Além da atuação política e também na área comercial, Murilo Domingos exerceu ainda um fundamental papel no campo ambiental. Em sua trajetória, foi uma das primeiras lideranças políticas a levantar discussões e a promover ações concretas de preservação do Rio Cuiabá. Por meio do seu projeto “Salve o peixe, Salve o Rio”, ajudou a repovoar o Rio Cuiabá e seus afluentes com a soltura de mais de 5 milhões de filhotes de peixes.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marcelo dalmaz
    01 Set 2019 às 15:34

    Achei engraçado mudar o nome do gelo baiano para new jersey. Querem glamourizar o bloco de concreto agora. Kkkkkk

  • Genivaldo
    01 Set 2019 às 12:26

    Aqueles amarelinhos pela manhã ajudam muito ali. Deveria ter também no fim de tarde.

  • orlando de oliveira
    31 Ago 2019 às 20:47

    Não são os postes e sim as torres. Os postes é que entrarão agora.

  • Benedito
    31 Ago 2019 às 18:51

    Quem foi Murilo Domingos? Dois mandatos na Prefeitura de VG e nada fez. Ao invés desse senhor porque não homenageamos um religioso ou esportista. Estes sim foram referências na cidade.

Sitevip Internet