Olhar Direto

Quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Notícias / Cidades

Após cortes na Educação, ministro é recebido em Cuiabá com protesto no aeroporto; veja fotos e vídeos

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Do Local - Isabela Mercuri

05 Set 2019 - 14:11

Foto: Olhar Direto

Após cortes na Educação, ministro é recebido em Cuiabá com protesto no aeroporto;   veja fotos e vídeos
Representantes do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica de Mato Grosso (Sinasefe-MT) e da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (Adufmat), além de membros de Diretórios Centrais de Estudantes (DCE) de ambas instituições federais, estiveram no aeroporto Marechal Rondon para hostilizar o ministro da Educação Abraham Weintraub, que chegou em Várzea Grande no início da tarde desta quinta-feira (5) para cumprir agenda em Cuiabá.

Leia também
Ministro da Educação vem a Mato Grosso discutir militarização das escolas públicas


O grupo, de aproximadamente 30 pessoas, levou faixas e megafones para protestar contra a militarização nas escolas, os cortes orçamentários nas universidades e institutos federais e contra a atual gestão do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), em relação a educação.            

“Viemos mostrar nossa indignação em relação a questão da tentativa do Governo de tentar militarizar nossas escolas e também a questão da falta de recurso que as universidades e institutos federais estão enfrentando, assim como a falta de dinheiro para pesquisa. Ao invés de investirem na pesquisa, na extensão e n educação pública, eles querem militarizar as escolas, colocar uma lógica cada vez mais perversas nos alunos. Não é isso que vai melhorar a educação pública. O que irá melhorar são os investimentos, coisa que eles estão fazendo ao contrário. Estamos vendo que cada vez mais teremos um postura mais ‘militarescas’ e a qualidade cada vez perdendo mais”, disse o professor Jelder Pompeo de Cerqueira,  coordenador geral do Sinasefe-MT.

O ministro, no entanto, não saiu pelo setor de desembarque e com um forte esquema de segurança, foi levado em uma van pela parte de trás do aeroporto. Mesmo assim, ele passou pelos manifestantes, que tentaram fechar uma rua exibindo uma faixa pedindo a valorização da Educação.

Em Cuiabá, o ministro tem uma agenda marcada para anunciar investimentos para a Educação pública do Município, com o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), pela tarde e para participar de um evento da Polícia Militar de Mato Grosso, em companhia do governador Mauro Mendes (DEM).

O objetivo da agenda é discutir a militarização das escolas públicas do Estado, projeto de autoria do deputado bolsonarista Silvio Fávero (PSL) e já sancionado pelo Governo do Estado.

Veja vídeos do protesto:









 

28 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Professor
    06 Set 2019 às 09:34

    O que não consigo entender é o porquê dos institutos federais serem um modelo de sucesso educacional que promove ensino, pesquisa e extensão no ensino médio, que se destaca nos rankings internacional (PISA) e nacional (ENEM), que tem graduação e pós-graduação, que desenvolve processos patenteados, que se destaca nas artes e nos esportes, que precisa de expansão e investimento mas este governo quer forçar a invenção da roda cortando verbas da educação pública. Não consigo entender...

  • CIDADÃO INDIGNADO
    06 Set 2019 às 08:14

    Estão protestando com medo por que com isso vai acabar com aquelas fumadinhas de maconhas nos intervalos das aulas!!!! kkkkk Essa UFMT tá cheio de maconheiro, você caminha de manha e de tarde no entorno a praça perto do RU e só da aluninhos na erva do capeta kkkk. depois saem para protestar!!!! Pichando as paredes dos blocos!!! Uma imundícia que está essa UFMT com esses alunos ditos esquerdistas!!!! São é baderneiros!!!! Deveria a UFMT identificar esses ditos alunos e expulsar da Universidade e abrir vaga para quem quer realmente estudar!!! Bando de universitários hipócritas!!!! Parei de fazer caminhada na UFMT.

  • Ares
    06 Set 2019 às 08:01

    Se gritar pão com mortadela já forma manifestação do pt no mesmo instante kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Revoltado
    05 Set 2019 às 22:40

    Se tivesse ordem na ufmt estes petistas estariam trabalhando igual nós da iniciativa privada

  • MARCOS ANTONIO PEREIRA
    05 Set 2019 às 20:26

    Fazia muito tempo que eu não via uma mega manifestação igual essa. E no horário de trabalho

  • Michele
    05 Set 2019 às 17:51

    Por falar em militarização... É só ver o movimento dos pais buscando por escolas militares, onde há ordem, hierarquia, disciplina e respeito aos professores... Aprendizado de verdade. Na ANARQUIA existe desordem e falta de educação.

  • Luiz Keller
    05 Set 2019 às 17:44

    Por isso votou no Bozonaro, mulher má ? Tamo ferrado.

  • Fabio
    05 Set 2019 às 17:44

    Porque ser contra a organização (chamada de militarização)?? Pq os 30 gatos pingados são favoráveis a baderna que se mantém até hoje. Que pesquisa fizeram nos últimos anos? O que retribuíram para a sociedade que banca toda a estrutura?? Só querem direitos... não assumem nenhuma obrigação. FUTURE-SE JÁ!!!!

  • JOAO
    05 Set 2019 às 17:31

    OS MANIFESTANTES CHEGARAM EM UMA KOMBI

  • Henrique
    05 Set 2019 às 17:01

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet