Olhar Direto

Domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias / Política MT

Gallo confirma “calote” do FEX de 2018 e expectativa por recursos da cessão onerosa

Da Redação - Érika Oliveira

12 Set 2019 - 18:09

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Gallo confirma “calote” do FEX de 2018 e expectativa por recursos da cessão onerosa
O secretário de Fazenda de Mato Grosso, Rogério Gallo, confirmou a possibilidade de o Governo Federal dar “calote” no pagamento do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) de 2018. A expectativa agora, segundo o secretário, é pela vinda do FEX deste ano e dos recursos do leilão do pré-sal, a chamada cessão onerosa, aprovada pelo Senado no início deste mês.

Leia mais:
Mauro diz que empréstimo não garante 13º: alivia o caixa, mas não é suficiente
Aprovada no Senado, divisão de recursos do pré-sal trará R$ 400 milhões para MT

“Eu não estive na reunião, mas o que eu ouvi do governador e da bancada foi a promessa de pagar o FEX de 2019. Aí 2018 ficaria para trás, o que infelizmente seria um calote na visão dos estados. A perspectiva da bancada é na cessão onerosa. Estamos falando de R$ 70 bilhões, R$ 30 bilhões serviriam para os estados e R$ 40 bilhões para a União”, disse Rogerio Gallo.

Conforme o secretário, além dos recursos que já estão garantidos aos estados por meio da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) aprovada pelo Senado, a bancada federal de Mato Grosso irá se mobilizar para garantir o cumprimento de uma promessa feita pelo Governo Federal, que se comprometeu a dar 3% da sua parte do total arrecadado com o leilão para estados produtores.

“A ideia é que dessa parte que ficou com a União seriam retirados R$ 4 bilhões - que seriam o FEX de 2018 e 2019 -, para então fazer o pagamento aos estados. Isso a bancada federal, articulada por todos os deputados federais, senadores, mas coordenada pelo deputado Neri, vai trabalhar nessa vertente”, explicou Rogério Gallo.

A PEC da cessão onerosa foi aprovada por unanimidade pelo Senado, mas como houve mudanças no texto ela volta para apreciação da Câmara dos Deputados. Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), a expectativa é de que a matéria esteja pronta para ser votada em Plenário até o dia 5 de novembro.
 

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Eleitor
    13 Set 2019 às 04:04

    OLHA QUANDO EU VEJO A IMAGEM DESTE SECRETÁRIO SAI SEI QUE PARA FALAR DE CRISE , ACHO ACHEI QUE A VITORIA DO MAURO MENDES NÃO VIRÍAMOS MAIS ESTE CIDADÃO FALANDO DE CRISE MAIS ME ENGANEI PORQUE AGORA É ELE E O GOVERNADOR QUE SÓ CONHECE ESSA MUSICA CHAMADA CRISE. PORTANTO, SÓ VAMOS DEIXAR DE OUVIR A PALAVRA CRISE QUANDO NÓS LIVRARMOS DESTE MAURO MENDES E ISSO ACONTECERÁ EM 31.12.2022, EM 2023, QUEREMOS UM GOVERNADOR QUE CANTE A MUSICA DA ESPERANÇA, CRESCIMENTO E PROSPERIDADE PARA TODOS OS MATO GROSSENSES..

  • Aécio never
    13 Set 2019 às 03:43

    O Bozonóia não teria dito que iria liberar o Fex... Seus idiotas!

  • Ari
    12 Set 2019 às 22:12

    Kkkk. Se fosse o Lula era bandido, caloteiro e tudo mais. Kkk chupa essa MM

  • Willian
    12 Set 2019 às 21:29

    Fala para o Mauro Mendes fazer coraçãozinho com o Bolsonaro nos palanques. De repente, não leva calote. Kkkk

Sitevip Internet