Olhar Direto

Sábado, 21 de setembro de 2019

Notícias / Política MT

Mauro diz que empréstimo não garante 13º: alivia o caixa, mas não é suficiente

Do Local - Vinicius Mendes / Da Redação - Érika Oliveira

07 Set 2019 - 11:52

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Mauro diz que empréstimo não garante 13º: alivia o caixa, mas não é suficiente
A assinatura do empréstimo de US$ 250 milhões junto ao Banco Mundial (Bird) trouxe um alívio para o Governo do Estado, mas não deverá resultar em vantagens imediatas aos servidores, que seguem recebendo seus salários de maneira escalonada. De acordo com o governador Mauro Mendes (DEM), a contribuição virá a médio e longo prazo e a economia gerada este ano não será suficiente para cobrir o pagamento do 13º salário, cuja folha é de cerca de R$ 500 milhões.

Leia mais:
Diretora do Bird assina empréstimo a MT e destaca reformas e agenda ambiental de Mendes

“Esse empréstimo é para quitar uma divida que Mato Grosso já tem, que foi contraída em 2003 nas chamadas obras da Copa. Esse empréstimo era de curto prazo, nós íamos pagar R$ 300 milhões por ano e agora vamos pagar R$ 60 milhões por ano. Ele alivia sim o caixa nos próximos anos, mas ele não é suficiente. O alivio que ele dá agora, neste ano, será de menos de R$ 100 milhões e o 13º é mais de R$ 500 milhões. Claro que ajuda, mas a contribuição é maior no médio e longo prazo”, explicou o governador, na manhã deste sábado (07).

O contrato com o Bird foi assinado nesta sexta-feira (06), após uma verdadeira maratona – que se estendeu pelos últimos 8 meses – em busca dos recursos. O valor, US$ 250 milhões, será usado para quitar outra dívida, com o Bank of America.

A quitação desse empréstimo é uma das metas do Governo na busca pelo equilíbrio fiscal de Mato Grosso. O valor desembolsado em duas parcelas anuais é elevado e compromete as finanças. As parcelas a serem pagas pelo Estado, a partir de agora, serão mensais e com juros menores do que os praticados pelo atual contrato.

No mês passado, durante reunião com o Fórum Sindical, que representa os servidores do Estado, Mauro Mendes mostrou informações financeiras projetadas para o mês de setembro e garantiu que seria possível cumprir os compromissos com os servidores, caso todas as medidas tomadas, como a arrecadação prevista com a reforma fiscal aprovada pelo Legislativo, a possível chegada dos recursos do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) e a concretização do empréstimo com o Bird, se concretizem.
 

37 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Pardal
    13 Set 2019 às 07:50

    o pagamento 13 Salário é LEI. o Estado recebeu recursos do Empréstimo, receberá do pré-sal, e da FEX 2019. Ele tem que pagar nem que for parcelado, mas terá, felizmente.

  • coreano
    09 Set 2019 às 12:30

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • od
    09 Set 2019 às 08:59

    Uma caixa furada tudo que entra não basta, nem sobra.

  • Um homem comum
    08 Set 2019 às 21:45

    Essa nao dá pra suportar. Ta brincando com a inteligência do servidor. Lamentável.

  • alexandre
    08 Set 2019 às 21:41

    O dinheiro é pra pagar super duodécimos e emendas parlamentares e verba indenizatória..

  • Elisângela
    08 Set 2019 às 21:27

    Tenho certeza que esse empréstimo não vai servir de nada para nós, reles servidores do Executivo. Sempre castigados por esse governador.

  • José
    08 Set 2019 às 12:39

    Tá certo, se só com o empréstimo não dar de pagar, então me fala: e com o Fex e os 220 milhões que irá vir com a venda do pre sal, ainda este ano, que irá ser repartido com todos os Estados e Municípios. Senhores deputados vê se vcs acordam e coloquem esse governador e equipe em seus lugares, o que ele esta fazendo em suas barbas e vergonhoso. Para onde vai todo esse recurso?

  • Moacir
    08 Set 2019 às 11:42

    Greve geral em dezembro. 2020 MT vai parar. Se o fórum sindical não convocar greve geral, 100% em todas as secretarias, podemos suspeitar de algo que está beneficiando apenas os sindicatos.

  • Descrente
    08 Set 2019 às 08:32

    E diz que o mentiroso é o Emanuel?Não consegue se lembrar do que falou a um mês atrás? Mas o fórum sindical se ajoelha perante este governo acreditando ou se acertando com ele?

  • Nager RODRIGUES DUQUE
    08 Set 2019 às 08:19

    Deprimente, Governador ENGANADOR, daremos respostas, nas eleições Municipais não elegendo o seu Candidato, temos quê fazet isso.E cadê os Sindicatos e Associações, deveriam fazer algo.

Sitevip Internet