Olhar Direto

Terça-feira, 12 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

Botelho inicia “maratona” de votações e manda descontar salário de deputado que faltou sessão

Da Redação - Érika Oliveira

11 Set 2019 - 08:19

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Botelho inicia “maratona” de votações e manda descontar salário de deputado que faltou sessão
Promessa feita e cumprida, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), ordenou – em meio à sessão Plenária - que fosse cortado o salário do deputado Xuxu Dal’Molin (PSC) por falta de justificativa de sua ausência no “mutirão” promovido pelo Legislativo para limpeza de pauta. Com uma série de matérias importantes e atrasadas, os deputados precisam apreciar 53 projetos de lei, além de Propostas de Emenda à Constituição (PEC). Na noite desta terça-feira (10), apenas 18 foram apreciados. 

Leia mais: 
Botelho irá cortar verba indenizatória de deputados que faltarem ao trabalho 

Os outros 23 deputados estaduais compareceram à sessão, com exceção de Silvio Fávero (PSL), que apesar de registrado no painel eletrônico passou mal e precisou sair do Plenário. Não há informações sobre seu estado de saúde. 

Xuxu Dal’Molin, conforme determinação de Botelho, terá R$ 830 descontados de seu salário, dos cerca de R$ 25 mil que ganha por mês. O deputado também deverá sofrer cortes em sua verba indenizatória de R$ 65 mil, seguindo outra promessa feita pelo presidente da Casa na semana passada. 

“A LDO já está pronta para ser votada no Plenário, então vamos cumprir o cronograma até porque o prazo já se extinguiu, já era pra ter votado. Mas eu acho que em duas semanas, no máximo, a gente finaliza. A ausência dos deputados atrapalha, principalmente quando é projeto de lei complementar, que precisa de 14 votos. Eu vou conversar com os deputados hoje e semana que vem vou convocar todos para um mutirão, quem não vier eu vou cortar a VI do mês inteiro”, declarou Botelho, na ocasião. 

A ausência dos deputados nas sessões tem sido frequentemente criticada por Botelho. No início do ano ele já havia ameaçado cortar o ponto dos faltosos e, em julho, o presidente chegou a sugerir que os colegas mudassem de profissão.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Kely
    11 Set 2019 às 21:48

    Notícia boa do dia, porém o valor a ser descontado é uma piada.

  • Justiça seja feita
    11 Set 2019 às 17:37

    kkkkkkkkkkkkkk será?

  • Curioso
    11 Set 2019 às 09:48

    CONVERSA PRA BOI DURMIR

  • trabalhador
    11 Set 2019 às 09:22

    este sim é o Botelho que queremos ,pouco se trabalha e ainda falta ,vem aqui nobres deputados com um sol desse e ter que encarrar onibus pra chegar em se trabalho quem sabe daria valor ao trabalhador.è descontar e sentir no bolso .

Sitevip Internet