Olhar Direto

Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Notícias / Cidades

Bolsonaro anuncia indulto para policiais e comandante afirma que PMMT deve analisar nomes

Da Redação - Wesley Santiago e Érika Oliveira

08 Set 2019 - 17:01

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Bolsonaro anuncia indulto para policiais e comandante afirma que PMMT deve analisar nomes
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou no início desta semana que irá pedir para comandantes de polícias de todo o país a relação de membros dessas corporações que podem ser beneficiados com um indulto presidencial. O coronel Jonildo José de Assis, responsável pela Polícia Militar em Mato Grosso, disse que, se for notificado, irá estudar nomes junto ao seu corpo jurídico.

Leia mais:
Governo sanciona lei e presos terão que pagar por tornozeleiras eletrônicas em Mato Grosso
 
A concessão de indultos é uma prerrogativa do presidente da República, prevista na Constituição, para perdoar a pena de presos que cumprirem requisitos estipulados em decreto. Bolsonaro avisou que irá priorizar os “policiais presos injustamente” e que não irá se esquecer de quem sempre esteve ao seu lado.
 
"Indulto tem que estar enquadrado no decreto, não é quem eu quero. Estando enquadrado no decreto, os policiais civis e militares, que sempre foram esquecidos, dessa vez não serão esquecidos. Nós oficializaremos todos os comandantes de polícia militar, do Brasil todo, para que eles mandem a relação com a justificativa. Não tem nada arbitrário”, disse o presidente.
 
O comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso disse que não recebeu nenhum chamado ou ordem sobre o tempo. “Se o receber, iremos analisar junto a nossa assessoria jurídica, comandados e veremos esta situação. Não tenho nada ainda, seria até leviano dizer alguma coisa”.
 
O governador Mauro Mendes disse, durante a comemoração do aniversário da Polícia Militar, que desconhece sobre o tema e, por conta disto, não fará nenhum comentário à respeito.
 
Em fevereiro, Bolsonaro concedeu indulto para presos com doenças graves e doentes terminais. O decreto proibiu perdão a condenados por corrupção, crimes hediondos e de tortura, entre outros. O presidente não deu detalhes sobre os critérios do novo decreto.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Absurdo
    09 Set 2019 às 14:46

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ares
    09 Set 2019 às 10:12

    Ainda bem que é só um fulano nada mais que isso

  • jose renato
    09 Set 2019 às 08:46

    Parabéns ao Presidente

  • Libera
    08 Set 2019 às 20:45

    Tem que liberar o cabo Hercoles e o Celio Alves....

  • Libera
    08 Set 2019 às 20:45

    Tem que liberar o cabo Hercoles e o Celio Alves....

  • Diogo
    08 Set 2019 às 20:21

    Os esquerdopatas piram

  • Fulano
    08 Set 2019 às 20:20

    Vixi. O que ai ter de malfeitores, que andam a margem da lei (criminosos) q usam a farda da PM sendo beneficiados e saindo impunes.

  • josé de souza
    08 Set 2019 às 17:37

    ACHO BEM MERECIDOS, QUEIRA OU QUEIRA É SEGURANÇA DA NOSSA SOCIEDADE, CIVIS E MILITARES

Sitevip Internet