Olhar Direto

Segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Notícias / Cidades

Com temperatura de 40ºC, Cuiabá completa 120 dias sem chuva

Da Redação - Fabiana Mendes

11 Set 2019 - 15:10

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Com temperatura de 40ºC, Cuiabá completa 120 dias sem chuva
Cuiabá completa 120 dias sem chuva nesta quarta-feira (11). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o último registro ocorreu no dia 14 de maio. O calor não deve dar trégua, pois segundo Dalvete da Cruz, do 9º Distrito de Meteorologia de Várzea Grande, não há previsão de chuva para os próximos dias.

Na última segunda-feira (9), o Instituto emitiu um alerta de onda de calor nos 141 municípios mato-grossenses. O aviso segue até sexta-feira (13) e cita o aumento de 5ºC na temperatura média na Baixada Cuiabana, que fica em 34ºC. Com isso, os termômetros devem ficar em torno dos 40ºC.

Leia mais:
Emanuel prepara decreto e não descarta suspensão de aulas por conta do calor e baixa umidade

O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), que é ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) aponta que o dia de hoje será com predomínio de sol, podendo chegar aos 40ºC. Na quinta e sexta-feira (12 e 13), a máxima é de 40ºC e 39ºC, respectivamente. Em ambos os dias do final de semana, sábado e domingo, os termômetros podem chegar aos 41ºC.

O alerta de onda de calor cita também a hipertermia, com risco de morte. A hipertermia é o termo associado à elevação e/ou manutenção das temperaturas do corpo humano ou de outro organismo vivo a patamares capazes de comprometer ou mesmo de colapsar metabolismos.

Situação das escolas

Por conta dos riscos, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) deverá publicar nesta quinta-feira (12) um decreto com medidas preventivas com orientações para as unidades escolares. A mudança de horário e até mesmo a suspensão das aulas não está descartada. A rede municipal atende 163 unidades educacionais e 52 mil alunos.

Por enquanto as aulas não sofreram alterações nos horários, mas algumas medidas de rotina foram tomadas, como evitar atividades físicas ao ar livre e nos momentos de calor mais intenso. Umidificadores de ar foram colocados em salas de aulas e os cuidados com a hidratação das crianças foram redobrados.

 A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) também orientou as escolas estaduais a suspender as atividades ao ar livre. O Estado conta com total de 757 unidades escolares.

A orientação é que nesse período sejam oferecidos aos alunos alimentos mais leves na merenda escolar, dentro dos cardápios aprovados e já estabelecidos; que sejam suspensas as aulas que requeiram esforço físico, principalmente atividades ao ar livre no período compreendido entre 10h e 17h, substituindo-as por jogos de mesa, aulas de música, leitura e pesquisas.
 
Efeitos do ar seco e recomendações
 
Quando a umidade no ar diminui muito, a produção de muco pelas mucosas diminui. Isto deixa o nosso corpo mais frágil, mais suscetível ao ataque dos agentes externos nocivos.
 
Vírus de gripe, bactérias que estão no ar, a fumaça liberada do escapamento dos veículos e por muitas indústrias, a poeira que fica em suspensão no ar, principalmente quando temos vários dias consecutivos sem chuva, são alguns destes agentes nocivos estranhos aos quais ficamos diariamente expostos.
 
A forma mais simples, rápida e barata de diminuir o risco de seu corpo ser “invadido” é manter a produção das mucosas das vias aéreas superiores em dia. A hidratação ajuda a manter a produção do muco nas mucosas, que significa manter a proteção natural das cavidades nasais, da faringe e de laringe, que formam as vias aéreas superiores.
 
Beber água, molhar as narinas com frequência, e para quem tem algum problema respiratório crônico, fazer inalação regularmente são ações simples e poderosas para evitar que a proteção natural do nosso corpo fique fragilizada e vire uma porta aberta para entrada dos agentes nocivos que estão no ar. 
 

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gabriela Duarte
    12 Set 2019 às 07:01

    Calor lógico que incrementou devido declarações desconexas de Bozonaro. Sim. Bolsonaro está destruindo o Brasil.

  • Tabata de Almeida
    11 Set 2019 às 16:28

    cruzes, me da ate vontade de andar somente de biquini fio dental na rua. Credo, que delicia!

Sitevip Internet