Olhar Direto

Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias / Política BR

Câmara mantém pagamento de advogados com fundo partidário e exclui redistribuição de verba devolvida

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

05 Set 2019 - 11:52

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Câmara mantém pagamento de advogados com fundo partidário e exclui redistribuição de verba devolvida
A Câmara dos Deputados terminou de votar, nesta quarta-feira (4) a proposta que traz novas regras para aplicação e fiscalização do Fundo Partidário. A partir de agora, se o projeto for aprovado pelo Senado e sancionado pelo presidente da República, os partidos terão liberdade para pagar advogados em processos envolvendo seus filiados e comprar imóveis usando dinheiro público.

Leia também
Com apoio e ausências de MT, Câmara autoriza uso de fundo partidário com advogados e proíbe devolução


No texto-base aprovado por 263 votos a 144 na última terça-feira (3), que contou com o apoio dos quatros parlamentares mato-grossenses presentes no Plenário, previa que os recursos do fundo não utilizado pelos partidos seriam redistribuídos pelos outras siglas.

Por Mato Grosso, os deputados federais Leonardo Albuquerque (SD), Emanuelzinho (PTB), Juarez Costa (MDB) e Rosa Neide (PT) votaram a favor da proposta. Já Carlos Bezerra (MDB), Neri Geller (PP), José Medeiros (Pode) e Nelson Barbudo (PSL) estavam ausentes.

O Partido Novo, único que não utiliza verba pública para bancar suas campanhas, se queixou e o artigo foi alterado, para que o recurso não utilizado retorne ao Tesouro.

O uso do dinheiro do fundo para pagar advogados defender políticos envolvidos em crimes eleitorais, uma das mudanças mais polêmicas, foi mantida na proposta que seguirá para o Senado.

A atuação dos deputados mato-grossenses durante a votação do projeto foi duramente criticada por líderes do Partido Novo do Estado, como o presidente Anderson Iglesias, que classificou o episódio como uma vitória da ‘velha política’.

“A velha política se articulou e conseguiu mais uma vez prejudicar ainda mais o cidadão pagador de impostos”, disse.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Hélio Serrou Barbosa
    05 Set 2019 às 15:18

    Isso é um tapa na cara do cidadão brasileiro do bem., pouca vergonha e pouco pra uma coisa dessa!.

  • Imposto pago retorno zero
    05 Set 2019 às 15:04

    Eles não tem consciência nem ética , os pobres sem emprego , sem nada e eles na vida de reis deveriam ganhar com a média e andar de coletivo

  • MARIA TAQUARA
    05 Set 2019 às 14:19

    deputados, e políticos em geral são caros demais, e não fazem questão alguma de serem eficientes e razoáveis com os gastos

  • pacheco
    05 Set 2019 às 14:17

    uma vergonha e afronta à sociedade. primeiro q cada deve bancar sua eleição, não utilizarem recursos de nossos impostos.

  • JOSE ANTONIO DE CASTRO LEITE NOGUEIRA
    05 Set 2019 às 14:12

    Vergonha...

  • Zé Mané
    05 Set 2019 às 13:24

    Rapaz aí é farra... Por isso dou valor no gato da água, da luz, na sonegação de impostos, furar fila mesmo, tocar o terror mesmo... Poha, os caras fazem a festa lá em cima com o dinheiro do povo maluco!!!! Que país sem vergonha é esse??? cada dia pior...

  • alex r
    05 Set 2019 às 13:17

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • AVANÇA MT
    05 Set 2019 às 13:10

    TEM QUE DIMINUIR O NUMERO DE DEPUTADOS E SENADORES PELA METADE , CUSTAM BILHÕES !

Sitevip Internet